Após tentar leito em duas UPAs, idosa de 97 anos com suspeita de Covid-19 passa noite em cadeira em unidade de Natal


Foto:
Reprodução
 


Uma idosa de 97 anos aguarda um leito de internação sentada em uma poltrona desde a tarde de terça-feira (2) em Natal. Com 42 graus de febre, falta de ar e dores no corpo – sintomas da Covid-19 – a família de Paula Morais acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) às 11h de terça.

A ambulância ficou parada na frente da casa de Dona Paula por cerca de duas horas porque os socorristas não tinham para onde levá-la. Com os atendimentos relacionados ao novo coronavírus, as Unidades de Pronto Atendimento em Natal estão operando no limite. Na cidade vizinha de Parnamirim, uma pessoa aguardou atendimento deitada na calçada da UPA Nova Esperança.

Mesmo assim, a ambulância da Samu saiu em direção à UPA de Cidade da Esperança. Ao chegar na unidade, familiares e socorristas confirmaram o que já era esperado: não havia vagas. Inclusive, outra idosa já aguardava leito de internação na UPA antes da chegada de Dona Paula. A idosa de 97 anos foi colocada em outra ambulância e levada para a UPA Pajuçara, que fica no outro lado da cidade, na Zona Norte de Natal.

Na UPA de Pajuçara também não havia vagas para a idosa de 97 anos. Ela foi deixada em uma poltrona às 14h e permanece sentada desde então. “É um situação desumana. Ela está em uma sala colada com outras pessoas, todas tossindo umas em cima das outras e os médicos exaustos não conseguem fazer os atendimentos”, conta Raíssa Andrade, neta de Dona Paula.

Fonte: portal G1RN

Compartilhar