Arquivos

O empreiteiro Léo Pinheiro, que incriminou o ex-presidente Lula no caso que o levou à prisão foi tratado com desconfiança pela operação Lava Jato durante quase todo o tempo em que se dispôs a colaborar com as investigações. É o que informam mensagens privadas trocadas entre procuradores envolvidos com as negociações que foram divulgadas neste domingo, 30, pela Folha de S.Paulo.

O conteúdo é parte dos vazamentos do site The Intercept Brasil. As mensagens indicam que Léo Pinheiro, ex-presidente da construtora OAS, só passou a ser considerado merecedor de crédito após mudar diversas vezes sua versão sobre o apartamento tríplex de Guarujá/SP, que a empresa afirmou ter reformado para o líder petista.

Confira na íntegra AQUI

Confira nota na íntegra

A Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar do RN – ACS-PM/RN, na condição de entidade representativa da categoria policial militar, vem a público manifestar preocupação com a forma como foi veiculada uma matéria pela InterTV Cabugi.

A emissora divulgou uma ocorrência em que um policial militar reagiu a uma tentativa de roubo (assalto).

De forma imprudente, a reportagem fez referência a rua onde o policial militar reside, inclusive mostrando imagens da frente de sua residência, ao nosso sentir, algo totalmente desnecessário, tendo em vista que tal divulgação expõe de forma demasiada a segurança do agente público e de seus familiares.

A Entidade lembra que em tempos de aumento da criminalidade e de atentados contra Agentes de Segurança Pública, estes tentam ao máximo desvincular a sua atividade profissional da sua vida privada e familiar.

A ACS-PM/RN recomenda a Redação da emissora que as reportagens que envolvam Agentes de Segurança Pública de folga e em seus lares, abstenham-se de divulgar de forma direta ou indiretamente a localização de suas residências, evitando-se colocar em risco a sua segurança e de seus familiares.

Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar do RN

O PSDB ganhou mais um vice-prefeito neste domingo (30), com a filiação de Dr. Araújo, médico que já foi também prefeito por duas vezes de Ouro Branco, no Seridó. Presidente regional da sigla, o deputado Ezequiel Ferreira de Souza participou da Convenção Municipal e abonou a ficha do novo integrante.

“Estamos iniciando o crescimento do PSDB no Estado e vamos percorrer as regiões onde vamos trazer mais prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e nomes fortes para disputarem as eleições 2020”, frisou Ezequiel Ferreira.

Em Ouro Branco, além de Dr. Araújo o PSDB também tem a pré-candidatura do empresário Denis Rildon e os vereadores Júnior Nogueira e Rogério Lucena, que preside a sigla na cidade. O Vereador Sérgio Carlos sinalizou que no momento oportuno também deve ingressar na legenda. O partido ganhou as filiações dos ex-vereadores Chico Garofa, Magui Diniz, Graça de Isnaldo, Fabio Severiano e Phierce Muller, além de varios pré-candidatos no próximo ano. A ex-vereadora Eurinete Santos prestigiou a Convenção, dentre outros nomes que estão engrossando a oposição na cidade, mostrando união.

“Preferi o PSDB por ser hoje um dos maiores partidos no Estado. Vamos fortalecer juntamente com Denis o partido em Ouro Branco, para assim ter um filho da terra disputando e vencendo a próxima eleição”, discursou Dr. Araújo.

O prefeito de Serra Negra do Norte, Serginho Fernandes, da Executiva Estadual do PSDB, além do médico Dr. Tiago Almeida que é secretario-Geral do partido no Estado prestigiaram a Convenção Municipal. Vereadores e lideranças de Acari, Parelhas, Jardim do Seridó, Serra Negra do Norte e cidades da região foram prestigiar o evento comandado pelo presidente da sigla, Ezequiel Ferreira.

Em Brasília, manifestantes, sob forte calor, foram às imediações do Congresso Nacional e externaram apoio à reforma da Previdência e a outras medidas (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Movimentos como o Nas Ruas, Vem Pra Rua e o Brasil Livre (MBL) realizam hoje (30) em várias cidades brasileiras manifestações de apoio à aprovação de mudanças nas regras para aposentadoria e do chamado pacote anticrime.

Os atos também servem de defesa à Operação Lava Jato, com a qual o Ministério Público Federal (MPF) e a Polícia Federal (PF) investigam um esquema de corrupção e lavagem de dinheiro envolvendo políticos e empresários, e ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

Segundo os organizadores, os atos foram convocados em mais de 200 municípios.

Confira na íntegra na Agência Brasil

Olha as finalistas aí gente!

A partir das 19h acontece a finalíssima do festival de quadrilhas Band e Prefeitura de Macaíba. Lembrando que tudo será transmitido por meio do Facebook da Prefeitura.

Quadrilha macaibense campeã

“Us Pantalavara”, de Macaíba, na categoria comédia, foram os vencedores e abrirão na noite de hoje (30) as apresentações. Parabéns!

Na noite desta última quinta-feria (27), policiais militares do 9° Batalhão estavam em patrulhamento, quando se deslocaram até Parnamirim em apoio a uma ocorrência de “sequestro relâmpago” junto com outras equipes da PMRN.

Enquanto realizavam as buscas no intuito de recuperar o veículo que fora tomado de assalto, no bairro de Santos Reis, Parnamirim, os militares perceberam alguns indivíduos em atitude suspeita em frente a uma residência.

Sendo assim, os PMs resolveram proceder com a abordagem, e na busca pessoal encontraram com os suspeitos duas armas de fogo.

Os homens receberam voz de prisão pelo crime de porte Ilegal, e as armas, um revólver cal. 38 e uma pistola 380, foram apreendidas.

A semana na Câmara dos Deputados vai começar com as últimas negociações entre equipe econômica, líderes partidários e governadores para uma possível reinclusão de estados e municípios na reforma da Previdência ainda na comissão especial que trata do tema.

Pelo projeto enviado pelo governo federal, a proposta de emenda à Constituição (PEC 6/19) da reforma da Previdência valeria automaticamente para servidores dos estados e dos municípios, sem necessidade de aprovação pelos legislativos locais, mas esse ponto foi retirado do parecer do relator, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP).

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que voltará a se reunir com governadores nesta terça-feira (2). Se houver acordo, a inclusão dos governos locais na reforma entrará no voto complementar do relator, cuja leitura está marcada para terça-feira na comissão especial.

“O nosso limite é a terça-feira. Na terça-feira, o relator apresenta o relatório e votamos na comissão especial na próxima semana, para que fique pronto [para ser votado] no plenário na semana seguinte”, disse Maia, na quinta-feira (27), na saída da residência oficial da presidência da Câmara, no Lago Sul, em Brasília, após reunião com líderes partidários e o relator Samuel Moreira. Ler mais…

Mais de duas décadas após se instalar no Rio Grande do Norte com fábricas de calçados e comercialização de artefatos diversos (tênis, sandálias, bolsas e vestuário, principalmente), através do Meggashop, a Alpargatas confirmou o encerramento das atividades no Rio Grande do Norte no próximo dia 6 de julho. Em nota enviada com exclusividade à TRIBUNA DO NORTE, a empresa limitou-se a dizer que “confirma o encerramento das atividades do Megashop em Natal a partir de 6 de julho. A companhia continuará a investir no Rio Grande do Norte em outros modelos de negócios para o varejo.” Questionada, a Alpargatas não detalhou quais modelos são esses e a partir de quando irá explorá-los no Estado.

Produção encerrada

A Alpargatas foi uma das maiores indústrias já instaladas no Rio Grande do Norte. Ela desativou a última unidade de produção, instalada em Nova Cruz, no Agreste, em agosto de 2017. Com isso, findou uma história de desenvolvimento industrial em Natal e outras três cidades do interior do Estado que perdurou por mais de duas décadas.

Sem nenhum anúncio prévio, executivos da companhia anunciaram, no final da tarde do dia 31 de agosto daquele ano, a demissão em massa de 375 funcionários que trabalhavam na fabricação de calçados no que era o único empreendimento do grupo em funcionamento no Rio Grande do Norte. Em menos de uma década, a empresa fechou quatro polos de produção em todo o Estado e colocou nas ruas cerca de três mil trabalhadores.

TRIBUNA DO NORTE

Leia matéria completa clicando aqui

O Brasil foi o país em que a palavra homofobia foi mais pesquisada no Google no último ano. Em seguida aparecem Bolívia, Costa Rica, Paraguai e Honduras. A informação é do escritório da empresa no Brasil. O mecanismo de busca é o mais popular aqui, com mais de 94% de participação de mercado.

O ranking é formado a partir da consulta que usuários fazem de uma determinada palavra. Dessa procura a empresa produz uma medida, que denomina “índice de interesse” (em uma escala de 0 a 100). Na avaliação, foram consideradas as buscas dos últimos 12 meses. Ele compara o termo, mesmo que ele seja consultado em distintos idiomas.

O “índice de interesse” do Brasil ficou em 100. As demais nações em que o termo é popular ficaram da seguinte maneira: Bolívia (73), Costa Rica (64), Paraguai (63) e Honduras (60). As nações em que o termo foi menos buscado foram Japão, Tailândia e Irã.

O Google listou as perguntas mais pesquisadas pelos brasileiros relacionadas à palavra homofobia, considerando o mês de junho. As principais foram O que é ser homofóbico?; O que é preconceito homofóbico?; De que maneira a homofobia e transfobia se materializam?; Quais as causas da homofobia?; e O que é homofobia institucional?

Agência Brasil

A versão final do documento com as conclusões da cúpula do G20, ocorrida em Osaka, no Japão, destaca que a recuperação do crescimento da economia global está ameaçada pela intensificação de tensões geopolíticas e comerciais.

O documento atesta que “o crescimento global parece estar se estabilizando, e se estima em geral uma recuperação moderada neste ano e em 2020”, mas em seguida reconhece que “o crescimento continua baixo” e que “as tensões geopolíticas e comerciais se intensificaram”. O texto afirma o compromisso dos líderes do G20 em “lidar com os riscos e manter-se de prontidão para tomar novas atitudes”.

O texto reafirma também o “compromisso de usar todas as ferramentas políticas para alcançar o crescimento forte, sustentável, equilibrado e inclusivo”. Entre os desafios, foi citado o envelhecimento da população mundial, “a exigir mudanças estruturais em políticas fiscais e trabalhistas”.

Sem citar a palavra “protecionismo”, o documento frisa o compromisso por um mercado livre, justo e aberto entre os países.

A reunião do G20 ocorreu em meio a uma guerra comercial entre os Estados Unidos e a China, o que tem afetado os mercados globais. Após uma reunião entre os presidentes dos dois países, neste sábado (29), ambos concordaram em retomar negociações, numa aparente trégua na disputa tarifária.

Outros temas de destaque no documento final do G20 foram a livre circulação de informações entre os países, por meio da inovação digital; os investimentos em infraestrutura; o combate à corrupção e o reforço ao empoderamento das mulheres.

“A igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres são essenciais para se alcançar um crescimento econômico sustentável e inclusivo”, diz o documento.

Meio ambiente

Um dos temas de maior atenção ao longo da cúpula do G20, o aquecimento global também teve grande destaque no documento final, que ressalta a busca por inovações que resultem na redução das emissões de gases e a geração de energia limpa.

O texto reafirma o compromisso dos países do G20 em cumprir o Acordo de Paris relativo às mudanças climáticas. Em um de seus parágrafos, porém, o documento final atesta a posição dos Estados Unidos de se retirar do acordo, sob a alegação de que prejudica seus cidadãos, conforme decisão tomada pelo presidente Donald Trump desde que assumiu o cargo, em 2016.

Agência Brasil

O São João 2019 promovido pela Prefeitura de Macaíba está sendo um grande sucesso e tem atraído a atenção de milhares de pessoas todas as noites desde o seu início na segunda-feira (24/06). De fato, está sendo um dos maiores festejos juninos do Rio Grande do Norte neste ano. O cenário é a Praça Paulo Holanda Paz (Pista Nova), contando com forró pé de serra, arena com festival de quadrilhas e praça de alimentação. Tudo isso com segurança para a população.

Inclusive, quem esteve prestigiando o evento na noite desta sexta-feira (28/06) foi o deputado estadual José Dias. Acompanhado pelo prefeito Fernando Cunha, o parlamentar visitou diversos espaços dos festejos e assistiu a apresentações de quadrilhas juninas da terceira noite do 2º Festival de Quadrilhas Band Natal e Prefeitura de Macaíba.

O deputado José Dias parabenizou a gestão municipal do prefeito Fernando Cunha pela realização de mais um grande evento, valorizando a tradição junina, incentivando a economia de Macaíba e proporcionando momentos de lazer para a população.

O evento segue sendo um sucesso. Neste sábado (29/06), acontece a última noite da fase classificatória do referido festival, que chega à sua grande final neste domingo (30/06). As quadrilhas começam a se apresentar a partir das 19h. Além do festival de quadrilhas da Band, que é o maior já realizado na história da cidade, vários shows de Forró Pé de Serra estão sendo realizados no São João de Macaíba. Hoje, Deny Dantas se apresenta acompanhado pelo sanfoneiro Zé Olinto. Amanhã, quem retorna para botar o povo para dançar muito forró é Robertinho do Acordeon, que abriu a festa no dia de São João.

O encerramento será na próxima segunda-feira (01/07) e fica por conta de Socorro Lima (ex-vocalista da banda Cavalo de Pau), trazendo muito Forró das antigas, e do cantor da “playboyzada”, Guga Playboy de Luxo. Os shows têm início a partir das 20h.

Em parceria com a Livre TV, a Prefeitura de Macaíba transmite todas as noites do evento através de sua página oficial no Facebook a partir das 20h. Mais de 200 mil pessoas já foram alcançadas pela transmissão até a presente data.

Foto: Márcio Lucas

Assecom-PMM

Na tarde deste sábado (29), um homem foi assassinado a tiros em via publica, na Rua Santo Antônio, em Macaíba.

A vítima identificada até o momento por  “Dedé”, foi morto em frente a Escola Estadual Mariluza Almeida Florentino.

De acordo com populares, alguns disparos de arma de fogo foram ouvidos e, em seguida, a vítima já se encontrava sem vida sobre o solo.

Até o momento ninguém foi preso.

Com informações da ConnectTV

A proximidade do ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, com os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), incomoda o presidente Jair Bolsonaro. Mesmo após esvaziar o poder de Onyx, que perdeu o comando da articulação política com o Congresso, Bolsonaro ainda se queixa, nos bastidores, de que o ministro está fazendo o “jogo” do Legislativo, dando a impressão de que o governo cedeu ao toma lá, dá cá. Agora, nem mesmo a cúpula do DEM arrisca dizer se Onyx sobreviverá no cargo, destaca o jornal O Estado de S. Paulo.

Em conversas reservadas, o presidente tem dito que não se pode ceder a tudo o que deputados e senadores querem para o governo não virar refém da “velha política”. No sábado, Bolsonaro chegou a afirmar que o Congresso tem cada vez mais “superpoderes” e quer deixá-lo como “rainha da Inglaterra”, que reina, mas não governa.

Quem conversou com Onyx, nos últimos dias, encontrou um ministro abatido. A interlocutores, o titular da Casa Civil disse, porém, que o seu foco é “única e exclusivamente” a votação da reforma da Previdência. Questionado pela reportagem se está por um fio no governo, ele respondeu: “Claro que não. Isso é uma baita bobagem.”

No fim de semana, Onyx esteve na fazenda do governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM). Amigos dos dois disseram que o ministro foi se aconselhar com Caiado e saber se deveria pedir demissão. O governador negou, porém, ter sugerido a Onyx que se antecipasse a uma possível decisão do presidente.

“Nunca teve essa conversa. Especulações foram feitas, mas eu disse a ele que não desse ouvido a falações de quem não tem nenhuma história ao lado do presidente”, afirmou Caiado ao Estado. “Ele foi o único político que, um ano e meio antes da campanha, rompeu com a Executiva do nosso partido e foi apoiar Bolsonaro. Sair por quê?”

O jornal apurou que Bolsonaro não gostou do fato de Onyx ter sido fiador de um acordo pelo qual cada parlamentar deverá receber R$ 40 milhões até 2020 em emendas e recursos extra orçamentários. Pelo acerto, o governo promete liberar R$ 10 milhões para quem votar a favor da reforma da Previdência na Comissão Especial da Câmara e outros R$ 10 milhões após a aprovação da proposta no plenário.

Se tudo correr conforme o script combinado, os deputados receberão, ainda, mais R$ 20 milhões para obras nos seus redutos eleitorais em 2020, ano de disputas municipais. A oferta apresentada por Onyx também beneficia deputados novatos, que não teriam direito a emendas.

Bolsonaro transferiu a articulação política da Casa Civil para a Secretaria de Governo há apenas nove dias, mas as mudanças no núcleo duro da equipe ainda não terminaram. A tarefa de negociação do Palácio do Planalto com o Congresso caberá, agora, ao general Luiz Eduardo Ramos, que assumirá a Secretaria de Governo em julho, no lugar de Carlos Alberto dos Santos Cruz, demitido recentemente.

A Casa Civil também perdeu a Secretaria de Assuntos Jurídicos, que faz a análise de decretos e projetos de lei. Embora Onyx tenha ficado com o comando do Programa de Parcerias de Investimentos, na prática o PPI é tocado pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. Há rumores de que o senador Eduardo Gomes (MDB-TO), aliado de Bolsonaro, pode assumir a cadeira de Onyx. Outro nome lembrado é o do secretário especial da Previdência, Rogério Marinho (PSDB), mas o presidente não quer mexer com ele antes da votação final das mudanças na aposentadoria, prevista para o segundo semestre. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Estadão Conteúdo

As relações contratuais entre o Governo do Estado e seus fornecedores de bens ou serviços agora têm um novo dispositivo de execução. Foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) deste sábado, 29, o Decreto Nº 28.962, que institui o Comitê de Relacionamento com Fornecedores (COREF) de bens ou serviços ao Poder Executivo Estadual, cujo objetivo é abrir um canal de diálogo permanente com os fornecedores que têm contratos em execução. Dúvidas sobre processos licitatórios, propostas vindas da iniciativa privada, entre outros assuntos, serão tratados no comitê que vai orientar políticas públicas para garantir a valorização das empresas que fomentam a economia do estado.

Assim, os serviços prestados pelo Governo do RN ganham em agilidade, redução de custos e resolutividade, levando estes benefícios ao cidadão.

O órgão tem caráter consultivo e será presidido pelo Gabinete Civil da Governadora do Estado (GAC). Sua composição terá um representante dos seguintes órgãos: Secretaria de Estado do Planejamento e das Finanças (SEPLAN), Secretaria de Estado da Administração (SEAD), Procuradoria-Geral do Estado (PGE), Controladoria-Geral do Estado (CONTROL), Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (FIERN), Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do RN (FCDL), Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do RN (FECOMERCIO) e Federação da Agricultura do RN (FAERN).