Nosso site está disponibilizando uma enquete para nossos leitores e internautas votar e dizer como avalia a gestão do Prefeito de Macaíba, Fernando Cunha (PROS).

OBS: a enquete no computador está no lado direito. Já no celular, ela encontra-se no rodapé, ou seja, na parte debaixo.

Mais um crime de execução no município de Macaíba na madrugada deste sábado (28), na rua Agenor Xavier no distrito de Mangabeira. Moradores da localidade informaram que escutaram aproximadamente três disparos de arma de fogo por volta das 03h40, e pela manhã um corpo foi encontrado estendido sobre o solo em uma estrada carroçável.

Saiba mais AQUI

Os novos radares de fiscalização de trânsito já estão presentes nas avenidas e cruzamentos de Natal. Mas, até o momento esses equipamentos ainda não estão multando por excesso de velocidade, apenas por parada sobre a faixa e avanço de sinal.

Para informar a população sobre os novos radares, a Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU) criou a segunda fase da campanha “Quem respeita o trânsito, não leva multa”. Nesta nova fase, a STTU lançou uma novidade para os motoristas, que agora passarão a ser avisados pelo aplicativo Waze quando estiverem próximos aos equipamentos eletrônicos.

O aplicativo é bem simples. Ao abrir o programa, o usuário visualiza a sua posição atual, e quando o carro começa a chegar próximo aos radares, o motorista é alertado através de um aviso sonoro. Além disso, o condutor também pode ver no mapa o quão próximo está dos equipamentos eletrônicos.

A projeção da secretaria é que o impacto de público atingido seja de mais de nove milhões de pessoas, isso porque, a agência responsável pela campanha estima que cada habitante de Natal seja atingido onze vezes com os diversos tipos de mídias existentes.

NoMinuto.com

https://lh4.googleusercontent.com/-mBno7wc32O8/UZzf60OkU3I/AAAAAAAAD9Y/FqWfatTRz14/s800/casa%2520da%2520cultura.jpg

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou hoje (27), em reunião extraordinária, os novos valores para as bandeiras tarifárias, que começam a valer a partir de segunda-feira (2).

Com isso, o preço para a bandeira amarela passará de R$ 1,50 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos para R$ 2,50. No caso da bandeira vermelha, o adicional passará de R$ 3 para R$ 5,50. Não há cobrança no caso da bandeira verde. Consumidores do Amazonas, Amapá e de Roraima também não pagam a taxa, pois esses estados não estão plenamente conectados ao Sistema Interligado Nacional. A Aneel também definiu hoje que as permissionárias de distribuição de energia, que até então não tinham aplicação de bandeira tarifária, começam a cobrar o adicional a partir de julho.

O sistema de bandeiras tarifárias, que permite a cobrança de um valor extra na conta de luz de acordo com o custo de geração de energia, entrou em vigor no início do ano. Nos dois primeiros meses de 2015, a bandeira aplicada foi a vermelha, que também deve ser adotada em março, por causa do uso intenso da energia de termelétricas, que é mais cara do que a gerada por usinas hidrelétricas. Ler mais…

A COSERN INFORMA QUE PARA FAZER A AMPLIAÇÃO E O MELHORAMENTO DA REDE IRÁ SUSPENDER O FORNECIMENTO DE ENERGIA NA QUINTA-FEIRA 5 NO CENTRO NA RUA DOUTOR PEDRO MATOS E ADJACÊNCIAS NO PERIODO DE OITO HORAS DA MANHÃ ATÉ AS DOZE HORAS DA TARDE NO MUNICÍPIO DE MACAÍBA.

CASO O SERVIÇO SEJA CONCLUÍDO ANTES DO HORÁRIO PREVISTO A REDE SERÁ ENERGIZADA SEM QUALQUER OUTRO AVISO.

MAIS INFORMAÇÕES PELO TELEFONE 116.

Do G1 RN: Estão abertas novas turmas para as atividades de extensão oferecidas gratuitamente à comunidade no Campus Cidade Alta, em Natal, do IFRN. Para realizar a inscrição, os interessados devem comparecer a partir desta quarta-feira (25) das 9h às 12h e 13h às 18h na Coordenação de Extensão.

Clique aqui e confira as atividades e outras informações sobre os cursos.

Estão sendo oferecidas atividades como dança de salão, capoeira, mosaico, reciclagem e cartonagem, dança criativa, viola sertaneja, rabeca e iniciação à percussão.

O período de inscrição e o início de cada atividade variam de acordo com cada iniciativa. Sete dos minicursos e oficinas ofertados têm suas inscrições até o dia 6 de março.

A Coordenação informa que não haverá reserva de vagas e as inscrições só serão efetivadas mediante a apresentação da documentação completa – cópias, acompanhada de original, do RG, CPF, comprovante de residência e uma foto 3×4. Menores de 18 anos deverão estar acompanhados dos pais para a realização da inscrição. Para mais informações os interessados podem ligar para a Coordenação de Extensão através do (84) 4005-0974

Um grave acidente foi registrado na BR-304, próximo ao posto da Polícia Rodoviária Federal em Macaíba, na manhã desta Sexta-feira (27). De acordo com as informações a carreta estava vindo sentido a Natal, quando perdeu o controle e acabou tombando no acostamento. Não houve vítima fatal, mas devido a gravidade do acidente a rodovia ficou com o transito lento por alguns instantes, e logo em seguida foi controlado.

Com informações da Connecttv

O pacote fiscal preparado pelo governo para tampar o rombo das contas públicas conterá medidas que atingirão os contribuintes mais ricos, provavelmente com aumento de impostos. A afirmação foi feita pelo ministro Nelson Barbosa (Planejamento), na quarta-feira (25), em uma reunião no Planalto com a bancada do PT no Senado.

Os congressistas do partido têm cobrado que o governo faça ajustes também sobre as pessoas de renda mais alta, como forma de compensar as ações já anunciadas sobre os trabalhadores mais simples, base eleitoral do PT.

Folha de São Paulo

No último final de semana vários jovens puderam ampliar mais seus conhecimentos sobre o universo do Hip Hop no workshop organizado pela CUFA RN em parceria com o Sesc Macaíba, esta é uma atividade que faz parte da programação do Núcleo de Oficinas de Férias.

O workshop foi ministrado por duas dançarinas profissionais, as bgirls Wenny e Dallianny, que tratou do tema “O cenário feminino no Breaking” através de palestras e vídeos, tratando da inclusão de gênero, o preconceito, o incentivo e o direito da mulher a cultura. Durante dois dias os alunos puderam aprender o break dance, para os iniciantes a lição dos primeiros passos e fundamentos da dança. E para aqueles que já praticam o breaking a lição da expressão facial e corporal, o comportamento e as atitudes dentro da prática.

O objetivo é oferecer alternativas de cultura e lazer para a juventude nesse período de férias o workshop possui uma programação bem interessante, que acontece novamente no próximo final de semana, dias 27 e 28 de fevereiro no Sesc Macaíba a partir das 15 horas, com o tema “A história do Break Dance e suas influências”.

Confira mais no site da Cufa.

Na noite de ontem (25) mais um registro de vandalismo e arrombamento ocorreu em uma escola em Macaíba. Desta vez o alvo foi a Estadual Professora Francisca de Castro, localizada no bairro Ferreiro Torto.

De acordo com a Connect TV, alguns elementos entraram no interior da escola pulando o muro e danificaram algumas portas de armários, e alguns objetos escolares foram levados. Os meliantes ainda jogaram tinta no medidor de energia como ato de vandalismo.

Moradores da localidade relataram que não é a primeira vez que a escola é alvo desse tipo de ação.

A Escola Agrícola de Jundiaí da Universidade Federal do Rio Grande do Norte abre Edital de inscrição  para preenchimento de vagas remanescentes no Curso Técnico em Cooperativismo ofertado na modalidade de Educação a Distância. Ao todo, são oferecidas 246 vagas distribuídas nos polos de Areia Branca, Assú, Caicó, Ceará-Mirim, Ceará-Mirim Assentamento do Rosário, Macaíba, Monte Alegre, São Paulo do Potengi e Vera Cruz.

As inscrições gratuitas podem ser realizadas no período compreendido entre 25 de fevereiro de 2015 até o dia 13 de março nos polos de Areia Branca, Assú, Caicó, Ceará-Mirim, Ceará- Mirim Assentamento Rosário, Monte Alegre, São Paulo do Potengi, Vera Cruz, e na Escola Agrícola de Jundiaí para o polo de Macaíba, a partir do dia, no horário de 8h as 12h e de 13h as 16 h.

Para participar o candidato deverá apresentar, no ato da inscrição, apresentar Cadastro de Pessoa Física (CPF), documento de identificação com foto e preencher todos os campos do Formulário de Inscrição presente no edital. A seleção será realizada pela análise das justificativas entregues pelos candidatos no ato da inscrição. O edital está disponível em: http://www.eaj.ufrn.br/site/

Aeronave sendo abastecida no aeroporto do RN: Redução do imposto sobre o querosene da aviação é um pedido antigo do setor

O Governo do Rio Grande do Norte irá oficializar hoje a redução do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) que incide sobre o querosene de aviação. O decreto determinando a desoneração do tributo dos atuais 17% para 12% – independente da ampliação da oferta de voos por parte das empresas aéreas – será assinado às 16h pelo governador Robinson Faria, no Centro Administrativo. O documento trará, ainda, uma alíquota de desoneração especial que poderá reduzir mais o pagamento do imposto, para 8%.

A alíquota de 8% será concedida, somente, se a companhia aérea interessada neste percentual ampliar a oferta de voos para o estado com trechos internacionais ou regionais.

A expectativa é que as normas que regem o primeiro decreto com esse viés assinado pelo governador Robinson Faria sejam publicadas na edição do Diário Oficial do Estado (DOE) de amanhã. De acordo com o secretário de Estado de Tributação, André Horta de Melo, a arrecadação estadual não sofrerá perdas com a redução do imposto. “O impacto deve ser nenhum. Ao mesmo tempo da redução do imposto, o abastecimento das aeronaves no estado deverá aumentar 40%. Vai se cobrar o aumento do abastecimento para que se tenha uma compensação”, esclareceu o secretário estadual.

Tribuna do Norte

https://lh4.googleusercontent.com/-mBno7wc32O8/UZzf60OkU3I/AAAAAAAAD9Y/FqWfatTRz14/s800/casa%2520da%2520cultura.jpg

Macaíba, a considerar os critérios da ONU (Organização das Nações Unidas), é, proporcionalmente, uma das cidades mais violentas do mundo, com altos índices de homicídios e assaltos em relação ao número de habitantes, semelhantes aos de cidades como: San Pedro Sula (Honduras), Caracas (Venezuela), Acapulco (México), que sempre aparecem no topo da lista.

O que mais impressiona, no cenário atual das políticas públicas no município, é que, mesmo sendo a Saúde um verdadeiro caos, é na Segurança (ou na sua ausência) que o macaibense mais se atormenta e onde o município mais se destaca (negativamente, claro) na mídia regional.

Mas, com o advento da Lei 13.022/2014, que cria o Estatuto Geral das Guardas Municipais, conferindo poder de polícia a esses órgãos, os municípios passam a ter responsabilidade direta na segurança pública, sendo imprescindível, para tanto, a criação da respectiva Guarda, como polícia municipal.

Parece, no entanto, que a sociedade civil organizada e os poderes constituídos ainda não perceberam a urgência e importância e de ter uma guarda municipal, com homens armados e bem treinados, como ferramenta fundamental de controle da violência, na defesa das pessoas e seus patrimônios.

Inegável que a implantação de uma Guarda Municipal, nesses moldes, demanda custos aos cofres públicos. Mas não podemos esquecer que o legislativo municipal autorizou o endividamento do município para gastar construindo prédios públicos. Poderia, então, apenas condicionar que parte dos vinte milhões avalizados fossem usados para criação do órgão. Depois, claro, que o executivo ou algum vereador iluminado se digne em apresentar o respectivo projeto de lei.

Vale lembrar que a violência é um ciclo que começa e termina nela mesma, sendo ruim para todo mundo (exceto para o crime organizado) e sua prevenção passa, obrigatoriamente, pela inclusão humana social, econômica e política. Mesmo assim, cabe ao poder público tomar todas as medidas possíveis para conter e reprimir seu avanço.

Diante disso tudo, a criação de uma Guarda Municipal deveria interessar a todos; principalmente ao cidadão comum, que é penalizado com a violência desenfreada que assola nosso município, principalmente pela perda da sua liberdade, pois sair às ruas de Macaíba, hoje em dia, é uma aventura muito arriscada.

Denilson Gadelha

Os moradores do Campo das Mangueiras , em Macaíba, solicitou a “Repórter do Povo”, Ceyça Lima, fazer uma reportagem, para mostrar o problema que vem acontecendo há mais de 20 dias. A falta da coleta de lixo/entulho está causando vários problemas para a população.

A principal preocupação é com a DENGUE, devido conter objetos como, copo descartável, coco já com acumulo de água dentro, sacos e etc.

Com informações da Connecttv

Agência ficou parcialmente destruída com o impacto da explosão (Foto: Divulgação/Polícia Militar do RN)

Do G1 RN: Um caixa eletrônico do banco Bradesco foi explodido na madrugada desta quinta-feira (26) no município de Serrinha, a 89 quilômetros de Natal. Segundo a Polícia Militar, não há informações sobre os criminosos nem da quantia levada.

Em contato com o G1, o tenente Alcino Leonardo, do 8º Batalhão da PM, revelou que o prédio da prefeitura da cidade, que fica a aproximadamente 50 metros da agência, chegou a ser invadido e os vigilantes rendidos. “Acreditamos que eles fizeram isso para evitar qualquer reação dos guardas”, afirmou.

Ainda de acordo com o oficial, os assaltantes fugiram em um carro de cor branca. “A explosão aconteceu por volta das 3h. No local, foram encontrados cápsulas de pistola 9 milímetros (armamento de uso restrito), fuzil calibre 762 e de espingarda calibre 12″, acrescentou.

Ainda de acordo com o oficial, a quadrilha usou grampos de ferro para obstruir a estrada que liga Santo Antônio a Serrinha, dificultando que a polícia partisse em perseguição.

Quem mora e transita na cidade de Macaíba, logo percebe o descaso da gestão publica e as péssimas condições de mobilidade de pedestres e veículos no cotidiano macaibense. Recentemente, no dia 5 de fevereiro de 2015, a câmara municipal realizou 1º Audiência Pública sobre a mobilidade do Município de Macaíba, ocorrida no Centro de Convivência Pax Club. Na ocasião estiveram presentes varias autoridades municipais.

O objetivo da atividade era mostrar a população um diagnóstico feito por uma empresa especializada em Mobilidade Urbana contratada pela prefeitura de Macaíba para elaborar um plano de melhorias no trânsito. No entanto, a falta de planejamento organização para promover a mobilidade se arrasta de forma secular. Além do engarrafamento ruas estreitas, a cada rua do centro da cidade uma crateras nas ruas principais da cidade, algo inaceitável para os dias atuais, alguns trechos de asfalto chega ser pior do que estrada carroçável. Duvidam? Observem a o foto.

veja matéria completa na íntegra no Cidadão Macaibense.

Valério Mesquita*

Mesquita.valerio@gmail.com

Trata-se de um tema que vem sendo comentado com frequência, há décadas. Recrudesce sempre nas proximidades das eleições para a Câmara Federal, aqui no Rio Grande do Norte. Áreas para instalação são apontadas e em seguida tudo fica no mesmismo. Seria trágico, se não fosse cômico, se investigar esse disse-me-disse de ZPEs no agreste, no seridó, no vale do Assu, no oeste ou na área da grande Natal. A reprise desse assunto no calendário eleitoral pelos políticos responsáveis, além de confundir e enganar o povo – fazendo-o de estúpido – redunda em agressão à lei eleitoral, aos bons costumes, pela falsidade ideológica com que é impingido um investimento de ordem publica/privada sem uma discussão ampla dos grupos investidores com as classes produtoras do Rio Grande do Norte e governo do estado.

Essas zonas não significam o que alguns estão pensando. São as zonas de processamento de exportação do Rio Grande do Norte. Um empreendimento muito parecido com o faraônico projeto que sediou aqui alguns jogos da Copa do Mundo, destruindo o patrimônio público e metade do bairro de Lagoa Nova. Compreendam-me bem: não quero com isto que suponham que sou contrário às ZPEs. Mas, sim, à propaganda enganosa de infligir à coletividade a imagem de vítima de um capricho político vicioso e eleitoreiro. Alguns municípios – li na imprensa – disponibilizaram glebas desapropriadas com o dinheiro público, sem nenhum planejamento ou debate técnico sobre o assunto.

São procedimentos açodados onde o tráfico de influência e a captação subliminar e ilícita de votos estão tão explícitos quanto as irregularidades de ordem contábil com afronta à moralidade pública. Esses artifícios curiosos e episódicos contam com a cumplicidade de alguns ministérios ligados a partidos aliados que atuam nos estados. O critério de escolha não parece técnico nem seletivo. Há um dono, um foco, um aparelho transformador, destinado a converter situações e imprimir resultados.

A expectativa nossa é de que as zonas não se transformem em burlas para premiar confrarias, pelo tratamento vago, vadio e vazio, em vez de avançar sistemicamente nas negociações com os grupos estrangeiros, os quais nem ao menos se tem ideia de onde vêm. A ZPE é tratada como tema abstrato, oferecendo apenas um factóide publicitário que transparece como recompensa material em troca de voto. O receio reside na preocupação coletiva que essas regras facilitem a perpetuação da corrupção e do fisiologismo. O próprio capitalismo selvagem no mundo transformou-se num assombroso vampiro na Ásia explorando a classe proletária.

A implantação das zonas de processamento de exportação deve sair do palanque político para o auditório dos debates com os verdadeiros agentes produtivos do estado. Que as coisas não sejam decididas com festa do dinheiro público como se desenha na volta anual de cada pleito. Que as zonas representem, na agenda do crescimento do emprego, melhor e maior credibilidade e não uma zorra implementada e operacionalizada por ministérios comprometidos com os interesses partidários e não com os objetivos da integração nacional.

No popular, zona é um vocábulo comum que inspira boas recordações. Casas de recursos e pousadas de lazer e divertimento. Não existem mais. Imperava nelas a servidão humana das mulheres. Mas, reservavam o prazer. E funcionavam bem porque processavam e exportavam o pecado, o mais antigo meio de comércio e indústria da humanidade. O bairro da Ribeira em Natal e Ponte Negra são as ZPEs mais citadas dos bons tempos, às margens das águas fluviais e marítimas. A expectativa do articulista é de que os “corredores de exportação” de hoje, não fiquem apenas na saudade e no consumo dos pecados políticos: através de atos, fatos, omissões e oportunismos.

(*) Escritor.

https://lh4.googleusercontent.com/-mBno7wc32O8/UZzf60OkU3I/AAAAAAAAD9Y/FqWfatTRz14/s800/casa%2520da%2520cultura.jpg