Arquivos

A taxa de desocupação no Brasil, no trimestre encerrado em junho de 2019, ficou em 12% e a subutilização foi de 24,8%.

Houve ligeira queda na comparação com o trimestre anterior, quando a desocupação estava em 12,7% e a subutilização em 25%. No mesmo período do ano passado, as taxas eram de 12,4% e 25,5%, respectivamente.

Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio – Contínua (Pnad Contínua), divulgada hoje (31), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

São 12,8 milhões de pessoas sem trabalho no país e 28,4 milhões que trabalham menos horas do que poderiam.

O rendimento real habitual apresentou queda de 1,3%, caindo de R$ 2.321 no primeiro trimestre do ano para R$ 2.290 na última medição.

O número de desalentados – pessoas que desistiram de procurar trabalho – se manteve recorde no percentual da força de trabalho, com 4,4%, que soma 4,9 milhões.

Da Agência Brasil

A 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do RN atendeu, em parte, ao recurso movido pela defesa de Francisco Granjeiro Diniz, ex- prefeito de Equador, condenado em primeira instância pela prática de ato improbidade administrativa previsto no artigo 11 da Lei nº 8.429/92.

Granjeiro foi proibido de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário.

A proibição estabelecida foi pelo prazo de três anos e, além disso, foi estipulado o pagamento de multa civil no valor de R$ 30 mil. Item esse que foi acatado pelo órgão julgador do TJRN, que estabeleceu o valor em montante equivalente a dez vezes o valor do último subsídio recebido dos cofres do município.

Dentre os elementos da denúncia do Ministério Público Estadual, julgada em primeiro grau pela Vara Única de Parelhas, está o ato de passar cheques sem provisão de fundos em nome da Prefeitura de Equador para os credores, destacando-se que pelo menos 14 cheques foram devolvidos duas vezes, o que para o MP, “não se pode cogitar que o demandado não sabia o que estava fazendo”. Ler mais…

Foto: PRF/Divulgação

G1 RN – A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 299,5 quilos de maconha em uma ação que aconteceu na noite desta quarta-feira (31) em Lajes, na região Central potiguar. Um homem de 34 anos, que transportava o entorpecente, foi preso, mas disse que não sabia o que estava transportando.

O caso aconteceu por volta das 23h em uma abordagem no quilômetro 193 da BR-304. De acordo com a corporação, o condutor sequer tentou esconder a droga. Parte estava disposta no banco traseiro do carro modelo Logan, enquanto outra foi achada no porta-malas do veículo, que seguia no sentido a Natal.

Ainda de acordo com a PRF, o homem preso também não era habilitado como motorista. A ocorrência foi encaminhada à Superintendência de Polícia Federal em Natal.

Foi realizado nesta tarde de terça-feira (30), o I Torneio Interno de Xadrez da E. M. Manoel Luiz de Araújo, A prova contou com 24 alunos e esteve sob o comando do monitor Lucas Moura, juntamente com as Gestoras Fabiana Araújo e Priscila Kaliana. Ao final das 5 rodadas, formaram o podium os alunos: Richardson Santos, seguido por Geyder Henrique e Jeferson Oliveira, contudo, todos os participantes receberam medalhas. O NEM parabeniza as gestoras, Lucas Moura, os alunos e todos envolvidos nesta festa.

Saiba mais AQUI

A Cosern comunica que, para realizar serviços de melhoria na rede elétrica, será necessário interromper temporariamente o fornecimento na quinta-feira, 08, das 09h às 13h, no bairro Mangabeira, Rua São Francisco e adjacências, no município de Macaíba.

Caso os serviços sejam realizados antes do horário previsto, a rede será energizada sem aviso prévio.

Fique atento: a Cosern sempre avisa antecipadamente quando precisa realizar desligamento programado na rede elétrica.

· Em caso de falta de energia, a Cosern orienta:

· Enviar um SMS para 26560, informando apenas o número da sua conta contrato. Para facilitar, salve-a no bloco de notas do seu smartphone; ou

· Telefonar para o 116.

Policiais civis da Delegacia de João Câmara prenderam em flagrante, na manhã desta terça-feira (30), Patrício Barbosa do Nascimento, 19 anos. A prisão aconteceu no povoado do Amarelão, zona rural do município de João Câmara. Ele foi autuado em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável.

As investigações apontam que Patrício Barbosa estava convivendo maritalmente com uma adolescente, desde que ela tinha 12 anos de idade. Os pais da vítima também foram presos em flagrante pelo mesmo crime, em virtude da omissão, já que tinham conhecimento e permitiam o relacionamento.

Eles foram conduzidos à delegacia e encaminhado ao sistema prisional, onde ficarão à disposição da Justiça.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181.

Áudios obtidos com autorização judicial são parte da operação Conexão RJ, deflagrada nesta terça (30). Chefe de facção criminosa ordenava crimes de dentro do presídio de Bangu

Interceptações telefônicas obtidas pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) com autorização judicial mostram que Wildson Alves da Silveira, um dos chefes de uma facção criminosa que atua dentro e fora de unidades prisionais potiguares, ordenava o cometimento de crimes mesmo estando preso no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na capital do Rio de Janeiro. Os áudios foram gravados durante as investigações realizadas no âmbito da operação Conexão RJ, deflagrada na manhã desta terça-feira pelo MPRN e pela Polícia Militar.

A operação cumpriu 8 mandados de busca e apreensão no Passo da Pátria, comunidade na zona Leste natalense. Quando os policiais chegaram ao local para cumprir os mandados, criminosos ainda não identificados soltaram fogos de artifício para alertar os comparsas da presença da PM.

Confira na íntegra AQUI

É destaque do G1RN:

Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte (TRE) determinou, por 5 votos a 2, a cassação do diploma do deputado estadual Sandro Pimentel (Psol), em sessão realizada nesta terça-feira (30). Apesar da decisão, Pimentel ainda pode recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e manter suas atividades parlamentares enquanto o caso não estiver transitado em julgado.

Para a Justiça, o deputado realizou captação ilícita de recursos para a campanha. O julgamento envolveu a prestação de contas apresentada pelo deputado à Justiça Eleitoral após as eleições realizadas no ano passado. Sandro Pimentel era vereador de Natal e concorreu ao cargo de deputado estadual, alcançando 19.158 e se tornando o primeiro parlamentar do Psol a assumir uma vaga na Assembleia Legislativa Estadual.

Confira na íntegra AQUI

A Primeira Câmara do Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN) determinou que a Câmara de Vereadores de São José do Mipibu realize, num prazo de 180 dias, concurso público e exonere os ocupantes de cargos comissionados que excedam a quantidade de servidores efetivos.

A medida tem como objetivo o redimensionamento do quantitativo de servidores da Câmara de Vereadores. Uma auditoria realizada pela Diretoria de Despesa de Pessoal do TCE identificou que, em janeiro deste ano, a Câmara Municipal tinha cerca de 95% do seu pessoal relativo a cargos em comissão. Eram 51 cargos comissionados, dois cedidos e apenas um servidor efetivo.

A decisão da Primeira Câmara ratifica decisão monocrática anterior do relator do processo, conselheiro Carlos Thompson Fernandes. Segundo os termos do voto, o chefe do Poder Legislativo de São José do Mipibu deve, ao fim dos 180 dias, comprovar no processo o cumprimento das medidas num prazo de 5 dias, sob pena de multa pessoal e diária de R$ 1 mil.

De acordo com os termos do voto, “a regra para provimento de cargos públicos deve ser a aprovação do seu ocupante em concurso público, conforme consagra o art. 37, II, da Constituição Federal, sendo excepcional a criação e o provimento de cargos em comissão, o que, à evidência, não é observado no âmbito do Poder Legislativo de São José de Mipibu/RN”.

Uma investigação conjunta realizada pela 4ª Delegacia Regional de Polícia (DRP) de Pau dos Ferros e Polícia Civil de São Paulo resultou na prisão de duas mulheres e um homem nesta segunda-feira (29), no município de São Vicente, no Estado de São Paulo. Em desfavor de Karismeire Alves de Queiroz, 22 anos, e Henrique Eduardo Arlindo Lima, 26 anos, que mantém união estável, existiam dois mandados de prisões em aberto, pela prática dos crimes de tráfico de drogas, organização criminosa, cárcere privado, homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

Em desfavor de Luiza de Marilac Queiroz dos Santos, 44 anos, mãe de Karismeire Alves, existia um mandado de prisão em aberto pelos crimes de organização criminosa, cárcere privado, homicídio qualificado e ocultação de cadáver. Os três estavam foragidos da Justiça do Rio Grande do Norte, com mandados expedidos pela Comarca de Pau dos Ferros em aberto.

O trio tem envolvimento no assassinato de jovem paraibana Rafaela da Silva Vieira, 18 anos, que teve o corpo enterrado na zona rural de Pau dos Ferros. O responsável por planejar o assassinato da jovem foi o namorado da vítima. As investigações revelaram que os autores do crime achavam que o crime não seria descoberto, pois durante toda a investigação, não houve registro na Delegacia de Pau dos Ferros sobre o desaparecimento de Rafaela da Silva, pois a jovem paraibana teria vindo para o Rio Grande do Norte sozinha, para morar inicialmente em Frutuoso Gomes e depois na cidade de Itaú.

De acordo com as investigações, o namorado, que pertence a uma facção criminosa, teria descoberto que Rafaela estava mantendo contato com membros de uma facção rival a dele. Sabendo disso, trouxe a jovem à Pau dos Ferros e acompanhado de mais quatro pessoas, simularam um banho de rio, levaram a vítima para uma área de matagal, distante da cidade e lá fizeram o seu julgamento de morte e em seguida enterraram o corpo.

Todos eles foram conduzidos até a delegacias e encaminhados ao sistema prisional, onde permanecerão à disposição da Justiça.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181.

ASSECOM/RN

O Governo do Estado conclui nesta quarta-feira (31) o pagamento da folha salarial do mês de julho do funcionalismo estadual. Serão R$ 230 milhões depositados para mais de 59 mil servidores ou 20% do quadro de pagamento do Estado.

Recebem nesta quarta os servidores lotados em pastas com recursos próprios e da Educação, e ainda os 70% restantes de quem recebe acima de R$ 3 mil (valor bruto). Dessa forma, o Governo conclui a folha de R$ 490 milhões do mês de julho.

Para o mês de agosto, as datas e valores de pagamento permanecerão o mesmo de julho. O Governo do Estado segue no trabalho diário na busca de recursos extras com medidas e ações planejadas para quitar as três folhas restantes em atraso.

CALENDÁRIO

JULHO

Dia 31

70% de quem ganha acima de R$ 3 mil

Pagamento integral dos servidores de órgãos de arrecadação própria e da Educação

AGOSTO

Dia 15

Pagamento integral de quem ganha até R$ 3 mil brutos;

Todo o pessoal da Segurança Pública

Parcela de 30% de quem acima de R$ 3 mil

Dia 31

Restante de quem ganha acima de R$ 3 mil

Pagamento integral dos servidores de órgãos de arrecadação própria e da Educação

SETEMBRO

Dia 16

Pagamento integral de quem ganha até R$ 3 mil brutos;

Todo o pessoal da Segurança Pública

Parcela de 30% de quem acima de R$ 3 mil

Dia 30

Restante de quem ganha acima de R$ 3 mil

Pagamento integral dos servidores de órgãos de arrecadação própria e da Educação

O Ministério da Educação (MEC) prorrogou, para o dia 10 de outubro, o prazo para renegociação de dívida do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). A portaria que prevê a ampliação a renegociação foi publicada hoje (30) no Diário Oficial da União.

Para pedir a renegociação, os estudantes precisam ter firmado o contrato com o Fies até o segundo semestre de 2017; estar com as parcelas atrasadas em, no mínimo, 90 dias; e ter contratos em fase de amortização.

Além disso, os contratos não podem ser objeto de ação judicial. A depender do tipo contrato, a renegociação também poderá ser feita pelo prazo de amortização.

De acordo com o Ministério da Educação, mais de 500 mil alunos estão com os contratos de financiamento na fase de amortização e com atraso no pagamento das prestações. O saldo devedor total alcança o valor de R$ 11,2 bilhões.

Para regularizar a situação, os interessados devem procurar a instituição bancária onde o contrato foi assinado. O valor da parcela resultante da renegociação não pode ser inferior a R$ 200. Há ainda a parcela de entrada. O estudante deve pagar ou 10% da dívida consolidada vencida, ou R$ 1.000.

Da Agência Brasil

O Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte (CBMRN) registrou só este ano, em Natal e região metropolitana, 74 incêndios em veículos, entre janeiro e julho. Segundo a corporação, a maior parte dos incidentes aconteceu em Natal, com cerca de cerca de 61% do total dos carros incendiados.

Desse total, 64 ocorrências foram envolvendo veículos auto passeio, 7 de veículos de carga e 3 de transportes de passageiros. “A principal causa das ocorrências é a falta de manutenção preventiva, que pode levar a vários fatores que provocam o início de um incêndio, a exemplo de uma mangueira de combustível ressecada, ou uma instalação elétrica desgastada ou a não compatibilidade de equipamento instalado com a estrutura do veículo”, explica o major João Eduardo, comandante do serviço operacional.

De acordo com os Bombeiros, para evitar os incidentes, o ideal é que a manutenção seja feita pelo menos uma vez por ano ou conforme orientação do fabricante. Os bombeiros orientam ainda que em casos de incêndio veicular, o motorista deve desocupar o veículo e acionar a corporação o mais rápido possível por meio do 193.

“É preciso ter o cuidado de desligar o veículo, tirar todos os passageiros, pegar o extintor e abrir devagar o capô, caso o fogo esteja nesta área, para evitar a propagação das chamas e evitar acidentes a quem estiver fazendo o combate ao fogo”, orienta o major.

Foto: Sergio Henrique/Cedida

O presidente Jair Bolsonaro afirmou ontem (29), por meio de seu porta-voz, Otávio Rêgo Barros, que a invasão de telefones de autoridades “é crime e ponto final”. Foi uma referência à interceptação de comunicações privadas do ministro Sergio Moro e diversas outras autoridades. Investigação da Polícia Federal sobre o caso, batizada de Operação Spoofing, prendeu quatro suspeitos do crime na semana passada.

“O presidente tem se pronunciado, no entendimento de que essa ação de hackers tem ‘a intenção de atingir a [Operação] Lava-Jato, o ministro Sergio Moro, atingir a minha pessoa [Bolsonaro], tentar desqualificar, tentar desgastar o governo’. E ressaltou que ‘a invasão de telefones é crime e ponto final'”, disse o porta-voz, em entrevista coletiva no Palácio do Planalto.

O principal suspeito de invadir as comunicações privadas de autoridades, Walter Delgatti Neto, afirmou, em depoimento, que foi ele quem entregou voluntariamente o conteúdo das mensagens ao jornalista norte-americano Glenn Greenwald e que não foi pago para isso.

Greenwald é fundador do site The Intercept, que tem divulgado as trocas de mensagens atribuídas a procuradores da Lava Jato e ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, então juiz que comandava as ações da operação em Curitiba.

No fim de semana, Bolsonaro disse que Glenn Greenwald “talvez pegue uma cana aqui no Brasil”. Segundo o porta-voz do governo, trata-se de uma “percepção pessoal” do presidente.

Da Agência Brasil