Cia. Interart de Teatro Arquivo

Na tarde desta quinta, 17, o Boi de Reis da Cia. Interart de Teatro e o Pastoril Profª Alzira, da Escola Municipal Auta de Souza, sob coordenação da Profª Benedita, se apresentaram no auditório do IFRN – Cidade Alta. Momento marcante para a cultura de Macaíba, pois estavam presentes alunos do curso de produção cultural e de eventos do IFRN. Sebastião Palhares, Damares e Gláucio Câmara também acompanharam a comitiva cultural.

Madrecitta.logo

A Secretaria Municipal de Educação de Macaíba realizou nos dias 14 e 15 de julho/2015, no Pax Club, a Oficina de Preparação Vocal, ministrada pela profª mestranda Míriam Cidade de Araújo e direcionada aos professores da Educação de Jovens e Adultos do município.

O principal objetivo da oficina foi oferecer aos professores condições para perceberem e desenvolverem a saúde da voz através de atividades práticas específicas no sentido de preparar a mente e o corpo para a execução vocal em sala de aula.

A oficina faz parte da programação 2015 da Ação Cultural EJA para a liberdade que conta com parceria com a Cia. Interart de Teatro.

O coordenador da Secretaria Municipal de Cultura, Jacob Marto, esteve reunido na tarde deste domingo, 30/11, na Comunidade de Lagoa do Sìtio I com a Cia. Interart de Teatro. Bela iniciativa! a secretaria ir aonde o artista está. Na ocasião, tratamos de vários assuntos pertinentes a cultura de Macaíba e da possibilidade da Cia. participar de projetos da prefeitura com seu tradicional teatro de rua. Presenteamos Jacob com o filme “Tu se alembra?” que a Cia. Interart de Teatro produziu em parceria com Hailton Mangabeira.

A Cia. Interart de Teatro e Hailton Mangabeira se apresentaram no IFRN – Campus Canguaretama no dia 25/11, em comemoração ao 1º aniversário de funcionamento do IFRN. Performances perfeitas arrancaram aplausos dos alunos, professores e coordenadores, funcionários e gestores presentes. É a cultura de Macaíba encantando por onde passa. A novidade é que os integrantes da Cia. Interart de Teatro estão ficando conhecidos como “caras pintadas”, denominação que está agradando pelo fato de representar  a resistência.