Ex-presidente do Cruzeiro, Francisco Menguita da Costa postula uma vaga na Câmara Municipal, onde promete lutar pelo esporte macaibense

 
Francisco Menguita da Costa ou simplesmente (Gaita). 53 anos, desses, 45 foram de dedicação ao esporte de Macaíba.

Concorre ao legislativo no pleito desse ano com o propósito de lutar por dias melhores para o esporte da cidade. Segundo ele, pretendendo ser atuante e resgatar o melhor que a terra já produziu em termos esportivos.

Gaita, como é carinhosamente conhecido no lugar, é filho natural da terra, de uma família formada por onze irmãos e tem duas paixões na vida, a primeira é pelo Cruzeiro que já foi presidente várias vezes e a segunda é pelo Alecrim Futebol Clube.

Seu primeiro contato com o esporte se deu no ano de 1966, aos 8 anos de idade quando o Cruzeiro promoveu uma bonita festa de carnaval na cidade em comemoração ao conquista do título daquele ano. “Observei aquela multidão nas ruas da porta da casa de meu pai, fiquei impressionado com a bonita festa, não tinha mais dúvidas, ali me tornei torcedor do Cruzeiro”, pontua.  

A partir de então, Gaita começou a acompanhar os jogos de sua equipe de coração pelos altos falantes do Pax clube. É que na época os jogos eram transmitidos para toda a cidade por meio desse sistema.

Aos 21 anos foi convidado pelo então presidente da equipe esmeraldina, professor Palhares para integrar a turma do conselho deliberativo do clube, isso no ano de 79. Após isso, com muita tenacidade no cargo chegou a presidência da equipe macaibense, sendo presidente por 5 cinco mandatos e conquistando vários títulos, entre eles, o matutão no ano de 94 na sua primeira gestão.

Todavia, os anos mais marcantes a frente do clube foi de 2006 á 2008 quando profissionalizou o time e chegou a três decisões consecutivas na segunda divisão do futebol norte rio-grandense.  Hoje o esportista, se sente lisonjeado com os craques que conseguiu revelar, entre eles, Walisson de Mangabeira, hoje destaque nacional pelo Cruzeiro de Minas Gerais, além desse, ele tem uma lista imensa e cita alguns: o goleiro Zé Lito, Charles Ventinha, Reinaldo, Marlon, Nego Mangabeira entre outros.

Gaita lamenta a falta de estrutura do município que segundo ele, se tivesse uma política sólida para a área esportiva, muitos garotos estavam brilhando mundo a fora, como Robson de Capoeiras, Mazinho, e vários outros exemplos que ele cita.

“Nesses meus 45 anos de dedicação ao esporte, sou testemunha do quantos talentos Macaíba já perdeu no meio esportivo por não ter uma estrutura adequada”diz.

Gaita fala que o grande salto para o desporto do município seria a construção do complexo esportivo que já foi prometido.  “Não tenho dúvidas que seria o sonho realizado de todos nós macaibenses apaixonados pelo esporte. O dinheiro veio, só não sei onde foi para. Só Deus sabe”, lamenta.

Do ponto de vista do candidato, macaíba precisa urgentemente resgatar os grandes eventos esportivos que um dia a cidade produziu. “A juventude cobra isso, até mesmo nos seus atos. É necessário unir esporte e educação, ocupar esses jovens depois da aula. Precisamos realizar a antiga corrida Augusto Severo, os jogos escolares envolvendo todas as escolas do município. Do contrário, veremos e ouviremos todos os dias mais um jovem envolvido com as drogas, com a criminalidade”, adverte.   

O candidato espera que, no dia 07 de outubro, a população possa escolher representantes compromissados com as causas da cidade em todos os quesitos, principalmente no esporte, por acreditar que ele seja a grande ferramenta de inclusão do brasileiro, especialmente o povo da velha Coité. “Espero veementemente que a população possa fazer boas escolhas, para que não venha se lamentar depois. E que aqueles escolhidos tenham o compromisso de fazer o melhor por essa terra que tanto amo”, conclui.

Sérgio Silva

Administrador

Deixe uma resposta