Venha conhecer o Solar Ferreiro Torto em Macaíba

img-20170110-wa0004

Em Macaíba, na Região Metropolitana de Natal, berço da Cultura do Estado, um ponto histórico que merece ser conhecido é o museu Solar Ferreiro Torto, localizado nas proximidades do Rio Jundiaí.

O coordenador do Solar, André Arruda Cavalcanti, e Francisco Canindé, guia turístico, falou ao Senadinho que, conforme dados, no ano de 2016 aproximadamente 5 mil pessoas visitaram o prédio histórico.

Sobre o Solar

O museu Solar Ferreiro Torto está localizado nas proximidades do Rio Jundiaí. Antigamente, era a sede do Engenho do Ferreiro Torto. O prédio foi edificado no século XVII, recebendo então a denominação de Engenho Potengi, constituindo-se no segundo engenho de cana-de-açúcar do Rio Grande do Norte.

O local foi cenário de inúmeras batalhas envolvendo colonos holandeses, portugueses, índios e escravos africanos. O prédio chegou a ser praticamente destruído. Somente no Século XIX, em 1845, foi reformado e recebeu a atual denominação de Solar do Ferreiro Torto, servindo como moradia para muitas famílias nobres da cidade.

De acordo com Aécio Pereira, filho de Bruno Pereira (antigo proprietário do estabelecimento), o nome Ferreiro Torto foi inspirado por um coqueiro muito alto e torto que existia nas proximidades da construção, sendo que, perto da árvore, um ferreiro tinha uma tenda onde atendia viajantes que precisavam fazer manutenção das ferraduras de seus animais. Essa narrativa é apresentada no livro “O Giramundo”, de autoria de Aécio Pereira.

Durante muito tempo, o local serviu de moradia e até que no final década de 70 do Século XX foi transformado em museu de arte sacra, passando a ser mantido pela Fundação José Augusto. No mesmo período, o Solar Ferreiro Torto tombou e restaurou o antigo palacete colonial.

Na década de 80 do mesmo século, o prédio foi novamente reformado e adaptado para funcionar como sede do Poder Executivo Municipal. Desse modo, o Ferreiro Torto foi a sede da prefeitura da Macaíba no período de 1983 a 1989.

Em seguida, o prédio foi transformado em museu municipal. Mas, pouco tempo depois fechado. O Solar foi reinaugurado no mês de abril de 2003, durante a primeira gestão do prefeito Fernando Cunha Lima Bezerra, reunindo uma grande exposição de fotografias que retratam a História de Macaíba e de filhos ilustres que foram destaque na sociedade local.

Hoje, o local recebe visitas frequentes de pesquisadores de História e de Ciências Biológicas, grupos de estudantes, famílias e turistas em geral oriundos de várias partes do Estado, do país e do mundo. O Solar Ferreiro Torto é cercado por um trecho preservado de Mata Atlântica, vegetação típica da área litorânea do Brasil. Ao seu redor, existem diversas trilhas ecológicas que o visitante pode aproveitar, além de apreciar a vista do Rio Jundiaí. Portanto, o espaço é ideal para quem gosta de História e Meio Ambiente.

Fonte: Secopa

Administrador

Deixe uma resposta