Instituto do Cérebro cria painel com atualizações sobre a Covid-19

Por José de Paiva Rebouças de Agecom

Equipe de Tecnologia da Informação (TI) do Instituto do Cérebro (ICe) da UFRN lançou uma plataforma digital para ajudar pesquisadores e população a acompanhar o avanço dos casos da Covid-19 no Brasil. O trabalho, coordenado pelos servidores Jaime Bruno Cirne de Oliveira e Inácio Gomes Medeiros, apresenta uma interface amigável por meio de um painel (dashboard) básico e operacional que permite ser manejado por qualquer pessoa sem dificuldades. Chamada de “Painel Covid-19”, a iniciativa é aberta a acessos a partir do endereço: neuro.ufrn.br/covid19.

Segundo Jaime Cirne, a plataforma é atualizada automaticamente a partir dos dados disponibilizados pelo portal de dados abertos Brasil.io que reúne informações atualizadas de todas as secretarias estaduais de saúde do país, a partir de uma força-tarefa que envolve mais de 40 pessoas. “Com base nessa plataforma, o Painel Covid-19 expõe os números atualizados gerando gráficos que apresentam o número de casos confirmados e de óbitos, além da taxa de letalidade da doença por estado”, disse Jaime.

Com uma arquitetura gráfica relativamente simples, o site se baseia numa apresentação básica a partir de um painel simples onde estão inseridas informações gerais sobre o projeto e um mapa do brasil dividido por estado. Um link permite acessar as informações nacionais e, clicando no mapa da federal, nova página é aberta com as informações relacionadas àquele estado clicado. Um gráfico mostra ainda quais estados apresentam maior e menor número de casos numa escala que vai de zero a mais de dez mil.

Inácio Medeiros reforça que muitas pessoas têm buscam acompanhar diariamente a evolução da pandemia, não só em sua cidade, como também no país. “Prover informações que supram essa necessidade de forma fácil e rápida ajuda a essas pessoas terem menos trabalhado para fazerem esse acompanhamento”, reforça. Segundo ele, tem pessoas que utilizam esse tipo de dados para fazer projeções pessoais e para ajudar a família a tomar decisões durante o período de isolamento.

Compartilhar