Categoria: Educação

Foto: Marcelo Camargo

Candidatos não matriculados em instituição de educação superior podem se inscrever até as 23h59 da próxima terça-feira ( 3), a cerca de 50 mil vagas remanescentes do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para o segundo semestre de 2020. Já para estudantes que estão matriculados em curso, turno e instituição para o qual desejam se inscrever, o prazo termina às 23h59 do dia 27 de novembro. As inscrições são realizadas pela internet, exclusivamente, na página do Fies: http://fies.mec.gov.br/ . Todos os candidatos devem ficar atentos aos prazos e lembrar que a ocupação de vagas ocorre por ordem de conclusão de inscrição.

Segundo o Ministério da Educação (MEC), nesse processo de ocupação de vagas remanescentes do Fies, a oferta está distribuída em 4.213 cursos de 881 instituições privadas de educação superior do país. “Desde o início das inscrições, no dia 26 de outubro, até as 15h dessa quinta-feira (29), o sistema eletrônico de inscrição do Fies já registrava mais de 13 mil inscrições concluídas. As vagas remanescentes são aquelas não preenchidas durante os processos seletivos regulares do Fies de 2020”, informou a pasta.

Bolsistas Prouni

As vagas remanescentes do Fies, também, podem ser ocupadas por quem já estuda com bolsa parcial (50%) do Prouni e deseja financiar a outra metade da mensalidade do seu curso com subsídios do governo. Eles também terão até as 23h59 do dia 27 de novembro para disputar a vaga desejada. Ler mais…

Foto: Reprodução/UFRN

Um novo equipamento foi desenvolvido por cientistas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em associação com pesquisadores do Politécnico de Milão na Itália, para ser utilizado na avaliação e no monitoramento de parâmetros respiratórios em pacientes que estejam usando ventilação mecânica invasiva (VMI) e a não invasiva (VNI), situações comuns em pessoas com insuficiência respiratória aguda, casos de pneumonia e covid-19, dentre outras enfermidades.

Objeto de pedido de patenteamento pela Universidade, o dispositivo foi desenhado com tecnologias de última geração relacionadas a medida de variáveis respiratórias diretas que possibilitarão a tomada de decisão clínica em diferentes situações durante suporte ventilatório. Coordenador da pesquisa que resultou na nova invenção, Guilherme Augusto de Freitas Fregonezi pontuou que, atualmente, os aparelhos disponíveis são capazes de fazer avaliações limitadas o que dificulta a tomada de decisão.

“A aplicação dessa tecnologia é variada, considerando espaços físicos e condições clínicas. Ela pode ser utilizada em diferentes ambientes do sistema de saúde onde haja indivíduos em suporte ventilatório”, descreveu Guilherme Fregonezi. Com aplicação clínica e para pesquisa, a patente é vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia (RENORBIO) e foi depositada sob a denominação Dispositivo para avaliação e monitoramento respiratório.

Além disso, a técnica da ventilação mecânica é utilizada amplamente em diferentes situações, como no pós-operatório de cirurgias com anestesia geral, em pacientes com necessidade de controle dos gases sanguíneos e nos casos de disfunção de outros sistemas ou órgãos. Contudo, a técnica pode induzir diversas complicações, razão pela qual é importante diminuir o tempo e restabelecer a ventilação espontânea tão logo seja possível. E é aqui que apresenta-se um dos outros diferenciais do equipamento: o potencial para identificação de probabilidade de sucesso ou fracasso do desmame. Ler mais…


Na última sexta-feira (23), a organização da Olimpíada Nacional de História do Brasil (ONHB) divulgou o número de equipes selecionadas para a fase final online da competição. Ao todo, o Rio Grande do Norte classificou 265 equipes para essa última etapa. Dessas, três são compostas por alunos da Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ-UFRN).

Esta é a quarta vez que a escola participa da Olimpíada e, pela segunda vez, a instituição consegue chegar nesta fase da competição. Ao todo, cinco equipes participaram da ONHB 2020 representando a EAJ-UFRN. As três que seguem na competição são compostas pelos alunos Maria Clara de Carvalho Almeida, Francisco Lucas Almeida da Costa e Judilena Albino Galvão Torres, da turma IF19; Roberto Willame Alves Arruda, Cayo Fernandes dos Santos e Emilly Dayane Freitas de Morais, da turma AI18; e João Henrique da Silva Felipe Dantas, Pedro Henrique Rodrigues de Souza e Marfisa Juliana da Silva, da turma AQ18.

A orientação e coordenação dos estudantes é feita pela professora Maiara Juliana Gonçalves. A professora lembra que ao longo dos anos a EAJ vem ganhando experiência na ONHB, o que tem feito com que avancem cada vez mais na competição. “A EAJ tem avançado bastante quanto ao seu desempenho. Posso dizer que a experiência na ONHB é única, a ponto de marcar os discentes que dela participam e de proporcionar uma forma divertida e crítica de aprender História do Brasil”, disse.

Ela conta ainda que a preparação esse ano foi mais difícil, tendo em vista as aulas suspensas, mas que, há pelo menos dois anos, existe um projeto de extensão para estimular os estudantes a participarem da Olimpíada. O projeto conta com um bolsista voluntário, o estudante do curso de História da UFRN, Ewerton Lucas da Rocha Xavier. Ewerton participou de algumas edições da ONHB e tem auxiliado os estudantes nesse processo. Ler mais…

Fotos: Dorinha (2018)/Nicácio (2020)

Coordenado pela professora Cibele Soares Pontes, o projeto de extensão Utilização sustentável de resíduos da filetagem de camarão, vinculado ao programa Ações para o Desenvolvimento Rural Sustentável – AGROJundiaí, tem como objetivo o aproveitamento dos resíduos da filetagem de camarão, fazendo com que deixem de ser um problema ambiental em Pajuçara, distrito de São Gonçalo do Amarante. A comunidade tem a pesca como atividade econômica e geração de renda, sendo a filetagem de camarão um destaque no local. Fazer com que esses resíduos passem a ser utilizados como uma nova fonte de renda é um dos objetivos dessa atividade de extensão.

O projeto dá continuidade ao trabalho realizado pelo projeto de pesquisa intitulado Diagnóstico Socioambiental e a Avaliação do Impacto Ambiental numa Comunidade Pesqueira, que foi coordenado pelo professor Fábio Magno e teve colaboração da estudante Jocinara Nicácio. E agora, ambos fazem parte das novas atividades que serão feitas. E esta ação de extensão faz parte do desenvolvimento de projeto de pesquisa de mestrado que está sendo desenvolvido pela aluna Fabiana Borges, no Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente (PRODEMA UFRN).

Esse projeto, que surgiu a partir de trabalhos de conclusão de curso de alunas de Aquicultura e Agroindústria da Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ-UFRN), é interdisciplinar e envolve sustentabilidade, analisando os aspectos sociais, ambientais e econômicos. O intuito de promover atividades que possibilitem os moradores a enxergarem a utilização dos resíduos da filetagem de camarão como uma fonte de renda faz com que eles obtenham conhecimento sobre o aproveitamento desses resíduos, trazendo também a conscientização sobre responsabilidade ambiental. Além de promover a proteção do estuário presente no distrito.

Acerca da importância do projeto, a professora disserta sobre a carcinicultura e a preocupação com a sustentabilidade. “A carcinicultura desenvolvida hoje no Estado do Rio Grande do Norte ocupa o primeiro lugar na produção de camarão no Brasil. Entretanto, seu crescimento desordenado muitas vezes pode gerar diversos impactos indesejáveis ao meio ambiente, sendo um desses gargalos o descarte dos rejeitos gerados após a retirada do filé de camarão. O setor da carcinicultura tem mostrado maior preocupação com a sustentabilidade e, por isso, cada vez mais o tema aparece na agenda de inovação, na busca de processos, produtos e serviços novos ou mais sustentáveis para garantir a segurança e a redução de impactos ambientais. Esperamos impactar positivamente a comunidade à medida que as etapas do projeto sejam completadas”, explica. E a docente ainda fala sobre a importância de vincular o projeto ao programa AGROJundiaí. “Reforçar o papel indissociável que a Universidade pública brasileira deve ter de aliar o ensino, a pesquisa e a extensão”, afirma. Ler mais…


Na última terça-feira (20), a Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ-UFRN) participou da etapa estadual da Olimpíada Brasileira de Robótica, na modalidade prática de simulação. A Escola conquistou pódio com equipes no primeiro e segundo lugares.

O primeiro lugar foi conquistado pela equipe MechaháibaCop, formada pelos alunos Eduarda Rodrigues Chiesa, Gabriel Sebastião do Nascimento Neto, Maria Clara de Carvalho Almeida e Miller Matheus Lima Anacleto Rocha (todos do 2º ano do Curso Técnico em Informática). Já o segundo lugar ficou com a equipe Cangaço, formada pelos alunos Elizaelton dos Santos Wanderley, José Gean de Macedo Alves, Mclincon Marcolino Rosas de Lima e Thiago Vinicius Cardoso Lopes (todos do 3º ano do Curso Técnico em Informática).

Para a próxima fase, são classificadas as três primeiras equipes de cada estado, desde que sejam de escolas diferentes. Com isso, a MechaháibaCop, que obteve o primeiro lugar, será a representante da EAJ e do RN na etapa nacional, que acontece de 10 a 14 de novembro.

Na modalidade prática de simulação, as equipes, constituídas de 2 a 4 integrantes, devem programar um robô com seus sensores e atuadores, através do simulador sBotics, para realizar o resgate de vítimas em um ambiente com diversos desafios a serem superados. Para tal, conhecimentos de programação, eletrônica, matemática e outras áreas afins devem ser aplicados.

EAJ NA COMPETIÇÃO

Desde 2017 a EAJ, através da coordenação do professor Leonardo Teixeira, tem participado da Olimpíada Brasileira de Robótica, tanto da modalidade prática como da teórica. Devido à pandemia da COVID-19, a competição prática tradicional da Olimpíada Brasileira de Robótica presencial foi substituída por duas modalidades: a de apresentação e a de simulação.

Essa é a primeira vez que a EAJ conquista pódio na competição. Segundo o professor Leonardo, esse resultado foi uma recompensa para o esforço dos alunos, que mesmo em período de ensino remoto e todos os seus desafios, permanecem motivados e ativos na busca do conhecimento. “O resultado foi excelente, pois além da classificação estadual, as equipes obtiveram pontuações interessantes, que coloca a nossa representante em situação de igualdade para a disputa da etapa nacional”, disse.

Outras quatro equipes da EAJ participaram da competição: A força, Alpha Robots, Infodalj e Robin Ótica, que somadas às duas equipes premiadas totalizaram 22 alunos participantes.

Comunicação EAJ

Foto: Cícero Oliveira

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) melhorou o conceito dos cursos de graduação avaliados no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) 2019, dobrando o número de cursos com conceito 5, que é a nota máxima. Nesta edição, a avaliação realizada pelo Ministério da Educação (MEC) analisou os cursos das áreas da Saúde, Agrárias e Engenharias.

De acordo com o coordenador de Acompanhamento, Planejamento e Avaliação Acadêmica da UFRN, Fabiano do Espírito Santo Gomes, 78% dos cursos foram avaliados com conceito 4 ou 5, pontuação considerada de excelência. Outro destaque da avaliação foi que a UFRN dobrou o número de cursos com nota máxima, nas graduações avaliadas nesta edição do Enade, passando de quatro para 11 graduações com conceito máximo. Além disso, nenhum curso obteve conceito baixo.

Na avaliação do professor Fabiano Gomes, a Política de Melhoria da Qualidade do Ensino da UFRN tem papel fundamental nessa evolução, por orientar os cursos a analisarem os resultados anteriores e planejarem suas ações objetivando a melhoria do desempenho no Enade e o aperfeiçoamento da qualidade acadêmica.

Além disso, ele considera que o trabalho das coordenações de curso, assessores acadêmicos e direções de Centros têm assistido seus alunos, buscando motivá-los e orientá-los a respeito do exame. “E, claro, a Administração Central que tem apoiado a Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) na busca por esse objetivo, sem esquecer o apoio dado pela Superintendência de Informática (Sinfo) e pela Secretaria de Gestão de Projetos (SGP)”, considera.

Receberam conceito máximo (nota 5): Arquitetura e Urbanismo (Natal), Educação Física (Natal), Enfermagem e Obstetrícia (Natal), Engenharia Civil (Natal), Engenharia de Produção (Natal), Engenharia Elétrica (Natal), Fisioterapia (Natal), Fonoaudiologia (Natal), Medicina (Natal) e Nutrição (Natal e Santa Cruz). Ler mais…


O Over Colégio e Curso promoverá mais uma seleção para bolsa de estudos. O aluno poderá optar por participar da prova no próximo sábado (24 de outubro) ou no dia 7 de novembro. Estarão sendo oferecidas bolsas para o fundamental anos finais, ensino médio e cursinho para as cinco unidades do Over em Natal (inclusive a que será inaugurada na zona Norte) e ainda para Mossoró e João Pessoa.

As bolsas contemplam descontos de até 50% no valor da mensalidade e as inscrições para os interessados são gratuitas e podem ser feitas no site bit.ly/VestibulinhoOver.

Após a inscrição, os candidatos receberão as informações de acesso à prova por e-mail e o edital completo. A avaliação conta com 25 questões, sendo 13 de matemática e 12 de língua portuguesa. Para o conteúdo programático, aos alunos do nono ano, serão abordados os assuntos estudados no ano anterior (oitavo ano), e para o ensino médio e cursinho a grade curricular do Enem até a série estudada.


O processo seletivo de incubação de startups da Inova Metrópole – incubadora de empresas sediada o Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN) – terá seu prazo de inscrição encerrado no dia 31 deste mês. Assim, os interessados em incubar e desenvolver novos empreendimentos em TI devem buscar o quanto antes efetuar o cadastramento nos próximos 15 dias.

A medida é decorrente da inscrição do primeiro candidato, o que, segundo o Edital 01/2020, incorre na definição de um prazo limite, para posterior avaliação das propostas e encerramento da seleção no prazo de até 45 dias corridos. São ofertadas pelo certame duas vagas.

As inscrições podem ser feitas por meio do formulário e destina-se a empresas que desenvolvem produtos ou serviços baseados em Tecnologia da Informação (TI) e que estejam no estágio inicial de seu processo de comercialização.

O processo, conduzido por meio de uma comissão instituída pela própria incubadora, consiste em duas etapas: análise documental e avaliação da proposta de produto ou serviço. São vedadas as participações de empresas candidatas já “graduadas” no processo de incubação ou que tenham débitos com a Inova. Ler mais…

Ascom IMD – Fruto de parceria internacional, o Instituto Metrópole Digital, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (IMD/UFRN), abriu hoje (16) as inscrições para a sua terceira turma de capacitações onlines e gratuitas em tecnologias utilizadas pela empresa chinesa Huawei.

Intitulada “Academia Autorizada Huawei para Ensino de Tecnologia da Informação e Comunicação” (HAINA), a iniciativa é regida pelo Edital nº 068/2020, que contempla 60 vagas, mais cadastro reserva, para curso em HCIA Routing & Switching (R&S), centralizado nas soluções da Huawei.

As inscrições são gratuitas e seguem abertas até o dia 23, acessíveis por meio do link. Para participar, não é necessário ter diploma de graduação ou de curso técnico, basta que o candidato comprove ter conhecimento sobre as temáticas do curso.

Segundo o professor Augusto Neto, coordenador da iniciativa, qualquer pessoa, tanto do RN como de outros estados, pode participar do projeto, que garantirá certificação aos 40 melhores alunos do curso de R&S.

Seleção

O processo de seleção diz respeito à terceira turma do projeto – serão quatro grupos com carga horária de 45h de ensino online – e consistirá em uma avaliação da documentação comprobatória.

A nota de classificação será feita a partir da média ponderada de itens como experiência e formação comprovada na área de Redes de Computadores, além de cursos de formação acadêmica, como especialização, mestrado ou doutorado.

O resultado final da seleção será divulgado no dia 27 deste mês e as aulas online já começam no dia 30.


WayABA permite otimizar trabalho com terapia voltada para aprendizagem e interação social

O tratamento de crianças diagnosticadas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) é essencial para o desenvolvimento da comunicação, processo de aprendizagem e interação social. Pensando nisso, a startup WayAba – empresa vinculada à Inova Metrópole, incubadora do Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN) – desenvolveu uma série de novas funcionalidades para sua plataforma de auxílio ao diagnóstico e tratamento do autismo.

Implantadas no último mês, as funções já estão disponíveis para os usuários, que podem acessá-las tanto na plataforma web como no aplicativo mobile. Ambos funcionam de forma integrada, priorizando a metodologia da Análise de Comportamento Aplicada – tradução em português para a sigla ABA: Applied Behavior Analysis. Essas melhorias permitem, por exemplo, o compartilhamento de documentos entre analistas e os responsáveis pelo paciente, envio de mensagens entre usuários, agenda de compromissos, checklist de materiais pedagógicos e protocolos de avaliação.

Funcionalidade

A função central da WayAba é servir como um suporte para digitalização e tratamento das informações que são geradas pelo paciente durante a terapia, permitindo que o terapeuta possa arquivar tais dados ainda durante a sessão, poupando tempo e também agregando recursos que proporcionam a geração de relatórios e gráficos, que ajudam no diagnóstico e auxiliam o processo terapêutico.

O CEO da startup, Assis Barbosa, destaca que outra função específica é a capacidade da própria plataforma de analisar e comparar crianças com perfis parecidos e, a partir da identificação de um padrão, indicar ao terapeuta qual seria o melhor tratamento para determinado paciente. Ele explica que essa sugestão dada pela plataforma é baseada nos próprios dados armazenados ao longo de seu uso pelo terapeuta.

Diferente de outras soluções que existem no mercado, a WayABA é elaborada exclusivamente para aqueles profissionais que utilizam o método ABA em suas rotinas.

“O que existe hoje no mercado são aplicações para digitalização de informações e isso o nosso protótipo da WayABA já atende, mas vamos além, com a inteligência de dados, que é o nosso grande diferencial. A geração de relatórios que descrevem os dados coletados, por exemplo, permitem que o terapeuta possa tomar uma decisão a partir dessas informações organizadas”, reforça Assis Barbosa. Ler mais…

Foto: Marcello Casal Jr

O Ministério da Educação (MEC) vai prorrogar o prazo para inscrições em vagas remanescentes do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do segundo semestre de 2020. De acordo com comunicado na página do Fies na internet, a alta procura pelas inscrições ocasionaram sobrecarga e instabilidade no sistema. O processo está suspenso e um novo cronograma será divulgado em edital específico.

As inscrições começaram na última segunda-feira (6) e, segundo o comunicado, quem já se inscreveu não será prejudicado. A ampliação do prazo será proporcional ao tempo em que a plataforma ficou indisponível para os candidatos.

Os três primeiros dias de inscrições (6 a 8/10), estavam reservados para a oferta exclusiva de vagas para os cursos prioritários, como os da área de saúde, engenharias, licenciaturas e ciência da computação. Os candidatos não matriculados em uma instituição de ensino superior poderiam se inscrever até 13 de outubro. E aqueles já matriculados teriam prazo até o dia 13 de novembro para realizar suas inscrições.

As vagas remanescentes são aquelas que não foram ocupadas no decorrer do processo seletivo regular, por desistência dos candidatos pré-selecionados ou falta de documentação na contratação do financiamento, por exemplo. Nessa etapa, estão sendo ofertadas 50 mil vagas. Ler mais…


Comemorado na segunda sexta-feira do mês de Outubro, o Dia Mundial do Ovo foi fundado em uma conferência realizada em Viena, na Áustria, em 1996. Em alusão a esta data, a Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ-UFRN) realiza nesta sexta-feira (09), a partir das 8h30, o II Egg Day. O objetivo do evento, que conta com apoio da Vitagema, Tapuio, Coopeaj, Holanda Avicultura e NutriVet, é reunir profissionais da área de zootecnia, agronomia, alimentos, nutrição, administração e produtores para discutir os mitos e verdades sobre a produção e o consumo do ovo.

“O ovo tem estado há muitos anos no centro de uma polêmica sobre o seu consumo. Procuramos fazer um evento criativo e descontraído com palestras, rodas de conversa e momento gourmet para abordar todos esses mitos e verdades”, destaca a professora Janete Gouveia, uma das responsáveis pelo evento.

O Egg Day será realizado totalmente online, com transmissão pelo canal da EAJ no YouTube (https://www.youtube.com/channel/UC-PArw0_Zc34Mkx7-ziJy3g).

Confira a programação completa:

08h30
Abertura- Mesa de honra
Cerimonialista: Adele
Prof. Jorge/ Prof.Valdi/Prof. Max/Prof. Janete/Prof.Elisanie

9h-10h
Palestra I- Ovos enriquecidos e os benefícios para a saúde
Eliane Aparecida da Silva
Mediador: Prof. Cláudia Lopes

Sorteio 1
Livro A – Galinha Produção de Ovos
Mediador: Prof. Cláudia Lopes

10h-11h
Palestra II-Certificação de ovos
Luiz Mazzon
Mediador: Prof. Janete

Sorteio 2
Inscrição ABZ
Mediador: Prof. JaneteProf. Janete

11h15-12h
Momento gourmet
Cláudia Macedo
Mediador: Prof. Elainy Lopes

Sorteio 3
Livro B – Formulação De Rações Para Galinhas Poedeiras Convencionais E Caipiras
Mediador: Prof. Elainy Lopes

Intervalo

14h-16h
Roda de Conversa-Diagnósticos e prognósticos da avicultura de postura frente à pandemia de COVID-19
Renato Holanda / Silvia Simonetti/Camilla Costa/José Neto
Mediador: Prof. Elisanie

Sorteio 4
Livros C – Controle De Moscas, Ácaros E Piolhos Na Criação De Galinhas Poedeiras / Livro D – Galinhas Poedeiras – Criação e Alimentação/ 1 Pendrive / Inscrição ABZ
Mediador: Prof. Elisanie

16h
Encerramento- Agradecimentos
Mediador: Prof. Jorge

Por João Mário Costa – Comunicação EAJ


Com três opções de cursos 100% online, seleção recebe inscrições até o dia 21/10

Iniciativa do Ministério da Educação (MEC), o Programa Novos Caminhos, em parceria com o Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN), está oferecendo 9,3 mil vagas para sua 4ª turma de cursos online e gratuitos em Tecnologia da Informação (TI).

As oportunidades abrangem três tipos de formação: programação web e para dispositivos móveis e desenvolvimento de jogos eletrônicos. As inscrições, que podem ser feitas por meio do site do programa, seguem abertas até o dia 21 deste mês.

A seleção acontecerá mediante sorteio, cujo resultado será divulgado no dia 22. As aulas online estão previstas para começarem no dia 02 de novembro e somam cargas horárias que variam entre 200h a 240h. Todos os formados recebem certificados do programa.

As vagas são distribuídas da seguinte forma: 4,2 mil para o curso de programação web, 2,7 mil para programação de dispositivos móveis e 2,4 mil para as formações em desenvolvimento de jogos eletrônicos.

Novos Caminhos

O Novos Caminhos é uma iniciativa que oferece formação para qualquer pessoa que tenha a qualificação exigida. Com o intuito de promover capacitações frente às novas demandas profissionais do mercado, o programa forma profissionais para o futuro, abrangendo conhecimentos técnicos em diversas áreas.

Além dos cursos do IMD, a UFRN também oferece, pelo Novos Caminhos, formação online na área de aquicultura – piscicultura e produção comercial de peixes ornamentais –, cursos ministrados pela Escola Agrícola de Jundiaí.

Foto: Marcello Casal Jr

Os inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 têm até as 23h59 desta quinta-feira (8), para cadastrar ou alterar a foto de inscrição na Página do Participante, para concluir esta etapa do exame. O prazo anterior terminaria no dia 1º de outubro.

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), a mudança na data foi devido ao grande número de acessos em um só dia. “A prorrogação tem o objetivo de garantir a realização do procedimento por parte dos inscritos. Participantes que já incluíram a foto anteriormente não precisam repetir a operação”, informou o Inep.

Segundo o Inep, não serão aceitas imagens de pessoas com óculos escuros ou artigos de chapelaria (boné, chapéu, viseira, gorro ou similares). A fotografia também deve mostrar o rosto inteiro do participante, com uma boa iluminação e foco, além de estar nos formatos de arquivo JPEG e PNG (tamanho máximo de 2 MB). Imagens em PDF não serão permitidas. O Inep e o Ministério da Educação (MEC) não realizam validação da foto.

Provas

Por causa da pandemia do novo coronavírus, as provas da edição 2020 do exame foram adiadas para os dias 17 e 24 de janeiro de 2021 (versão impressa); e 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021 (versão digital). Além de uma redação e 45 questões, os candidatos terão que responder questões sobre quatro áreas de conhecimento: linguagens, códigos e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias; e matemática e suas tecnologias.

Dúvidas

As informações a respeito do Enem 2020 podem ser acompanhadas nos portais do Inep e do MEC, assim como nas redes sociais oficiais dos dois órgãos do governo federal. Dúvidas podem ser sanadas pelo Fale Conosco do instituto, por meio do autoatendimento online ou do 0800 616161, a central aceita apenas chamadas feitas de telefone fixo.

Agência Brasil