Aquicultor de 43 anos é raptado e torturado por engano na Grande Natal, diz Polícia Civil

Um aquicultor de 43 anos foi raptado e torturado por engano na Grande Natal, segundo a Polícia Civil do Rio Grande do Norte. Ele estava no Rio Grande do Norte para trabalhar em uma despesca de camarão no município de Canguaretama e, de acordo com o delegado Cidorgeton Pinheiro, foi confundido com um integrante de facção criminosa. Amarrado, foi espancado durante toda a madrugada, ficando em cativeiro em Macaíba, na Grande Natal. Acabou libertado por volta das 13h desta sexta-feira (31), sendo socorrido na UPA de Macaíba e, posteriormente, prestando queixa na delegacia da cidade.


“Ele foi sequestrado ontem (quinta-feira) por integrantes de uma facção criminosa, confundido com um integrante de uma facção rival. Foi levado para um cativeiro, torturado durante toda a madrugada, até que realmente confirmaram que ele não era a pessoa que eles estavam buscando”, resumiu o delegado.

Do portal G1RN

Compartilhar