Magoado!

Um eleitor de Dibson Nasser, por nome de Daniel Ferreira Santos, nos mandou um e-mail, pedindo para publicar o seu desabafo. Ele relata que toda a sua família, votou com o deputado, mas, que até agora não conseguiu nada. Porém, ficou sabendo que pessoas que votaram no deputado Ezequiel Ferreira, que foi apoiado pela prefeita Marília Dias, foram empregadas por indicaçao do deputado Dibson Nasser, em cargos no Estado.

É como diz o ditado: “A política é variável no tempo e ao sabor das circunstâncias” meu caro Daniel.

A Comissão Permanente de Vestibular da UFRN inicia nesta segunda-feira as inscrições  para solicitação de isenção do pagamento da taxa do Vestibular 2012.

De acordo com o edital, a inscrição para solicitar a dispensa da taxa pode ser feita exclusivamente pela internet das 8h do dia 18 de abril às 23h59 do dia 15 de maio de 2011.

A divulgação dos candidatos selecionados, será feita no site da Comperve (www.comperve.ufrn.br) a partir do dia 4 de julho de 2011.

A estação de tratamento de esgoto Toque-Toque, da concessionária Águas de Niterói, se rompeu por volta das 12h30 deste domingo. O acidente aconteceu na Praça Azevedo Cruz, no centro de Niterói, e feriu sete pessoas que estavam no local, de acordo com o Corpo de Bombeiros.

Uma correnteza de detritos invadiu imóveis e lojas e arrastou veículos, que chegaram a se chocar. A força da água ainda derrubou um muro. A dona de um bar da região disse que havia clientes almoçando quando uma “onda de esgoto” varreu a rua inteira e invadiu o estabelecimento.

Os bombeiros informaram ainda que os feridos tiveram escoriações leves e foram levados ao Hospital Azevedo Lima. A Defesa Civil de Niterói e técnicos da empresa foram ao local para avaliar as causas do acidente.

Em nota, a Águas de Niterói informou que a parede lateral da ampliação da estação cedeu “por razões ainda desconhecidas pela empresa”. Segundo a concessionária, parte da estação foi isolada e a outra parte continua em operação. Conforme o comunicado, o tratamento de esgoto não foi afetado.

“A concessionária lamenta o fato e adianta que ressarcirá os prejuízos e indenizará as pessoas afetadas pelo acidente. A empresa não está poupando esforços para minimizar os efeitos do ocorrido para a população e está agindo desde o primeiro momento, no local, com a presença de técnicos, engenheiros e toda a diretoria”, diz a nota.

Pergunta que não quer calar, por que o ex-prefeito Luís Gonzaga ( Luizinho), não toma nenhuma atitude para que a população macaibense, tome conhecimento do que está acontecendo nos bastidores da política local? Será que ele perdeu o interesse pela cidade ? Depois reclama que o povo não lhe dar mais oportunidades. Queremos lembrar ao ex-prefeito, que 2012 está a um passo, e que aparecer na véspera da eleição, implicará em mais uma derrota (se é que ainda será candidato).

Que o poder corrompe todos nós sabemos mas, daí, a querer prejudicar o povo macaibense que lhe deu duas ou melhor, três vitórias seguidas, é fazer a todos de palhaço. A população está presenciando o que este cidadão  e médico, Fernando Cunha, está tramando contra o povo, tudo isso, somente com o intuito de voltar ao poder. Portanto, você eleitor, analise bem a quem irá dar o seu voto em 2012, porque a sua escolha vai definir o nosso futuro. Por outro lado, a atual prefeita, Marília Dias, cortou o convênio que a escola de música tinha com a UFRN. Vejam só a que ponto chegamos! 

Entrevero

Ex-prefeito de Macaíba, médico e aliado da governadora Rosalba Ciarlini, Fernando Cunha vem jogando todo o seu arsenal contra a prefeita do município, Marília Dias. Entre tantos, pediu a suspensão do convênio do Estado com a prefeitura, que existe desde a década de 90. O que representa a demissão de quase 70% do quadro do Hospital Regional Alfredo Mesquita. A governadora de pronto ponderou para avaliar o pleito, considerando que se atender quem pagará o pato é a população já tão sofrida.

Fonte: Tribuna do Norte

Difícil crer em administrações que cancelam projetos sócio-culturais consolidados e de alcance internacional, com resultados significativos na melhoria da educação do município. Está tudo comprovado em pesquisa. Mas a prefeitura de Macaíba suspendeu o convênio com a UFRN que viabilizava o desenvolvimento da Escola de Música de Macaíba. 

Como diz o slogan: “É Macaíba cada vez melhor”.

 

 

 

 

Você lembra em quem votou para deputado? Quem você colocou lá no senado? Até quando você vai ficar usando rédea? Rindo da própria tragédia? Até quando você vai ficar aí sem fazer nada? Muda, que quando a gente muda o mundo muda com a gente, e a gente muda o mundo na mudança da mente, e quando a mente muda a gente anda pra frente e quando a gente manda ninguém manda na gente.

 

Marcelo Horn/ Divulgação

Um novo ponto turístico surgiu no Rio de Janeiro. Com a ocupação do Complexo do Alemão, na zona norte, o antigo palco de violentos confrontos entre bandidos agora é espaço também de passeios. Neste sábado (16), foi realizada a primeira visita pelos pontos que contam a história das comunidades do Alemão.

Levados por uma van, o grupo de 14 turistas, a maior parte de cariocas, começou o passeio conhecendo a futura estação do teleférico da comunidade Fazendinha. De lá, eles puderam ver, de cima, a grandiosidade do Complexo do Alemão.

 

 

Essa é Camila, residente no campo da mangueira, Macaíba/RN. que nos enviou a sua foto por e-mail para ser a gata do dia. Parabéns pela sua beleza estonteante!

 

Obs: Se você se acha gata, e gostaria de ver sua foto como a gata do dia no site, faça como a Camila, nos mande pelo e-mail carloshenrique04@hotmail.com 

A ex governadora Vilma de Faria, foi vetada pela a agência Brasileira de Inteligência (ABIN), em virtude da sua ficha suja. O objetivo é evitar constrangimentos tanto para a indicada, que não será mais nomeada, quanto para o governo, que não terá que justificar nomeações que já nascem desgastadas, para quem não se lembra, Vilma, teve seu nome envolvido na operação Hígia, desencadeada pela Polícia Federal, para investigar esquema de fraudes em licitação que beneficiava empresas prestadoras de serviços na área de higienização hospitalar. Essas empresas pagavam propinas a agentes públicos para obter permanência dos contratos do governo.

O Brasil já está se preparando para sediar a Copa de 2014. Por isso, já começa a desenvolver um protótipo da bola oficial da Copa.

A bola foi batizada pelos em engenheiros de “Beleza Natural”, em homenagem às belezas naturais brasileiras, e apresenta linhas aerodinâmicas estilosas e chamativas. Que superam e muito a Jabulani.

Veja com exclusividade a primeira foto oficial da bola da Copa de 2014 no Brasil:

 

Fonte: Robson Pires.

Humorista Shaolin

O humorista Shaolin ainda continua internado em estado grave na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital das Clínicas, em São Paulo, após 85 dias de ter sofrido o acidente acontecido no dia 19 de janeiro em Campina Grande.

Segundo assessoria de imprensa do Hospital das Clínicas o estado de saúde do humorista é estável.

O ministro Wagner Bittencourt de Oliveira, da Secretaria de Aviação Civil, afirmou nesta sexta-feira (15) que as obras em aeroportos para atender ao crescimento da demanda previsto com a Copa do Mundo estão no “cronograma adequado”, mas que mesmo assim o governo estuda maneira de acelerar as obras.

Estudo do Ipea divulgado na quinta (14) mostra que ao menos 9 dos 13 aeroportos brasileiros que estão em obras para a Copa de 2014 não devem estar prontos a tempo de receber o evento.

“Essa reunião foi de planejamento sobre o andamento das questões das obras do PAC, que acontece periodicamente, da qual participou o Ministro do Esporte, uma vez que existe relação entre obras do PAC e a Copa do Mundo. Discutimos estratégia para acelerar as obras dos aeroportos, para que a gente possa ter uma certa demanda equilibrada não só na Copa, mas para os próximos anos”, afirmou Bittencourt após reunião com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior.

Segundo Bittencourt, “as obras estão andando no cronograma adequado para atender as necessidades da Copa”. Ele afirmou que não poderia antecipar quais medidas o governo pode tomar para acelerar as obras. Questionado sobre se a solução passa por convênio com a iniciativa privada, ele afirmou que pode ser uma “opção”.

Sobre quando serão anunciadas as medidas para acelerar as obras, o ministro disse: “A gente vai decidir no momento oportuno e adequado para os aeroportos. Obviamente o governo tem que decidir de forma organizada.” Ele informou que haverá reunião “na semana que vem ou na próxima” para continuar tratando do assunto.

“Estamos trabalhando com cronograma de que a demanda será atendida com as iniciativas que teremos. Existem vários aeroportos da Copa, todos estão sendo tratados”, afirmou o ministro.


Guarulhos

Wagner Bittencourt afirmou que, no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, uma parte começou a ser expandida no terminal de passageiros. Ele disse que essa é uma das ações que o governo já tomou.

“A gente está tratando de questõs não só no curto prazo, para aumentar a capacidade dos aeroportos, mas também com medidas de longo prazo, mais estruturais”, disse.


Atraso nas obras

Sobre o estudo do Ipea que aponta atrasos nas obras dos aeroportos brasileiros, Bittencourt disse que o relatório não foi tema de discussão na reunião, mas que “todo estudo é levado em consideração” pelo governo.

Segundo o estudo do Ipea, as obras dos aeroportos de Manaus, Fortaleza, Brasília, Guarulhos, Salvador, Campinas, Cuiabá, Confins e Porto Alegre não devem ser concluídas em tempo hábil. No caso de Curitiba, o Ipea diz que o aeroporto tem condições de ficar pronto para a Copa de 2014, “se não houver qualquer atraso no cronograma previsto”. No Galeão, a situação operacional é considerada adequada, enquanto no Recife as obras se referem apenas à construção de uma torre de controle.

Para chegar a essas conclusões, o Ipea se baseou no prazo médio de execução de obras públicas de infraestrutura, que, segundo o instituto, é de 92 meses, ou seja, mais de 7 anos. “Toda obra de infraestrutura de grande porte no Brasil deve cumprir uma série de etapas até sua finalização. Inicialmente, há a elaboração do projeto, seguida da liberação da licença ambiental por parte do Ibama, da aprovação do TCU quanto à adequação de custos, da licitação e, finalmente, das obras”, destaca o estudo.