Categoria: Educação

Os estudantes que não foram pré-selecionados na chamada regular do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) devem, a partir de hoje (15), ficar atentos, pois podem, a qualquer momento, ser contemplados com o financiamento.

O acompanhamento deve ser feito pelo site do programa.

Todos os participantes que não foram pré-selecionados serão automaticamente inscritos na lista de espera, que visa preencher as vagas que ainda não foram ocupadas.

A partir desta segunda-feira, até 23 de agosto, os estudantes poderão ser convocados.

Os candidatos que forem pré-selecionados na lista deverão complementar a inscrição no prazo de três três dias úteis, contados do dia subsequente ao da divulgação de sua pré-seleção no FiesSeleção.

A lista de espera vale apenas para os candidatos inscritos na modalidade juro zero.

Para a segunda edição do ano, 46,6 mil vagas foram ofertadas em 1.756 instituições de ensino privadas de todo o país nesta modalidade.

Com financiamento a juro zero, o Fies é voltado para estudantes com renda familiar mensal bruta por pessoa de até três salários mínimos.

Para concorrer ao financiamento, o candidato precisa ter feito qualquer uma das últimas dez edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), ter alcançado média igual ou superior a 450 pontos nas questões e não ter zerado a redação.

A modalidade P-Fies, voltada a estudantes com renda familiar mensal bruta por pessoa de até cinco salários mínimos, não tem lista de espera. Ler mais…

Os candidatos pré-selecionados no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) têm até as 23h59 desta sexta-feira (12), para complementar a inscrição no site do programa na internet.

Para garantir a vaga, o candidato deve prestar informações como nome do fiador, caso seja necessário, e o percentual de financiamento.

A relação com os pré-selecionados já está disponível no site do Fies. Ela foi divulgada na última terça-feira (9).

Caso o candidato perca o prazo, as vagas ficarão disponíveis na lista de espera, para todos os candidatos não contemplados na primeira fase.

A lista serve para que esses estudantes tenham a oportunidade de preencher vagas que não forem ocupadas. Essa etapa ocorre de 15 de julho a 23 de agosto.

Para a segunda edição do ano, 46,6 mil vagas foram ofertadas em 1.756 instituições de ensino privadas de todo país.

Com financiamento a juros zero, o Fies é voltado para estudantes com renda familiar mensal bruta por pessoa de até três salários mínimos. Ler mais…

O Ministério da Educação (MEC) divulga hoje (9) o resultado do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) juro zero e do P-Fies.

Nesta edição, serão ofertadas 46,6 mil vagas a juro zero. O resultado estará disponível na internet, na página do programa e nas instituições de ensino superior participantes.

Os estudantes selecionados no P-Fies devem comparecer à instituição de ensino para validar as informações prestadas na hora da inscrição a partir desta terça-feira. Já os selecionados na modalidade Fies devem complementar a inscrição no período de 10 a 12 de julho.

Quem não foi selecionado na modalidade Fies juro zero pode ainda participar da lista de espera, entre os dias 15 de julho e 23 de agosto.

Não há lista de espera do P-Fies. A pré-aprovação do financiamento na modalidade do P-Fies é de responsabilidade exclusiva dos agentes financeiros operadores de crédito que tenham relação jurídica estabelecida com instituições de ensino participantes.

Agência Brasil

Os estudantes selecionados na segunda chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) têm até hoje (8) para comprovar as informações fornecidas na hora da inscrição. No site do ProUni está disponível a lista da documentação necessária.

Cabe aos estudantes verificar, nas instituições de ensino para as quais foram selecionados, os horários e o local de comparecimento para a confirmação das informações. O resultado da segunda chamada foi divulgado no último dia 2 e está disponível na página do programa.

Aqueles que não foram selecionados podem ainda participar da lista de espera nos dias 15 e 16 de julho.

ProUni

Ao todo, serão ofertadas para o segundo semestre deste ano 169.226 bolsas de estudo em instituições particulares de ensino superior, sendo 68.087 bolsas integrais, de 100% do valor da mensalidade, e 101.139 parciais, que cobrem 50% do valor.

As bolsas integrais são destinadas a estudantes com renda familiar bruta per capita de até 1,5 salário mínimo. As bolsas parciais contemplam os candidatos que têm renda familiar bruta per capita de até 3 salários mínimos. Ler mais…

G1 RN – O Cursinho do Diretório Central dos Estudantes da UFRN vai começar as matrículas para novas turmas de intensivo para o Enem, na próxima terça-feira (9), das 9h às 16h. As vagas são para os turnos da manhã, tarde e noite, e são limitadas e voltadas para todos os estudantes que concluíram ou estão concluindo o ensino médio.

Nesse semestre, as inscrições vão acontecer em duas datas: nos dias 9 e 10, as matrículas serão direcionadas aos alunos que concluíram ou estão concluindo o ensino médio integralmente em escolas públicas das redes municipal e estadual. A partir do dia 11, as matrículas abrem para todos os interessados.

Aqueles que desejam se matricular no preparatório devem se dirigir à secretaria do Cursinho do DCE, localizada no Setor I da UFRN, portando RG, CPF, histórico escolar do ensino médio e comprovante de residência – não é necessário levar cópias dos documentos. A matrícula custa R$120 e já inclui a primeira mensalidade e o material didático. As demais mensalidades terão o valor de R$ 75,00.

Sobre o Cursinho do DCE

O projeto já existe há mais de 20 anos e usa a estrutura da UFRN para promover a democratização do ensino superior, oferecendo preparação para o Enem com qualidade e baixo custo. Além disso, o cursinho também é um espaço de aprendizado para vários estudantes da universidade, que atuam como professores e coordenadores no projeto.

Uma equipe da Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ) promoveu nesta terça-feira (2) um encontro com prefeitos e secretários municipais da Serra de Santana. O evento, sediado em Lagoa Nova, pretende firmar parcerias para a oferta de cursos técnicos e pós-graduação através da Rede e-Tec Brasil na região.

A cooperação planeja utilizar recursos disponíveis para os municípios serranos – oriundos da exploração de energia eólica na região – para formação e qualificação profissional.

No encontro, o professor Max Lacerda, coordenador geral da Rede e-Tec na UFRN, apresentou os resultados dos cursos já ofertados e as possibilidades de oferta. “A educação tem papel fundamental no desenvolvimento social regional. É através da apropriação do conhecimento que as próprias pessoas da comunidade podem identificar os problemas e intervir com soluções”, destacou.

Para o coordenador, as experiências exitosas em outras regiões do estado mostra como a qualificação profissional pode transformar a realidade dos municípios do interior potiguar. Ele ressaltou ainda, a disposição da EAJ, enquanto Unidade Acadêmica Especializada em Ciências Agrárias da UFRN, em fomentar esse desenvolvimento regional. “Temos profissionais de alto nível, material didático pronto e estrutura para direcionar a ofertas desses cursos. As prefeituras da Serra de Santana, junto às empresas que exploram a energia eólica, têm recursos para viabilizar isso”, pontuou.

A reunião contou com a presença do prefeito Luciano Santos e de secretários de Lagoa Nova, da prefeita Iracema Pereira de São Vicente e de representantes dos municípios de Bodó, Cerro Corá e Santana do Matos, bem como das coordenadoras de professores Andreia Nunes e Fernanda Antunes, da pedagoga Gisllayne Brandão, do jornalista Gilberto Oliveira, da articuladora Fátima Pessoa da Rede e-Tec na UFRN e do professor José Roberto Braz do curso técnico em Agropecuária da EAJ.

No encontro ficou encaminhado que as prefeituras farão um levantamento das necessidades de cada município e proporão os cursos a serem ofertados para que a equipe da EAJ formule o projeto e possa dá andamento aos próximos passos.

O Ministério da Educação (MEC) divulga hoje (2) o resultado da segunda chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) na página do programa. Para assegurar a bolsa de estudos, os estudantes que foram selecionados devem, a partir desta terça-feira, ir às instituições de ensino e comprovar as informações fornecidas na hora da inscrição.

No site do ProUni está disponível a lista da documentação necessária. Cabe aos estudantes verificar, nas instituições de ensino para as quais foram selecionados, os horários e o local de comparecimento para a aferição das informações. O prazo para que isso seja feito vai até o dia 8 deste mês.

Aqueles que não foram selecionados podem ainda participar da lista de espera nos dias 15 e 16 de julho.

Agência Brasil

As inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do segundo semestre de 2019 terminam nesta segunda-feira, 1º de julho. Elas podem ser feitas pela internet, no site do programa. Nesta edição, serão ofertadas 46,6 mil vagas a juros zero.

O Fies concede financiamento a estudantes em cursos superiores de instituições privadas com avaliação positiva pelo Ministério da Educação.

Pode concorrer quem fez uma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, com média igual ou superior a 450 pontos, e obtido nota maior que zero na redação.

Modalidades

O novo Fies tem modalidades de acordo com a renda familiar. A modalidade com juro zero é para os candidatos com renda mensal familiar per capita de até três salários-mínimos. O aluno começará a pagar as prestações respeitando o seu limite de renda.

A modalidade chamada de P-Fies é para candidatos com renda familiar per capita entre 3 e 5 salários-mínimos. Nesse caso, o financiamento é feito por condições definidas pelo agente financeiro operador de crédito que pode ser um banco privado ou Fundos Constitucionais e de Desenvolvimento.

O resultado da pré-seleção referente ao processo seletivo do segundo semestre de 2019 para as modalidades Fies e P-Fies será divulgado no dia 9 de julho.

Agência Brasil

SEEC/ASSECOM – Seguem abertas, até a próxima sexta-feira (28), as inscrições do Programa OBMEP na Escola 2019, inciativa que tem por objetivo estimular a formação de docentes no ensino da Matemática ao mesmo tempo em que incentiva a adoção de novas práticas didáticas em sala de aula. O programa é voltado a professores de Matemática de escolas públicas, municipais e estaduais, e as inscrições podem ser realizadas por meio do endereço eletrônico.

Podem participar do processo de seleção professores (licenciados em Matemática) de todo país, que serão classificados por meio da aplicação de uma Prova de Habilitação, realizada no dia 28 de setembro. Além da seleção por meio da prova, também podem concorrer no processo professores premiados na edição 2019 da OBMEP. Os candidatos aprovados participarão do Programa que será executado em 2020.

Realizado pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA) o programa é relacionado à Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), e tem como intuito capacitar os professores para que estes dinamizem o ensino da Matemática, incentivando a criação de atividades extraclasses vinculadas às provas da Olimpíada.

As inscrições para Prova de Habilitação devem ser realizadas exclusivamente pelos candidatos e acontecem por meio de duas etapas: preenchimento de formulário de inscrição (aceito somente até o encerramento do prazo para inscrição), e validação da inscrição (realizada pelo candidato no período de 15 a 26 de julho). Ler mais…

A partir de hoje (25) estão abertas as inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do segundo semestre de 2019. As inscrições são feitas pela internet, no site do programa, até o dia 1° de julho. Nesta edição, serão ofertadas 46,6 mil vagas a juros zero.

O Fies concede financiamento a estudantes em cursos superiores de instituições privadas com avaliação positiva pelo Ministério da Educação.

Pode concorrer quem fez uma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, com média igual ou superior a 450 pontos, e obtido nota maior que zero na redação.

Modalidades

O novo Fies tem modalidades de acordo com a renda familiar. A modalidade com juro zero é para os candidatos com renda mensal familiar per capita de até três salários-mínimos. O aluno começará a pagar as prestações respeitando o seu limite de renda.

A modalidade chamada de P-Fies é para candidatos com renda familiar per capita entre 3 e 5 salários-mínimos. Nesse caso, o financiamento é feito por condições definidas pelo agente financeiro operador de crédito que pode ser um banco privado ou Fundos Constitucionais e de Desenvolvimento.

O resultado da pré-seleção referente ao processo seletivo do segundo semestre de 2019 para as modalidades Fies e P-Fies será divulgado no dia 9 de julho.

Agência Brasil

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) realiza a partir deste sábado, 29, a 23ª edição do programa de extensão Trilhas Potiguares, que acontece até 7 de julho em 25 municípios do Rio Grande do Norte, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida das populações. As equipes são compostas por 20 estudantes e dois coordenadores em cada localidade, onde serão executadas iniciativas de acordo com as demandas levantadas previamente pelas comunidades. O Trilhas Potiguares 2019 aborda a temática “Desenvolvimento Sustentável” e tem as atividades balizadas pelos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU).

Entre os principais objetivos do programa está a identificação da realidade dos municípios para a execução de ações que contribuam para o desenvolvimento sustentável das comunidades, além da contribuição para o processo de qualificação social dos membros da comunidade acadêmica e da capacitação de lideranças locais para que se tornem agentes multiplicadores das ações desenvolvidas nas diversas áreas do Trilhas Potiguares. Em 2018, foram realizadas 743 ações e atendidas quase 30 mil pessoas de 20 cidades potiguares, por meio do trabalho de alunos, professores e técnico-administrativos da UFRN.

Confira a lista de cidades que receberão o Trilhas Potiguares 2019:

Caiçara do Norte

Campo Redondo

Carnaúba dos Dantas

Cruzeta

Florânia

Ielmo Marinho

Jandaíra

Japi

José da Penha

Lagoa Danta

Luiz Gomes

Marcelino Vieira

Maxaranguape

Messias Targino

Montanhas

Monte das Gameleiras

Passagem

Patu

São Fernando

São Francisco do Oeste

São João do Sabugi

São Vicente

Serra Negra do Norte

Serrinha dos Pintos

Viçosa

Candidatos inscritos na lista de espera do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) começam a ser convocados a partir de hoje (19). Segundo o Ministério da Educação (MEC), a chamada é feita diretamente pelas instituições de ensino superior.

O estudante selecionado deve conferir o prazo para a matrícula e verificar na instituição de ensino em que foi aprovado os locais, horários e qual a documentação necessária.

Os candidatos que não foram selecionados na chamada regular do Sisu em nenhuma das duas opções de curso cadastradas puderam manifestar interesse na lista de espera da seleção.

O Sisu é o sistema informatizado do Ministério da Educação por meio do qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas a candidatos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

No segundo semestre de 2019, o Sisu teve 1.213.679 inscrições, número 24,3% superior ao de 2018 (976.765). Esta edição também registra alta de 25,9% na quantidade de candidatos inscritos, sendo 640.205 contra 508.486. A diferença do números de candidatos e de inscrições se dá porque o sistema permite que os estudantes escolham mais de uma opção de curso.

O pré-requisito para concorrer ao Sisu é ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018 e obtido nota acima de zero na redação.

Agência Brasil
*Com informações do Ministério da Educação

O mestrado em Neuroengenharia do Instituto Internacional de Neurociências Edmond e Lily Safra (IIN-ELS) recebe inscrições de candidatos até 23 de junho de 2019. A chamada pública, que ocorre duas vezes ao ano, é dirigida a graduados nas áreas de ciências da saúde ou de engenharias (bacharelado ou licenciatura), que desejam fazer pesquisas básica e aplicada, além de aprofundar conhecimentos com elevado padrão de competência científica e técnico-profissional no IIN-ELS, unidade do Instituto Santos Dumont (ISD) localizada em Macaíba (RN), cidade que fica a cerca de 14 quilômetros de Natal.

O Programa de Pós-Graduação (PPG) em Neuroengenharia do IIN-ELS oferece o primeiro curso de mestrado em Neuroengenharia do Brasil, com certificação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Serão ofertadas 10 vagas, sendo uma delas reservada a professores e servidores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), de acordo com o Termo de Convênio UFRN-ISD no 5798.11.0117.

A Neuroengenharia é uma área de pesquisa interdisciplinar que agrega métodos de neurociência e de engenharia para estudar o funcionamento do sistema nervoso e desenvolver soluções para as limitações e disfunções associadas a ele. O PPG em Neuroengenharia do IIN-ELS tem duas linhas de pesquisa: Interface CérebroMáquina (ICM) e Neuromodulação.

As etapas do atual processo seletivo do mestrado em Neuroengenharia e os prazos são:

I – Inscrições: 23/05/19 a 23/06/19;
II – Deferimento das inscrições: 25/06/19;
III – Etapa I: avaliação dos documentos: 25/06/19 a 27/06/19;
IV – Divulgação dos aprovados na etapa I e agendamento das entrevistas: 28/06/19; V – Etapa II: entrevistas: 02/07/19 a 03/07/19
VI – Divulgação do resultado final: 09/07/19;
VII – Pré-matrícula: 10/07/19 a 17/07/19;
VIII – Matrículas: 05/08/19 a 09/08/19;
IX – Início das aulas: 05/08/19.

Mais informações: http://www.institutosantosdumont.org.br/pos-graduacao-neuroengenharia/

O resultado da primeira chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) será divulgado hoje (18), na página do programa. Para assegurar a bolsa de estudos, os estudantes que foram selecionados devem, a partir desta terça-feira, ir às instituições de ensino e comprovar as informações fornecidas na hora da inscrição. No site do ProUni está disponível a lista da documentação necessária.

Cabe aos estudantes verificar, nas instituições de ensino para as quais foram selecionados, os horários e o local de comparecimento para a aferição das informações. O prazo para que isso seja feito vai até o dia 25 de junho.

Aqueles que não foram selecionados têm ainda outras chances. No dia 2 de julho seja divulgada a lista dos aprovados em segunda chamada. Os candidatos podem, ainda, participar da lista de espera nos dias 15 e 16 de julho. Ler mais…