Arquivos


Todos os segmentos de atuação da Potigás deverão sentir a diminuição do preço do gás natural canalizado a partir da próxima quarta-feira, 01/01: comercial, industrial, residencial e automotivo. A redução que foi de 2,8% no último trimestre de 2019 será acrescentada de mais 7% a partir de janeiro de 2020, representando um desconto de quase 10% no valor do combustível.

A diminuição do preço foi possível depois da realização de uma Chamada Pública Coordenada para a compra do suprimento de gás por parte das distribuidoras de gás canalizado do Brasil.

“Conseguimos avançar nessa questão do preço do gás e acreditamos que é possível deixar o gás natural ainda mais acessível a partir da entrada dos novos players no mercado de produção e exploração na Bacia Potiguar. Nosso objetivo é tornar as empresas potiguares mais competitivas, investir em infraestrutura a partir da ampliação da rede de gasodutos no nosso estado e, assim, contribuir efetivamente com o crescimento econômico sustentável do Rio Grande do Norte”, explica Larissa Dantas Gentile, diretora-presidente da Potigás.

Além da economia crescente, os usuários do gás natural canalizado ainda dispõem de outros benefícios proporcionados pelo combustível como a praticidade de ter acesso ao produto 24 horas por dia nos sete dias da semana, a segurança de não precisar estocar gás, além da sustentabilidade de utilizar um produto que agride menos o meio ambiente.

A partir desta quarta, 01/01, o Gás Natural Veicular (GNV) terá redução de R$ 0,16 no m³. E a queda do preço também chegará para as indústrias, comércios e residências.

“O GNV tem um impacto ambiental e também social, pois a economia gerada com esse combustível pode ser usada para investimento em outras áreas. A tendência atual é de crescimento da oferta de gás e maior competitividade no mercado”, finalizou Larissa.

O presidente Jair Bolsonaro editou Medida Provisória (MP) que aumenta o salário mínimo de R$ 998 para em R$ 1.039 a partir de amanhã, dia 1º de janeiro de 2020. O novo valor corresponde ao reajuste da inflação do ano, que encerrou 2019 em 4,1%, segundo Índice Nacional do Preços ao Consumidor (INPC), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

É a primeira vez na história que o salário mínimo ultrapassa a faixa de R$ 1 mil desde o início do Plano Real, em 1994. A MP foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU) ainda nesta terça-feira (31).

Em relação à Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2020, aprovada pelo Congresso Nacional há duas semanas, o valor ficou R$ 8 mais alto. Isso porque a previsão anterior do governo federal para a inflação de 2019 era de 3,3%, mas o percentual acabou ficando em 4,1%, de acordo com a última estimativa medida pelo IBGE.

Em nota, o Ministério da Economia informou que o aumento do valor da carne nos últimos meses pressionou o crescimento geral nos preços no final do ano, ampliando o percentual de inflação apurado.

“Anteriormente, o governo projetou o salário mínimo de R$ 1.031 por mês para 2020, conforme a Mensagem Modificativa ao Projeto da Lei Orçamentária de 2020 (PLOA-2020). A recente alta do preço da carne pressionou a inflação e, assim, gerou uma expectativa de INPC mais alto, o que está refletido no salário mínimo de 2020. Mas como o valor anunciado ficou acima do patamar anteriormente estimado, será necessária a realização de ajustes orçamentários posteriores, a fim de não comprometer o cumprimento da meta de resultado primário e do teto de gastos definido pela Emenda Constitucional nº 95”, informou a pasta.

Até o ano passado, a política de reajuste do salário mínimo, aprovada em lei, previa uma correção pela inflação mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos no país). Esse modelo vigorou entre 2011 e 2019. Porém, nem sempre houve aumento real nesse período porque o PIB do país, em 2015 e 2016, registrou retração, com queda de 7% nos acumulado desses dois anos.

O governo estima que para cada aumento de R$ 1 no salário mínimo, as despesas elevam-se em R$ 355,5 milhões, principalmente por causa do pagamento de benefícios da Previdência Social, do abono salarial e do seguro-desemprego, todos atrelados ao mínimo.

Da Agência Brasil


Por Sérgio Nascimento

Nas minhas reminiscências de menino, resgato do fio mais profundo da memória lembranças dos tempos em que verdadeiramente havia os festejos de fim de ano. Na minha comunidade, nenhum enfeite que remetesse ao período. Não era necessário, o Natal e Ano Novo era percebido pelo comportamento das pessoas. No meu tempo, já nos dias que antecediam as datas, notava-se certo aroma e certa atmosfera que começava a envolver todo mundo.

Dias antes dos festejos, o cheiro do bolo preto exalava a casa dos meus pais e as residências dos vizinhos. Quando chegava a noite de Natal, antes de saborear todas guloseimas que formavam a ceia natalina, as famílias se deslocavam para a igreja. Todos caminhavam devagar e em paz, na noite de ruas vazias, vestidos elegante e confortavelmente para celebrar o aniversário do Menino Deus. Ouviam-se alguns cânticos natalinos, tocava-se o sino e iniciava-se a missa. O forró, a seresta, o brega ou dance só depois da celebração. Não era regra, era respeito. Na noite de Ano Novo nada mudava, o ritual era o mesmo.

Era uma tempestade de fraternidade. As pessoas se regozijavam, vizinhos faziam uma verdadeira procissão de casa em casa desejando feliz natal, um próspero Ano Novo e o convite (aí de quem recusasse) para deleitar-se de seus respectivos jantares. Na rua, já no ápice das comemorações tinha de tudo um pouco: parque de diversão, bancas de jogos, crianças correndo e pulando, vendedor de algodão doce, gente que ia, outros que voltavam, casais de namorados enfeitando a praça, sorrisos estampados nos rostos, gente proseando, bebendo e comendo na calçada de sua casa. Era tudo tão mágico! Os bons momentos deixam cravados no coração saudades de um tempo que passou e não volta mais.

Ultimamente parece que o encanto acabou, ou seja, a ausência da essência. Hoje, as ruas ganharam os mais belos enfeites para a ocasião, os fogos iluminam os céus enquanto os seres estão repletos de escuridão. O mais importante, encantador e modal é postar que passou o Natal ou Réveillon na melhor balada, na mais perfeita onda. Sem o paredão não há comemoração. É tristeza total. Quanta diferença! Assim sendo, o ano de 2020 está chegando e a recordação traz a saudade daquilo que a gente viveu. Contudo, meu desejo para esta nova década é que o imo do Natal e Ano Novo retorne e permaneça no coração de cada um. Feliz 2020, amigos!


O suplente de vereador Wendell Rangel pelo CIDADANIA reafirma seu compromisso com a sigla e diz que seguirá as diretrizes partidárias juntamente com o presidente Denilson Gadelha, bem como com o prefeitável Emídio Júnior. Para Rangel, Macaíba não aceita mais a política ultrapassada do “toma lá dá cá” e dos velhos caciques; e que é preciso mudar e inovar nas ideais.

“Não acredito em política de conchavos e negociatas. Política justa se faz ouvindo o povo, dentro das comunidades. Emídio e Denilson tem plena capacidade de buscar unir os que fazem política com justiça e debates de ideias, sempre pensando no melhor para Macaiba”, afirmou convicto o jovem Wendell, que teve expressiva votação na eleição passada e já assume sua pré candidatura para 2020.


Diálogo

No final da tarde desta sexta-feira (30), os vereadores Emídio Júnior, Denilson Gadelha e o vereador Edivaldo estiveram na residência do ex-prefeito Luizinho, no bairro Alfredo Mesquita. Com a participação do vereador Netinho França, o grupo tratou sobre a recuperação do ex-prefeito e também como não poderia faltar, conversaram sobre o cenário político.

A imagem pode conter: 3 pessoas, incluindo Gilberto Nogueira e Socorro Nogueira, pessoas sorrindo, óculos de sol, atividades ao ar livre e close-up

Apoio

Quem esteve reunido estava semana com a vereadora Socorro Nogueira e seu esposo Gilberto foi o ex-vereador Thomas Sena. Em seu perfil no Facebook, a vereadora Socorro disse “fechando acordo para G20 (Gerson Lima)”.

O ex-presidente da Câmara Thomas Sena deve oficializar seu apoio ao pré-candidato Gerson Lima nos próximos dias.

Do Macaíba no Ar

Após um 2019 com poucos feriados prolongados, o ano de 2020 será uma boa oportunidade para esticar folgas junto com finais de semana. Nove datas comemorativas, entre feriados e pontos facultativos, poderão ser estendidas, mais que as 5 de 2019 (veja o calendário abaixo).

O levantamento considera datas que caem em dias de semana, com exceção da quarta-feira, e que por isso podem ser juntados aos fins de semana.

O começo do ano não será muito favorável, já que o primeiro dia de janeiro cai numa quarta-feira, o que significa estradas cheias no retorno após as viagens de Réveillon, já que a quinta-feira, 2 de janeiro, será dia de trabalho normal para a maioria.

No Carnaval, no final de fevereiro, começam as datas estendidas, já que a festa será comemorada entre sábado (22) e a manhã da quarta-feira de cinzas (26). O mês de fevereiro acaba no dia 29, já que 2020 é ano bissexto e terá 366 dias.

Em seguida, será possível comemorar ainda no primeiro semestre os feriados prolongados da Páscoa, Tiradentes e Dia do Trabalho, além do Corpus Christi, que é ponto facultativo.

A grande novidade será no segundo semestre, que foi pobre em feriados prolongados em 2019, já que três deles caíram no sábado. Em 2020, os feriados da Independência, Nossa Senhora Aparecida e Finados serão à segunda-feira.

O levantamento do R7 considera datas que foram feriados ou pontos facultativos segundo o calendário oficial divulgado pelo governo para 2019. O de 2020 deverá ser divulgado apenas nos últimos dias de 2019

Veja a lista dos feriados nacionais e estaduais:

1º de janeiro – Confraternização Universal (Quarta)

25 de fevereiro – Carnaval (Terça)

10 de abril– Paixão de Cristo (Sexta)

12 de abril – Páscoa (Domingo)

21 de abril – Tiradentes (Terça)

1º de maio – Dia do Trabalho (Sexta)

11 de junho – Corpus Christi (Quinta)

7 de setembro – Independência do Brasil (Segunda)

3 de outubro – Mártires de Cunhaú e Uruaçu (Sábado)

12 de outubro – Nossa Senhora Aparecida (Segunda)

2 de novembro – Finados (Segunda)

15 de novembro – Proclamação da República (Domingo)

25 de dezembro – Natal (Sexta)

Feriados em Natal em 2020:

6 de janeiro – Feriado de Reis (Segunda)

21 de novembro – Nossa Senhora da Apresentação (Sábado)

R7

Foto: Ivanízio Ramos

O trabalho de criação da Unidade de Combate à corrupção e Lavagem de Dinheiro e da Divisão de Inteligência Policial deu um importante passo na tarde desta segunda-feira, 30, quando a governadora Fátima Bezerra sancionou a Lei Complementar que institui esses dois departamentos dentro da estrutura da Polícia Civil do Rio Grande do Norte, projeto aprovado à unanimidade pela Assembleia Legislativa no último dia 19 deste mês. As novas unidades prestarão assessoria direta à Delegacia-Geral da Polícia Civil.

“Essa iniciativa é muito importante para o desenvolvimento de uma política de segurança em sintonia com o nosso programa de governo, que é pautado pela transparência e pelos princípios básicos constitucionais. Essas duas divisões serão mais um instrumento na direção da ética e da honestidade, e pela preservação do patrimônio público que é responsabilidade de todos nós”, declarou a governadora.

Será investido um total de R$ 1,7 milhão para estruturar as duas divisões. Os recursos são provenientes de um convênio com a Secretaria Nacional da Segurança Pública do Ministério da Justiça e de emendas parlamentares.

As divisões ficarão vinculadas às outras ações de segurança que o Governo vem desenvolvendo – ações estratégicas e integradoras entre as polícias que devem trabalhar de forma conjunta, focadas na segurança e dignidade da população potiguar.

“Estamos muito orgulhosos, porque para conseguir os recursos federais do Fundo de Direitos Difusos (FDD), nosso projeto concorreu com mais de mil outras propostas e a Polícia Civil do RN ficou com a sétima colocação entre os selecionados”, disse a delegada Karla Viviane, titular da Delegacia Especializada no Combate à Corrupção e Defesa do Patrimônio Público (DECCOR).

Também acompanharam a solenidade, o vice-governador Antenor Roberto; o controlador Geral do Estado, Pedro Lopes; o secretário de Segurança, Francisco Araújo; e o adjunto Osmir Monte; a delegada Geral da Polícia Civil, Ana Cláudia Saraiva; o delegado Fábio Montanha, chefe do Laboratório de Lavagem de Dinheiro; a diretora de Comunicação da Polícia Civil, Dulcinéia Costa; e o coordenador do Grupo de Combate à Corrupção da Controladoria Geral, Coronel Jair Júnior.

Foto: Marcelo Camargo

Termina hoje (31), às 23h59, o prazo para trabalhadores assalariados optarem livremente pela modalidade de saque-aniversário de parcela do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

A partir de amanhã (1º de janeiro) o trabalhador continua podendo aderir ao saque-aniversário. No entanto, quem tiver feito a escolha a partir de então terá de esperar pelo menos dois anos para voltar ao saque-rescisão.

Assim como outros bancos, as agências da Caixa Econômica Federal não abrem hoje. A adesão ao saque-aniversário deve ser feita pela internet. Para escolher a modalidade de “saque-aniversário”, o beneficiário deve entrar na seção correspondente, no site do FGTS, ou via aplicativo, disponível para smartphones e tablets dos sistemas Android e iOS e para computadores com o sistema Windows.

Após confirmação de cadastramento e antes de optar pelo tipo de saque, a página do FGTS permite simulação do valor que o trabalhador teria direito e informa o período de saque conforme o mês de aniversário de cada correntista.

Em seu site, a Caixa Econômica alerta para o fato de que ao fazer a opção pelo saque-aniversário, “o trabalhador não poderá sacar o total da conta por motivo de demissão, mas tem direito a todas as demais modalidades de saque, incluindo o saque da multa rescisória. Ficam mantidos os saques para a compra da casa própria, doenças graves, aposentadoria e outros casos já previstos anteriormente na Lei”.

Da Agência Brasil


Por volta das 16 horas desta quarta-feira (30), vizinho ao CT do América, na cidade de Parnamirim, um macaibense foi vítima de assalto.

Na ocasião, dois meliantes roubaram a moto, 400 reais e o celular da vítima. Os bandidos saíram em direção à comunidade de Japecanga. A moto é uma Honda modelo Bros 160. Qualquer informação ligar no 98867-2175.