“Moro é um vira-lata tucano, um juiz desclassificado”, diz vereador de Natal

IMG_9081

O vereador natalense Fernando Lucena (PT) repudiou veementemente nesta quinta-feira, 13, a sentença imposta na véspera pelo juiz federal Sérgio Moro ao ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva. O ex-presidente petista foi condenado a 9 anos e meio de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá, no litoral paulista.

De acordo com Lucena, a condenação de Lula por Moro “já era esperada” pelo fato de ele considerar que o magistrado trabalha em favor da “extrema direita”. Nesta entrevista ao Portal Agora RN/Agora Jornal, ele trata deste assunto e também de reforma trabalhista, avaliação do quadro político nacional e das projeções para a eleição de 2018.

Confira abaixo, na íntegra:

Agora Jornal – Qual a sua avaliação em relação à aprovação da reforma trabalhista?

Fernando Lucena – A classe trabalhadora do Brasil está de luto, pois estamos voltando ao século XIX. Os contratos serão favoráveis aos patrões e os trabalhadores perderão boa parte dos seus direitos. É importante que a população saiba quem está à frente disso. Nomes como os dos deputados Rogério Marinho, Felipe Maia e Fábio Faria e dos senadores José Agripino e Garibaldi Alves, homens de Temer aqui no estado, são os responsáveis por esse desastre.

AJ – A senadora Fátima Bezerra protagonizou junto com outras senadoras um episódio que foi bastante criticado pelos governistas. Qual a avaliação que o senhor faz da ocupação?

FL – Eu queria parabenizar a grande senadora Fátima Bezerra. Eu vi o Felipe Maia dizendo que está envergonhado. Eu tenho vergonha é dele que era para ele estar de tornozeleira eletrônica. O que as senadoras queriam era chamar atenção para a questão da mulher lactante não poder trabalhar em lugar insalubre. Claro que as famílias desses políticos não sabem o que é isso, pois as dondocas deles nunca vão trabalhar. Essas pessoas não sabem o que é uma mulher estar amamentando e ir trabalhar em lugar insalubre.

AJ – O que o senhor achou da condenação de Lula pelo juiz Sérgio Moro?

FL – Isso já era esperado. O Moro é um vira-lata tucano. Ele está a serviço do golpe tentando abafar a discussão sobre a reforma trabalhista. É um homem sem moral, é um juiz desclassificado. Eu não tenho dúvida disso, e digo na cara dele. Pode mandar me prender. O juiz Sérgio Moro é um tucano partidário a serviço da extrema direita no Brasil.

AJ – Como o senhor analisa a crise do governo com o presidente Michel Temer denunciado pelo MPF?

FL – É uma situação muito difícil. Acho que deveria haver uma eleição direta. Um congresso contaminado desses não tem moral para eleger um presidente. Para resolver a crise só um presidente eleito pela vontade popular.

AJ – Qual a avaliação que o senhor faz sobre o cenário político para 2018?

FL – Eu acho que o quadro aqui no estado está muito bom. Acredito que mais de 80% dos deputados federais não voltam, porque não vai ter como comprar voto com o dinheiro da JBS e de outras empresas. Na minha opinião, será uma eleição mais tranquila, com grandes chances para o PT. Diante do atual cenário, acredito também que nem Garibaldi nem Agripino se reelegem. Talvez eu seja candidato a deputado federal.

AJ – Qual a análise que o senhor faz do governo Robinson Faria? O senhor acredita que ele poderá ser candidato à reeleição?

FL – Ele tem que dizer quem faliu o estado e deixar de levar a culpa sozinho. Quem foi? Foi Rosalba, junto com Henrique? Carlos Eduardo teve a coragem de dizer que foi Micarla que quebrou Natal durante seu mandato. E o governador, vai ficar calado? Está na hora de abrir o jogo. Se ele quiser disputar a eleição, ele tem que dizer quem foi que quebrou o estado.

AJ – O que achou da prisão de Henrique Alves?

FL – Já era esperada! Ele faz parte de um grupo que comandou o PMDB nos últimos 20 anos, formado por Temer, Henrique, Cunha, Jucá e o Geddel. Esses caras que comandaram junto com Henrique arquitetaram toda a negociata, toda a corrupção e o golpe no Brasil. Minha surpresa seria se ele não estivesse preso.

AJ – O que o senhor acha da candidatura da senadora Fátima Bezerra ao Governo do Estado?

FL – A senadora tem um nome muito forte. Na eleição passada ela ajudou o governo Robinson. No segundo turno foi ela quem puxou Robinson. É maior liderança, limpa, decente. Então, ela vai para a disputa para valer.

AJ – O prefeito Carlos Eduardo é carta fora do baralho?

FL – Carlos Eduardo não se elege nem em Natal. Os salários estão atrasados, ruas cheias de buraco, terceirizados sem receber, caos total na administração pública. Como ele quer ser governador se não consegue cuidar nem do município?

AJ – Qual avaliação o senhor faz da gestão da Câmara Municipal de Natal nesse primeiro semestre?

FL – Eu acho que Raniere vai muito bem. Ele vem cumprindo todas as suas propostas à risca. Isso é um avanço muito grande, em um momento em que é comum os políticos dizerem uma coisa e fazerem outra. Eu parabenizo ele por isso. No geral, os trabalhos da Câmara têm sido muito produtivos, conseguimos derrubar muitos vetos. Nunca vi tanta independência na Câmara de Natal. Manter a autonomia do Poder Legislativo é um grande avanço. Acredito que Paulinho Freire vai continuar o trabalho Raniere.

AJ – Qual a avaliação que o senhor faz sobre o seu mandato?

Estou muito feliz, consegui derrubar muitos vetos. Consegui passar a lei que garante que quem fizer serviço mal feito para a prefeitura durante cinco anos vai ter que refazer gratuitamente. A lei dos idosos está valendo. Muitos projetos foram para a frente. Conseguimos também trabalhar com o Teatro Sandoval Wanderley, que agora é patrimônio imaterial.

Agora RN

Administrador

Deixe uma resposta