Agredida com facão, mulher denuncia companheiro: “Quero ser livre”

Foto: Reprodução/TV Tropical

Uma jovem de 19 anos foi à Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher, na noite dessa segunda-feira (27), para fazer uma denúncia de violência doméstica contra o seu companheiro. Em entrevista à TV Tropical, ela relatou que já havia um histórico de agressões verbais.

“Eu estava sentando em frente à minha casa quando ele chegou e começou a agressão”, contou. O caso aconteceu na praia de Santa Rita, no município de Extremoz, na Região Metropolitana de Natal.

Visivelmente abalada e aos prantos, a jovem deu mais detalhes da violência sofrida. “Minha cabeça está doendo. Ele deu de facão na minha cabeça. Só não me matou porque minha amiga e o marido dela conseguiram me tirar”, disse.

Além das pancadas sofridas na cabeça, ela mostrou ferimentos nos braços. A mulher ainda disse que não quer mais se aproximar do homem. “Eu quero ser livre, ser feliz longe dele. Eu quero que a justiça seja feita e bote ele atrás das grades, não quero que ele seja solto, não”, declarou.

Por fim, a vítima ainda reforçou a necessidade de encerrar de vez a relação com o acusado. “Não quero mais ele. Quero ele distante de mim. Se eu continuar com ele, ele vai me matar”, finalizou.

A Polícia Civil vai investigar o caso.

Portal da Tropical

Spread the love