Categoria: Educação

Foto: cedida

Estudantes do Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ) se classificaram para a segunda fase da Olimpíada Brasileira de Robótica. Os estudantes Afonso Júlio Moreira Neto (2º ano), Gabriel Sebastião do Nascimento Neto e Miller Matheus Lima Anacleto Rocha (ambos do 1º ano), do Curso Técnico em Informática da EAJ, foram classificados para a segunda e última fase da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR), na sua modalidade teórica.

A prova da segunda fase será realizada no próximo dia 23 de agosto, na Escola de Ciências e Tecnologia (ECT) da UFRN, e os alunos já deram início à preparação da segunda fase, sob a supervisão do professor Leonardo Teixeira.

Outras sete equipes da EAJ, totalizando 25 alunos do Curso Técnico em Informática, estão inscritas para participar da modalidade prática da OBR que ocorrerá no próximo dia 31 de agosto no IFRN, campus Natal Central.

Devido ao fato de a robótica ser uma área multidisciplinar, a prova da OBR aborda conteúdos de várias áreas do conhecimento, tentando estabelecer relações entre eles e elaborar soluções para problemas.

Adèle Oliveira de EAJ, com supervisão de jornalistas da Agecom

Ascom Reitoria/UFRN – A Inteligência artificial cria a perspectiva de que robôs escrevam peças jurídicas ou textos jornalísticos. O Big Data permite a consulta a uma enorme base de dados, entrelaçados em infinitas relações, em um espaço de tempo que beira a instantaneidade. A indústria 4.0 refaz postos de trabalho a partir da automação. Os avanços tecnológicos e as mudanças no estilo de vida impactam a relação de consumo, as empresas e os profissionais; consequentemente, influenciam nas escolhas das carreiras no mercado de trabalho.

Esse contexto provocativo, permeado de desafios que rondam o ambiente de trabalho, frente a profusão de novas tecnologias na sociedade atual, será o cerne central da exposição da Aula Magna da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) que abre o segundo semestre letivo de 2019 e que contará com uma explanação de Francesco Farrugia. Para ele, um aspecto diferenciador para as universidades é a capacidade de adequar-se à revolução digital. “Essa revolução, com características de aceleração de suas potencialidades, derruba paradigmas da revolução industrial”, defende.

A palestra acontecerá no auditório da Escola de Música, no dia 15 de agosto, a partir das 9 horas. Farruggia vai abordar questões como “Quantos trabalhos existirão no futuro? Quais?”; “O que é de verdade na inovação?”; “No Brasil, a revolução digital já chegou, está chegando ou vai chegar?”.

Palestrante

Francesco Farruggia é Presidente do Instituto Campus Party, experiência tecnológica do mundo que reúne jovens geeks em um festival de inovação, criatividade, ciência, empreendedorismo e entretenimento digital. Ex-editor de Jornal e Televisão, colaborou com o escritor Gabriel Garcia Marquez na produtora de cinema Amaranta e na fundação da Escola de Cinema Latinoamericana em La Habana. É sócio fundador, junto ao ex–Vice-Presidente dos Estados Unidos, Al Gore, da Futura Estudios, empresa cujo objetivo é estudar a estrutura da sociedade da informação.

A Pró-Reitoria de Ensino do IFRN (Proen) divulgou a oferta de 4.548 vagas para os Cursos Técnicos, distribuídos entre os 21 campi do Instituto, nas modalidades: Integrado, Subsequente e ProEJA. Os processos seletivos oferecem ingresso no primeiro semestre letivo de 2020, e serão regidos pelos Editais 29, 30 e 31/2019 – Proen/IFRN, respectivamente.

As inscrições deverão ser efetuadas exclusivamente via INTERNET, na Área do Candidato, por meio do sítio https://inscricoes.funcern.org, das 14h do dia 9 de agosto às 23h59 de 5 de setembro, conforme o Anexo VIII dos referidos Editais. Para efetuar as inscrições, os candidatos – com exceção dos participantes do ProITEC 2019 – deverão realizar o pagamento da taxa de inscrição (no valor de R$ 30,00) até 6 de setembro. No ato da inscrição será necessário informar o número de documento oficial de identificação e do CPF do candidato.

INTEGRADO

Os Cursos Técnicos de Nível Médio na forma Integrada ofertarão 3.172 vagas, no total. A prova do processo seletivo será aplicada em 6 de outubro, e abrangerá conhecimentos de escolarização do ensino fundamental, em conformidade com as diretrizes do Edital nº 29/2019. Podem participar da seleção os portadores de certificado de conclusão do ensino fundamental (ou de curso equivalente). Vale ressaltar que, o participante homologado no ProITEC 2019 está isento do pagamento da taxa de inscrição, para este processo seletivo.

SUBSEQUENTE

Os Cursos Técnicos de Nível Médio na forma Subsequente ofertarão 1.220 vagas, no total. A prova do processo seletivo será aplicada em 20 de outubro, e abrangerá conhecimentos comuns às diversas formas de escolarização do ensino médio, em conformidade com as diretrizes do Edital nº 30/2019. Podem participar da seleção os portadores de certificado de conclusão do ensino médio (ou de curso equivalente). Ler mais…

Começa hoje (5) o período de inscrições para bolsas remanescentes do Programa Universidade para Todos (ProUni), referentes ao segundo semestre de 2019. O programa oferece bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação de instituições privadas de educação superior.

O prazo para candidatos matriculados em instituição de nível superior vai até o dia 30 de setembro. Já para os não matriculados nessas instituições, o prazo vai até o dia 16 de agosto.

Podem concorrer às bolsas do Prouni brasileiros sem diploma de curso superior e que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), e obtido nota mínima de 450 pontos e que não tenham zerado na prova de redação.

O estudante também deve ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em instituição privada como bolsista integral; ter alguma deficiência; ser professor da rede pública; ou estar enquadrado no perfil de renda exigido pelo programa.

Para inscrever-se, o interessado precisa acessar a página do programa na internet.

Agência Brasil

O prazo para renegociação de dívidas com Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) termina hoje (29). A vantagem é que os valores podem ser parcelados por, no mínimo, 48 meses. Antes de abril, quando foi aberto o período para renegociação, só era possível o pagamento à vista.

Para pedir a renegociação, os estudantes precisam: ter firmado o contrato com o Fies até o segundo semestre de 2017; estar com as parcelas atrasadas em, no mínimo, 90 dias; e ter contratos em fase de amortização. Além disso, os contratos não podem ser objeto de ação judicial. A depender do tipo contrato, a renegociação também poderá ser feita pelo prazo de amortização.

De acordo com o Ministério da Educação, mais de 500 mil alunos estão com os contratos de financiamento na fase de amortização e com atraso no pagamento das prestações. O saldo devedor total alcança o valor de R$ 11,2 bilhões.

Para regularizar a situação, os interessados devem procurar a instituição bancária onde o contrato foi assinado. O valor da parcela resultante da renegociação não pode ser inferior a R$ 200. Há ainda a parcela de entrada. O estudante deve pagar ou 10% da dívida consolidada vencida, ou R$ 1.000.

Agência Brasil
* Com informações do Ministério da Educação

A partir de hoje (19), todos os candidatos que estão na lista de espera do Programa Universidade para Todos (ProUni) deverão ir às instituições de ensino superior privadas onde concorrem a uma vaga apresentar a documentação de comprovação das informações prestadas na inscrição.

O prazo para que os candidatos que compareçam às faculdades vai até 22 de julho. A lista com a documentação necessária está disponível na página do ProUni.

Desde ontem (18), a lista de espera está disponível para consulta pelas instituições. A lista contém a classificação dos estudantes por curso e turno, segundo as notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018.

A lista de espera será usada pelas próprias instituições para preencher as bolsas de estudos que não foram ocupadas nas duas chamadas regulares do programa. Ler mais…

A partir de hoje (18), a lista de espera do Programa Universidade para Todos (ProUni) estará disponível para consulta pelas instituições de ensino superior privadas participantes do programa.

Todos os candidatos que estão na lista deverão ir às instituições apresentar a documentação de comprovação das informações prestadas na inscrição.

A lista de espera do Prouni estará à disposição das instituições com a classificação dos estudantes por curso e turno, segundo as notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018.

O prazo para que os candidatos que integram a lista compareçam às faculdades onde concorrem a uma vaga começa amanhã (19) e vai 22 de julho. A lista com a documentação necessária está disponível na página do ProUni.

A lista de espera será, então, usada pelas próprias instituições para preencher as bolsas de estudos que não foram ocupadas nas duas chamadas regulares do programa.

Agência Brasil

Termina hoje (16) o prazo para participar da lista de espera do Programa Universidade para Todos (ProUni).

A adesão é feita na página do programa, pela internet. A relação dos candidatos em lista de espera será divulgada na quinta-feira (18).

Podem participar da lista de espera os candidatos que não foram selecionados na primeira opção de curso feita na hora da inscrição em nenhuma das duas chamadas regulares do programa.

Além disso, podem participar aqueles que foram selecionados para a segunda opção, mas cuja turma não foi formada. Esses estudantes concorrem a vagas para a primeira opção de curso.

Devem concorrer a vagas para a segunda opção de curso aqueles cujas turmas da primeira opção não foram formadas ou as bolsas da primeira opção não foram disponibilizadas.

Todos os candidatos participantes da lista terão que comparecer, entre os dias 19 e 22 de julho, às respectivas instituições para apresentar a documentação para comprovação das informações prestadas na inscrição.

A lista de espera será usada pelas instituições de ensino para preencher as vagas que, após a primeira e a segunda chamadas, permanecerem disponíveis.

Agência Brasil 

Os estudantes que não foram pré-selecionados na chamada regular do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) devem, a partir de hoje (15), ficar atentos, pois podem, a qualquer momento, ser contemplados com o financiamento.

O acompanhamento deve ser feito pelo site do programa.

Todos os participantes que não foram pré-selecionados serão automaticamente inscritos na lista de espera, que visa preencher as vagas que ainda não foram ocupadas.

A partir desta segunda-feira, até 23 de agosto, os estudantes poderão ser convocados.

Os candidatos que forem pré-selecionados na lista deverão complementar a inscrição no prazo de três três dias úteis, contados do dia subsequente ao da divulgação de sua pré-seleção no FiesSeleção.

A lista de espera vale apenas para os candidatos inscritos na modalidade juro zero.

Para a segunda edição do ano, 46,6 mil vagas foram ofertadas em 1.756 instituições de ensino privadas de todo o país nesta modalidade.

Com financiamento a juro zero, o Fies é voltado para estudantes com renda familiar mensal bruta por pessoa de até três salários mínimos.

Para concorrer ao financiamento, o candidato precisa ter feito qualquer uma das últimas dez edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), ter alcançado média igual ou superior a 450 pontos nas questões e não ter zerado a redação.

A modalidade P-Fies, voltada a estudantes com renda familiar mensal bruta por pessoa de até cinco salários mínimos, não tem lista de espera. Ler mais…

Os candidatos pré-selecionados no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) têm até as 23h59 desta sexta-feira (12), para complementar a inscrição no site do programa na internet.

Para garantir a vaga, o candidato deve prestar informações como nome do fiador, caso seja necessário, e o percentual de financiamento.

A relação com os pré-selecionados já está disponível no site do Fies. Ela foi divulgada na última terça-feira (9).

Caso o candidato perca o prazo, as vagas ficarão disponíveis na lista de espera, para todos os candidatos não contemplados na primeira fase.

A lista serve para que esses estudantes tenham a oportunidade de preencher vagas que não forem ocupadas. Essa etapa ocorre de 15 de julho a 23 de agosto.

Para a segunda edição do ano, 46,6 mil vagas foram ofertadas em 1.756 instituições de ensino privadas de todo país.

Com financiamento a juros zero, o Fies é voltado para estudantes com renda familiar mensal bruta por pessoa de até três salários mínimos. Ler mais…

O Ministério da Educação (MEC) divulga hoje (9) o resultado do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) juro zero e do P-Fies.

Nesta edição, serão ofertadas 46,6 mil vagas a juro zero. O resultado estará disponível na internet, na página do programa e nas instituições de ensino superior participantes.

Os estudantes selecionados no P-Fies devem comparecer à instituição de ensino para validar as informações prestadas na hora da inscrição a partir desta terça-feira. Já os selecionados na modalidade Fies devem complementar a inscrição no período de 10 a 12 de julho.

Quem não foi selecionado na modalidade Fies juro zero pode ainda participar da lista de espera, entre os dias 15 de julho e 23 de agosto.

Não há lista de espera do P-Fies. A pré-aprovação do financiamento na modalidade do P-Fies é de responsabilidade exclusiva dos agentes financeiros operadores de crédito que tenham relação jurídica estabelecida com instituições de ensino participantes.

Agência Brasil

Os estudantes selecionados na segunda chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) têm até hoje (8) para comprovar as informações fornecidas na hora da inscrição. No site do ProUni está disponível a lista da documentação necessária.

Cabe aos estudantes verificar, nas instituições de ensino para as quais foram selecionados, os horários e o local de comparecimento para a confirmação das informações. O resultado da segunda chamada foi divulgado no último dia 2 e está disponível na página do programa.

Aqueles que não foram selecionados podem ainda participar da lista de espera nos dias 15 e 16 de julho.

ProUni

Ao todo, serão ofertadas para o segundo semestre deste ano 169.226 bolsas de estudo em instituições particulares de ensino superior, sendo 68.087 bolsas integrais, de 100% do valor da mensalidade, e 101.139 parciais, que cobrem 50% do valor.

As bolsas integrais são destinadas a estudantes com renda familiar bruta per capita de até 1,5 salário mínimo. As bolsas parciais contemplam os candidatos que têm renda familiar bruta per capita de até 3 salários mínimos. Ler mais…

G1 RN – O Cursinho do Diretório Central dos Estudantes da UFRN vai começar as matrículas para novas turmas de intensivo para o Enem, na próxima terça-feira (9), das 9h às 16h. As vagas são para os turnos da manhã, tarde e noite, e são limitadas e voltadas para todos os estudantes que concluíram ou estão concluindo o ensino médio.

Nesse semestre, as inscrições vão acontecer em duas datas: nos dias 9 e 10, as matrículas serão direcionadas aos alunos que concluíram ou estão concluindo o ensino médio integralmente em escolas públicas das redes municipal e estadual. A partir do dia 11, as matrículas abrem para todos os interessados.

Aqueles que desejam se matricular no preparatório devem se dirigir à secretaria do Cursinho do DCE, localizada no Setor I da UFRN, portando RG, CPF, histórico escolar do ensino médio e comprovante de residência – não é necessário levar cópias dos documentos. A matrícula custa R$120 e já inclui a primeira mensalidade e o material didático. As demais mensalidades terão o valor de R$ 75,00.

Sobre o Cursinho do DCE

O projeto já existe há mais de 20 anos e usa a estrutura da UFRN para promover a democratização do ensino superior, oferecendo preparação para o Enem com qualidade e baixo custo. Além disso, o cursinho também é um espaço de aprendizado para vários estudantes da universidade, que atuam como professores e coordenadores no projeto.

Uma equipe da Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ) promoveu nesta terça-feira (2) um encontro com prefeitos e secretários municipais da Serra de Santana. O evento, sediado em Lagoa Nova, pretende firmar parcerias para a oferta de cursos técnicos e pós-graduação através da Rede e-Tec Brasil na região.

A cooperação planeja utilizar recursos disponíveis para os municípios serranos – oriundos da exploração de energia eólica na região – para formação e qualificação profissional.

No encontro, o professor Max Lacerda, coordenador geral da Rede e-Tec na UFRN, apresentou os resultados dos cursos já ofertados e as possibilidades de oferta. “A educação tem papel fundamental no desenvolvimento social regional. É através da apropriação do conhecimento que as próprias pessoas da comunidade podem identificar os problemas e intervir com soluções”, destacou.

Para o coordenador, as experiências exitosas em outras regiões do estado mostra como a qualificação profissional pode transformar a realidade dos municípios do interior potiguar. Ele ressaltou ainda, a disposição da EAJ, enquanto Unidade Acadêmica Especializada em Ciências Agrárias da UFRN, em fomentar esse desenvolvimento regional. “Temos profissionais de alto nível, material didático pronto e estrutura para direcionar a ofertas desses cursos. As prefeituras da Serra de Santana, junto às empresas que exploram a energia eólica, têm recursos para viabilizar isso”, pontuou.

A reunião contou com a presença do prefeito Luciano Santos e de secretários de Lagoa Nova, da prefeita Iracema Pereira de São Vicente e de representantes dos municípios de Bodó, Cerro Corá e Santana do Matos, bem como das coordenadoras de professores Andreia Nunes e Fernanda Antunes, da pedagoga Gisllayne Brandão, do jornalista Gilberto Oliveira, da articuladora Fátima Pessoa da Rede e-Tec na UFRN e do professor José Roberto Braz do curso técnico em Agropecuária da EAJ.

No encontro ficou encaminhado que as prefeituras farão um levantamento das necessidades de cada município e proporão os cursos a serem ofertados para que a equipe da EAJ formule o projeto e possa dá andamento aos próximos passos.