Arquivos

O Departamento de Estradas de Rodagem do Rio Grande do Norte (DER-RN) encerrou o prazo de validade para uso das carteiras de estudante de 2019 no sistema de transporte intermunicipal do Estado. O órgão já havia prorrogado a data duas vezes, em 30 de abril e 31 de maio, como forma de reduzir o impacto social durante a pandemia. O diretor do Departamento de Transportes do DER-RN, Rômulo Lins, explica que já foram publicados os nomes das entidades estudantis habilitadas para usufruir do benefício de abatimento em passagens intermunicipais de transporte rodoviário no período de 2020, daí a impossibilidade de uma nova prorrogação da validade.

O diretor-geral do DER-RN, Manoel Marques, assinou o comunicado publicado no Diário Oficial do Estado, no último dia 21 de maio, com o nome das entidades efetivamente cadastradas, relatadas abaixo:

UNE – União Nacional dos Estudantes

UBES – União Brasileira dos Estudantes Secundaristas

ANPG – Associação Nacional dos Pós-Graduação

ACEN/RN – Associação Central dos Estudantes Nordestinos

URNE.BR – União Republicana Neo-Liberal dos Estudantes do Brasil; UGEB – União Geral dos Estudantes do Brasil

AEP/RN – Associação Estudantil Potiguar

AERN – Associação Estudantil do Rio Grande do Norte.


Foto: Fabiano Rocha/Agência O Globo


Um estudo elaborado pelo Núcleo de Estudos da Burocracia (NEB), da Fundação Getulio Vargas (FGV), que reuniu impressões de 1.456 profissionais de saúde de todo o país sobre a pandemia de covid-19, apurou que somente 14,29% deles se sentem preparados para atuar no novo contexto. No total, 64,97% responderam que não sabem lidar adequadamente com a crise sanitária e os demais optaram por não avaliar a questão.

Descobriu-se que o tempo de serviço acaba não sendo um fator gerador de maior confiança para saber como agir durante a pandemia, considerando-se que 64,84% dos respondentes exercem suas atividades há mais de dez anos. Também através das entrevistas, feitas em ambiente online, no período de 15 de abril a 1º de maio, os pesquisadores constataram que a percepção muda conforme a região em que os profissionais se encontram. Em estados do Norte e do Nordeste, há um número maior de profissionais que declaram insegurança.

O estudo também revela que os agentes comunitários de saúde (ACS) e agentes de combate à endemia (ACE) são os que se sentem menos capazes de enfrentar a atual conjuntura. Apenas 7,61% desse grupo julgam estar prontos para encarar os desafios impostos pela crise. Já entre os profissionais de enfermagem, a proporção dos que se acham preparados é de 20,09%.

Apesar dos contrastes verificados com a regionalização e recorte de categoria profissional, há um elemento que todos compartilham: o medo. O grau mais elevado, de 91,25%, foi registrado entre os ACS e os ACE, seguido por 88,24% de profissionais das equipes ampliadas da saúde, 84,31% dos trabalhadores da área de enfermagem e 77,68% dos médicos. Mais da metade (55%) disse conhecer alguém que foi infectado pelo novo coronavírus ou teve suspeita da doença. Ler mais…

Na noite deste sábado (30), três criminosos roubaram material e equipamentos de uma obra no loteamento Esperança, em Macaíba. Um funcionário que estava no local da obra foi feito refém por oito horas. Foram roubados 1 compactador, 3 ares-condicionados, 3 motores de betoneiras e uma grande quantidade de material elétrico.

O proprietário oferece recompensa para quem souber onde encontrar esses equipamentos, falar com José Medeiros através do cel: 84 98816-1311.

Com informações do Macaíba no Ar


Foto: reprodução/Vaticano


O papa Francisco afirmou neste domingo que pessoas são mais importantes do que a economia, no momento em que países decidem com que rapidez vão reabrir suas economias após as restrições causadas pelo coronavírus.

O papa fez os comentários, a partir de texto preparado, no primeiro discurso do meio-dia de sua janela sobre a Praça de São Pedro em três meses, conforme o isolamento da Itália chega ao fim.

“Curar as pessoas, não poupar (dinheiro) para ajudar a economia (é importante), curar as pessoas, que são mais importantes do que a economia”, disse o papa.

“Nós, pessoas, somos templos do Espírito Santo, a economia não”, completou.

O papa Francisco não mencionou nenhum país. Muitos governos estão decidindo se reabrem suas economias para salvar empresas e padrões de vida, ou se mantêm o lockdown até que tenham certeza que o vírus está sob controle.

As palavras do papa foram recebidos com aplausos de centenas de pessoas na praça, muitas usando máscaras e mantendo vários metros de distância umas das outras. A praça foi reaberta ao público no domingo passado. Normalmente dezenas de milhares de pessoas comparecem ao local no domingo.

Fonte: Reuters

De acordo com informações colhidas pela nossa redação, a conta pessoal do vereador Emídio Jr. no Instagram foi alvo de ataque na manhã deste domingo (31), o que resultou a desativação da conta por parte da referida rede social. É a primeira vez que temos notícias de um ataque virtual dessa natureza, a um pré-candidato à Prefeitura de Macaíba. Abaixo, veja o print da publicação feita pelo parlamentar em seu perfil no Facebook:


Foto: PRF RN


O crustáceo estava sendo levado da cidade de Porto do Mangue/RN para Cabedelo/PB. O dono da mercadoria ainda tentou subornar os policiais.


Em mais uma ação da Operação Tamoio, a Polícia Rodoviária Federal apreendeu, no final da noite deste sábado (30), na BR-101, em Canguaretama/RN, litoral sul do estado, aproximadamente 200 kg de lagosta e prendeu dois homens.

Por volta das 23h30, policiais rodoviários federais realizavam fiscalização no km 167 da rodovia, quando abordaram uma Pick Up Strada, que seguia no sentido ao estado da Paraíba. Perguntado sobre o que estavam transportando, o passageiro, que depois se apresentou como dono da mercadoria, informou que estava levando peixe.

Quando foi solicitada a averiguação da carga, houve uma certa resistência por parte do passageiro, um homem de 41 anos. Ele insistiu que estava levando apenas peixe, porém depois que a lona foi retirada, os policiais encontraram debaixo de uma camada de gelo, sob uma outra lona, uma grande quantidade de lagosta.


Saiba mais AQUI 

Foto: Quézia Oliveira

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Nova Esperança, no município de Parnamirim, na Região Metropolitana de Natal, amanheceu com as portas fechadas neste domingo (31) por conta da superlotação. Um aviso na porta trancada da unidade alertava aos que chegavam que “devido à alta demanda, a UPA se encontra impossibilitada de receber novos pacientes”.

De acordo o diretor da UPA de Nova Esperança, Henrique Costa, atualmente 26 pessoas estão internadas no local – a unidade tem capacidade para atender 19. Desse total de internados, 22 são casos suspeitos ou confirmados do novo coronavírus.

“Nesse momento nós tivemos que restringir o atendimento à população tendo em vista nós estarmos acima da nossa capacidade instalada. Nós temos capacidade instalada para atendermos aproximadamente 19 pacientes e hoje nós estamos com 26 internados”, disse o diretor.

“E 22 deles são casos confirmados ou suspeitos de Covid-19. Hoje viramos efetivamente um ambiente exclusivo para Covid-19”.

O diretor explicou ainda que não há mais balões de oxigênio na unidade, o que dificulta, além da chegada de novos pacientes, o tratamento caso algum caso dos que já estão internados tenha uma piora no estado de saúde. Ler mais…

Foto: Assessoria

O deputado federal João Maia votou sim, na terça-feira (26) na Câmara dos Deputados, o PL que irá liberar R$ 3 bilhões de reais para ações emergenciais destinados à área da cultura, enquanto durar a pandemia da Covid-19. “Tivemos o apoio de todos os partidos. Agora aguardamos o posicionamento do Senado Federal”, comemora João Maia.

O deputado postou em suas mídias sociais a boa notícia e comentou: “Precisamos reconhecer o trabalhador cultural com todo o seu valor histórico, e dar suporte à uma classe, que fomenta a economia do País durante todo o ano, das mais diversas formas possíveis”, disse.

A Lei ainda tem a chance de ser batizada de “Aldir Blanc”, para homenagear o artista que morreu vítima da Covid-19 no início deste mês.

Blog A Fonte 


A Polícia Rodoviária Federal recuperou, na tarde deste sábado (30), no Km 5 da BR 226, em Natal/RN, uma motocicleta YBR roubada e prendeu o condutor de 26 anos.

Durante fiscalização por volta das 16h15, os policiais abordaram uma motocicleta YBR. Na verificação dos números identificadores, foi constatada a adulteração no número do motor.

Ao realizar consultas aos sistemas, o veículo possuía registro de roubo do dia 30 de setembro de 2018, em Macaíba. O condutor informou o local onde havia comprado a motocicleta e os policias foram em diligências.

Após encontrar o outro homem, ele informou que possuía o veículo há 2 anos e que havia comprado através de grupo de FaceBook.
Os dois homens foram conduzidos à Central de Flagrantes em Natal.

Agência PRF/RN

Os respiradores foram comprados para atender as necessidades dos estados na pandemia do novo coronavírus e o pagamento, antecipado. A compra foi realizada de forma conjunta, pelos estados, através do Consórcio Nordeste, que é liderado pela Bahia e, desde o início da pandemia do novo coronavírus, vem tentando realizar compras unificadas de equipamentos para a região.


De acordo com a HempShare, os equipamentos fabricados na China apresentavam problemas. A empresa afirmou que, em contrapartida, ofereceu respiradores produzidos no Brasil, testados pela Anvisa e mais baratos, mas que não foram aceitos pelo Consórcio. Ainda segundo a empresa, caso a substituição fosse aceita, ao invés de 300, mais de 400 respiradores seriam entregues.


A empresa ainda declarou que não vai recorrer da decisão porque já havia acordado a devolução do dinheiro, que será feita nos próximos dias. Depois disso, os bens deverão ser desbloqueados.


A denúncia em nome do Consórcio Nordeste foi feita pelo estado-líder, a Bahia, desde que foi sinalizada pela própria empresa a impossibilidade de entrega dos equipamentos pelas condições contratadas. O processo corre em segredo de Justiça.

Do G1

Saiba mais AQUI



Em entrevista coletiva concedida neste sábado, 30, na Escola de Governo, o secretário de Estado da Saúde Pública, Cipriano Maia, enfatizou a necessidade de a população se conscientizar e aderir ao isolamento social, para conter a curva do contágio pelo novo coronavírus. “As medidas de proteção são a maneira de proteger a vida e, com isso, fazer valer os decretos, perseguir a meta de redução do contágio e conseguir vislumbrar a retomada das atividades com segurança”, alertou o secretário.



Até o presente momento, foram notificados 14.172 considerados suspeitos (menos 734 em relação ao último boletim); 7.402 casos confirmados, 939 a mais do que os casos apresentados ontem; 1.824 recuperados; e 305 óbitos (sendo mais 37, dos quais 11 ocorreram nas últimas 24h).

A Subcoordenadora de Vigilância Epidemiológica da Sesap, Alessandra Lucchesi, que apresentou o boletim deste sábado, relatou que a maior incidência da doença está entre os jovens, que são potenciais transmissores para a faixa etária que tem ido a óbito, composta pelo idosos. Segundo ela, o processo de transmissão ainda está ocorrendo de forma acentuada no RN. “Acreditamos que estamos apenas no início da subida da curva. Os números são cada vez mais preocupantes, mas também refletem a aceleração do diagnóstico do Lacen e da parceria com o Instituto de Medicina Tropical da UFRN, que se somam com os testes rápidos dos municípios”, explicou.

O secretário ressaltou o reconhecimento – pelo Estado – da importância dos trabalhadores da saúde no enfrentamento à pandemia e informou que o Governo pagou hoje a insalubridade no percentual máximo de 40% sobre o salário, retroativo a abril. “Outra ação importante nesse sentido é o programa Acolher Saúde, criado para proteger a saúde dos familiares dos profissionais da saúde que estão na linha de frente. Temos cerca de 30 profissionais hospedados no Hotel Barreira Roxa”, disse.

O titular da Sesap-RN também agradeceu ao programa de âmbito nacional, Todos pela Saúde, que tem protagonismo do Banco Itaú. O Governo fez a adesão e tem recebido apoio na implantação da gestão clínica nos hospitais, nos insumos, equipamentos, testes e EPIs (Equipamentos de Proteção Individual). As unidades que integram o programa são: Hospital Giselda Trigueiro, Hospital da Polícia, Hospital Regional Tarcísio Maia e os regionais de Pau dos Ferros e do Seridó.

Existem 548 pessoas internadas nas redes pública e privada do Rio Grande do Norte, sendo 260 em leitos de UTI e unidades semi-intensivas e 288 em leitos clínicos. A internação de pessoas em estado grave mostra a mudança no perfil da epidemia entre grupos e extratos sociais, pois têm mais pacientes internados de gravidade de 1 e 2 na rede pública, no caso 171, do que na rede privada (89).

A taxa de ocupação é de 97% em Natal e em Mossoró, de 75% em Pau dos Ferros e de 40% no Seridó. A fila da regulação tem 93 pessoas, sendo 31 para leitos críticos. “Hoje o hospital municipal de campanha vai abrir novos leitos, o que vai ajudar a reduzir a pressão da demanda. E também abriremos leitos nas demais regiões do Estado durante a semana”, afirmou Cipriano.

Ele finalizou sua participação na coletiva informando que a retomada da “normalidade” já está planejada pelo Governo do Estado, mas é necessário alcançar metas de ocupação de leitos abaixo de 70%, declínio de casos e de óbitos e redução da taxa de contágio. “Quem está em casa e usa máscara quando precisa sair está contribuindo para a retomada da vida normal. Por isso repito aqui o mantra: ‘fiquem em casa, usem máscara’ e encerro na perspectiva de que esse fim de semana seja bem utilizado para reflexão de toda a população sobre a necessidade do isolamento social”.

Por Assecom/RN


Foram momentos de angústias, medos e incertezas. Entretanto, depois de 13 dias a história da aposentada Maria Lopes, de 91 anos, fecha um ciclo com final feliz. Por volta das 12h deste sábado (30), ela teve alta do Hospital da Polícia, após se recuperar da infecção provocada pelo novo coronavírus (Covid-19).


No domingo (24), o portal Agora RN revelou a longa espera de dona Maria para ser transferida a uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital da Polícia em Natal. Uma espera que durou quase 24h.

O neto de dona Maria, o engenheiro civil Fagner Miguel, conta que os primeiros sintomas da infecção apareceram no último dia 14. Ela foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Macaíba, na região Metropolitana de Natal, no dia 17, onde foi internada com suspeita da doença.

“Foi um período difícil, porque quando minha avó deu entrada na UPA, a gente não tinha noção de qual seria o quadro dela. O primeiro impacto foi quando o médico disse que ela ia precisar ficar em observação, ou seja, não ia voltar para casa”, conta Fagner. Ele conta que dona Maria teve queda de pressão e apresentou febre.

“Foi muito angustiante quando a gente soube que ninguém da família ia poder ter contato com ela. A partir dali, nós não tínhamos noção de como minha avó sairia do hospital”, descreveu.

Longa espera por uma UTI

Segundo Fagner, o médico que acompanhava a idosa orientou que ela fosse transferida para uma UTI. Além da idade avançada, dona Maria é cardiopata, fatores que poderiam agravar o quadro da paciente. Mas a família esbarrou em um problema: a dificuldade em encontrar leitos disponíveis.

Foi aí que Fagner e os parentes optaram por entrar na Justiça para reivindicar um leito. No último sábado (23), a família conseguiu na Justiça uma liminar que autorizava a transferência naquele mesmo dia, mas isso não aconteceu.

Segundo o engenheiro, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) da Região Metropolitana alegou que não estava com ambulâncias disponíveis para a transferência. Somente por volta das 15h do domingo (24), a paciente foi levada ao Hospital da Polícia, em Natal.

Alívio e agradecimentos

A fé foi a maneira que a família de dona Maria encontrou para enfrentar a situação. Por isso, parentes e amigos se uniram em uma corrente de oração. Fagner destacou a determinação da avó em se recuperar da doença e fez questão de agradecer aos profissionais que acompanharam a internação.

“Minha avó é uma guerreira. Ela conseguiu se recuperar de uma doença que ninguém conhece, de fato, a origem. Faço questão de agradecer a toda equipe da UPA de Macaíba: da diretoria, passando por toda a equipe de enfermagem, até o pessoal do serviço social. Também quero agradecer ao nosso advogado, que conseguiu, através da Justiça, um leito de UTI”, disse.

Do Agora RN

Confira na íntegra AQUI