Categoria: Rio Grande do Norte

O Rio Grande do Norte possui 254 confirmados, 2.430 suspeitos em 135 municípios, 809 descartados e 8 óbitos confirmados para Covid-19.

As cidades com casos confirmados do novo coronavírus são: Assú (8), Apodi (1), Areia Branca (1), Baía Formosa (1), Caraúbas (1), Carnaubais (1), Ceará-Mirim (3), Extremoz (5), Luís Gomes (1), Macaíba (2), Monte Alegre (1), Mossoró (63), Natal (116), Parnamirim (28), Passa e Fica (1), Santo Antônio (1), São Gonçalo do Amarante (11), São José de Mipibu (1), São Pedro (1), Taipu (1), Tenente Ananias (1), Tibau (1). Além destes, o Estado possui quatro confirmações de residentes em outras regiões do país, mas que foram atendidos no RN.
Os óbitos são de residentes em Mossoró (3), Natal (2), São Gonçalo do Amarante (1), Taipu (1) e Tenente Ananias (1). O boletim epidemiológico na íntegra, com os dados atualizados, está disponível no site saude.rn.gov.br ⠀⠀⠀⠀

Lembre-se: higienize as mãos sempre que necessário com água e sabão ou álcool em gel.

Sesap RN

PM/ASSECOM – Na noite desta segunda-feira (06), policiais militares do 4° Batalhão de Polícia Militar efetuaram a prisão de um homem e a apreensão de dois adolescentes durante tentativa de assalto a um motorista de aplicativo na Redinha, zona Norte de Natal.

De acordo com informações do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (CIOSP), os militares realizavam o patrulhamento ostensivo suspeitaram de um veículo tipo Gol de cor branca.

Durante a abordagem, os policiais foram informados pelo motorista, que se identificou como sendo de aplicativo, que os três passageiros estariam armados com uma faca e estariam o ameaçando.

Na abordagem, os policiais ainda identificaram os suspeitos como sendo dois adolescentes, 14 e 16 anos, e um homem de 18 anos de idade.

Com a constatação de possíveis indícios de materialidade e autoria do crime de roubo na modalidade tentada, bem como do crime de corrupção de menor de 18 anos tipificado no Estatuto da Criança e do Adolescente, os suspeitos foram conduzidos à Delegacia de Polícia Civil para a realização dos procedimentos legais.

O PSDB em Caicó saiu fortalecido depois do prazo para filiações partidárias, de quem vai concorrer nas Eleições 2020. De acordo com o pré-candidato a prefeito, o médico Dr. Tadeu (PSDB), nomes de peso ingressaram na sigla. Ligados ao deputado Vivaldo Costa (PSD), os vereadores Ivanildo do Hospital, Alisson do Carro Social e Mara Costa, assinaram a ficha de filiação ao PSDB, que em 2016 não tinha elegido nenhum vereador. Desta forma a nominata do PSDB passa a ser a mais consististe na disputa pelas 15 vagas de vereador.

“O PSDB torna-se o maior partido da cidade de Caicó, contando com uma forte e atuante bancada de vereadores, além de novos filiados com chances reais de vitória na Câmara Municipal. É uma alegria em ver tantos amigos unidos para uma Caicó forte, diante de um projeto amplo pra a cidade”, comenta Dr. Tadeu, que dirige o PSDB de Caicó.

Nomes fortes também ingressaram ao PSDB de Caicó, com vistas à disputa a Câmara. De acordo com o médico Dr. Tadeu, além das três cadeiras, o partido conta com o reforço dos suplentes João Paulo, Mamá, Edna Santiago, Radir Moto Taxi, Júnior Profetinha, do ex-vereador Paulo Roque. Também fortalecem o PSDB de Caicó os jovens candidatos: Dr. Rafael Bezerra, Sidney Silva, Dr. Plácido Amaral, Preto, Cid Douglas e Diogo do Doce. A chapa das mulheres também tem nomes fortes. Além da vereadora Mara Costa, a Dra. Larissa Raquel, Waldmery Costa, Hortência Costa, Daguia Soares e muitas outros.

Por decisão do Diretório Estadual, presidido pelo deputado Ezequiel Ferreira de Souza estão suspensos todos os grandes atos de filiação ao PSDB e encontros partidários com aglomeração em locais fechados. A medida atende às recomendações das autoridades de saúde para contenção da epidemia de coronavírus no país. A orientação devido o Coronavírus é que as filiações sejam realizadas nos municípios, sem aglomerações.

Vilma Torres de Agecom

Uma análise de dados fornecidos pelo COVID-19 Community Mobility Reports, um produto oferecido pelo Google baseado na geolocalização de celulares, mostra que os potiguares estão se dedicando menos ao isolamento do que deveriam. De acordo com as amostras divulgadas pela empresa e analisadas por professores da UFRN, o Rio Grande do Norte tem o quarto maior índice de circulação de pessoas do Nordeste, estando à frente de estados mais populosos como Ceará e da Bahia).

Os Relatórios de Mobilidade da Comunidade do Google se referem ao período de 16 de fevereiro a 29 de março de 2020 e apontam mudanças nos hábitos da população paralelas às políticas destinadas ao combate da COVID-19. Também traçam tendências de movimento ao longo do tempo por região geográfica, levando em conta a circulação de indivíduos em mercados, farmácias, parques ou praias, trânsito, locais de trabalho e residências.

Os professores Ivanovitch Silva, da Pós-Graduação em Engenharia Elétrica e Computação, e Luciana Lima, do Programa de Pós-graduação em Demografia, ambos da UFRN, mostram que com a ajuda da tecnologia é possível concentrar os esforços de conscientização e medidas de isolamento nos locais de maior urgência. “Essas informações podem ser fontes complementares importantes para entender a mobilidade diária das pessoas”, acredita Luciana.

De acordo com a análise houve um aumento de 20% nos registros de circulação residencial no RN, ou seja, mais pessoas permaneceram dentro de suas casas durante o período de quarentena estadual, determinado a partir do dia 18 de março. A tendência foi seguida por todas as unidades da federação. A redução da circulação de potiguares em parques e praias foi de -74% e acima da média nacional (-70%).

Com relação ao transporte público, a redução na circulação de pessoas, segundo informações do Relatório de Mobilidade, foi de -66% no Rio Grande do Norte. Nesse quesito, comparando com os outros estados, o RN ocupou a 15ª posição. No que se refere às tendências de mobilidade nos locais de trabalho, o Google indicou uma redução de circulação de -33% para o RN, um valor inferior à média brasileira (-34%).

Com base nos dados fornecidos pelo Google, foi construído um Indicador de Circulação (Circulation Indicator) a partir da área de um gráfico de radar, onde as seis variáveis consideradas pela Google são sobrepostas em um plano polar e constituem um polígono fechado. (Informações sobre o cálculo do indicador podem ser obtidas neste link).

Os dados, no entanto, não são absolutos, pois leva-se em consideração que a tecnologia celular nem sempre está disponível à população e que a função que permite a captura dos dados nem sempre são habilitadas pelos usuários. As informações são fornecidas pelo histórico de localização dos sistemas Android ou iOS e sob certas condições que permitem que os dispositivos móveis registrem no banco de dados do Google os locais onde o seu celular se encontra de modo anônimo.


Foto: Reprodução 

Seguindo com as ações de combate a Covid-19, a Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) segue com as forças de segurança trabalhando todos os dias para apoiar os potiguares e tem contado com a ajuda da população para coibir práticas que vão contra as medidas de isolamento definidos pelo Governo do Estado.

Entre 18 de março e 5 de abril, um total de 522 chamadas, por descumprimento à lei de Combate à Doenças Contagiosas, foram atendidas no Centro Integrado Operações de Segurança Pública (Ciosp). A maioria delas, 358, aconteceu em Natal, mas também existem registros em Parnamirim (58), São Gonçalo do Amarante (25), São José do Mipibu (22), Macaíba (14), Nísia Floresta (14), Ceará-Mirim (12), Vera Cruz (7), Extremoz (6) e Monte Alegre (6).

Em portaria publicada no Diário Oficial do Estado, em abril deste ano (encurtador.com.br/jpIY6), a Secretaria de Saúde Pública do RN (Sesap) e a Sesed definiram multas que chegam até R$ 50 mil para quem descumprir as medidas já estabelecidas em decretos por parte do Governo do RN.

A Sesed reforça que a população precisa seguir as recomendações do Governo do Estado para evitar a disseminação do coronavírus, que são baseadas nas orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e Ministério da Saúde. Quem quiser denunciar o descumprimento dessas medidas, basta ligar para o 190.


Crédito da Foto: Assessoria de Comunicação

Em reunião virtual nesta segunda-feira (6), os deputados estaduais da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte debateram pauta da sessão remota e destacaram projetos na área da saúde.

“Estamos prontos para apoiar as ações do Estado em relação ao combate ao coronavírus”, comenta o presidente Ezequiel Ferreira (PSDB).

Durante a reunião, os parlamentares comentaram questões de estrutura e equipamentos dos hospitais regionais do Estado e debateram novas ações no RN.

Também em pauta para a sessão desta terça-feira (7), os deputados potiguares devem apreciar 18 Projetos de Decretos Legislativos de calamidade pública, dos municípios de Apodi, Serra Caiada, Ceará Mirim, Extremoz, São Rafael, Pau dos Ferros, Santa Cruz, Serra do Mel, Doutor Severiano, São José do Campestre, Monte das Gameleiras, Umarizal, Baía Formosa, Afonso Bezerra, Barcelona, Santana do Matos, Campo Redondo e Lagoa de Pedras.

É possível acompanhar as sessões remotas do legislativo através da TV Assembleia no canal aberto 51.3, no site da ALRN al.rn.leg.br e nas redes sociais @assembleiarn.

CBM/ASSECOM – O avanço do novo coronavírus (Covid-19) no Brasil fez despertar uma procura intensa de produtos de limpeza no mercado nacional. Por ser recomendado para a higienização das mãos, o álcool em gel, por exemplo, se tornou um dos itens mais procurados pelos brasileiros nos últimos dias. Porém, por ser um produto altamente inflamável, o uso incorreto do antisséptico pode causar queimaduras e proporcionar incêndios.

Diante disso, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio Grande do Norte (CBMRN) alerta a população para os cuidados necessários durante o manuseio do produto. Para o Comandante do Serviço Operacional do Corpo de Bombeiros do RN, major Christiano Couceiro, o álcool 70% é importante para a higienização das mãos, todavia, a limpeza com água e sabão é a maneira mais segura.

“Como determinado pelo Ministério da Saúde, a utilização do álcool 70% é uma forma eficiente de prevenir o contágio do novo coronavírus. Porém, o manuseio deve ser feito de forma moderada e em locais onde a limpeza com água e sabão não é possível. Assim, a prioridade é lavar as mãos regularmente do jeito tradicional e seguro, sempre com água e sabão”, disse.

Se a população preferir higienizar as mãos com o álcool, o Corpo de Bombeiros recomenda o uso do gel, pois o líquido quando derramado se espalha com mais facilidade. “Tecnicamente não há diferença entre o líquido e o gel. Os dois conseguem eliminar perfeitamente os vírus e as bactérias. A questão é que a versão em gel é mais fácil para o uso nas mãos, ao contrário do álcool tradicional, que pode se perder ou escorrer facilmente. Além disso, de forma cautelosa, o líquido é altamente recomendado na limpeza de objetos”, explicou o major Christiano Couceiro.

Além dos adultos, é preciso seguir alguns cuidados com o manejo e armazenamento do álcool para evitar acidentes com crianças. De acordo com a ONG Criança Segura, a comercialização do álcool 70% estava proibida desde 2002 por causa do grande número de queimaduras envolvendo crianças, contudo, o comércio foi liberado para combater exclusivamente a pandemia do coronavírus.

Ainda de acordo com o major Christiano Couceiro, o cuidado com a criança deve ser redobrado para evitar ocorrências por causa do uso inapropriado do álcool. “As crianças estão passando a maior parte do tempo dentro de casa devido ao isolamento social, consequentemente isso aumenta os riscos de acidentes domésticos. Portanto, o cuidado deve ser redobrado. A recomendação do Corpo de Bombeiros é que os pais não comprem o álcool líquido e use o gel somente quando não houver água e sabão por perto, além disso, é necessário deixar o produto longe das crianças, armazenando em locais altos e de difícil acesso”, finalizou.

Confira abaixo alguns cuidados:

• Não coloque o álcool junto a outros produtos químicos;

• Não use álcool para acender churrasqueiras e tampouco deixe perto de fogões ou em locais que atinjam temperaturas elevadas;

• Após a aplicação do produto, a pessoa deve esperar secar e aguardar um tempo de 15 a 20 minutos, para que seja mais seguro fazer atividades que envolvam qualquer fonte de calor;

• O uso de álcool em líquido pode ser utilizado na limpeza, pois evapora mais rápido;

• O produto deve ser armazenado em local arejado e longe do alcance de crianças;

• Só utilize o álcool em gel quando não tiver água e sabão;

• Cuidado com o álcool adulterado ou caseiro, pois é extremamente perigoso. O ideal é comprar um produto legal e de qualidade;

• Em caso de acidentes a recomendação é molhar imediatamente a área atingida com água corrente e não fazer nenhuma receita caseira;

• Em caso de emergência, ligue 193.


Por José de Paiva Rebouças de Agecom

Os idosos estão no topo entre os grupos de risco neste momento de pandemia provocada pela Covid-19. Documento da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO), subscrito pelo diretor do Instituto Envelhecer (IEN) da UFRN, Kênio Lima, trata desse assunto cada dia mais delicado e preocupante. Como contribuição, o médico e professor aposentado da UFRN, Celso Matias de Almeida, escreveu, de próprio punho, recomendações importantes a serem seguidas pelos idosos, mas também por quem está próximo deles. Aos 92 anos e com muita disposição, ele empresta seu olhar humanista para reforçar questões que vão além do cuidado contra esse novo vírus.

Saiba mais AQUI


Foto: Divulgação

Com o objetivo de fortalecer as medidas de combate à Covid-19 no estado, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) solicitou ao Ministério da Educação (MEC) crédito extraordinário para o enfrentamento da Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional Decorrente do Coronavírus. A instituição de ensino foi contemplada com R$18.122.734, que serão aplicados na compra de testes da Covid-19.

O reitor José Daniel Diniz Melo enviou ofício ao MEC solicitando a verba, que será utilizada na compra de insumos para testes do novo coronavírus, além de equipamentos de proteção individual (EPIs). “Com esses recursos, esperamos poder adquirir materiais para mais de 100 mil testes da Covid-19 que serão realizados na UFRN. A testagem em grande volume pode salvar vidas e permitir a adoção de medidas que quebrem a cadeia de transmissão. O próximo desafio é conseguir adquirir os materiais para os testes e EPIs, que dependem de disponibilidade dos fornecedores”.

A força-tarefa da UFRN para o enfrentamento do novo coronavírus iniciou os trabalhos aumentando a capacidade do Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Lacen), no dia 19 de março, realizando exames de outros vírus causadores de doenças circulantes no estado – dengue, chikungunya, influenza, H1N1- e, mais recentemente, começou a realizar diagnóstico da Covid-19, com a participação do Centro de Ciências da Saúde (CCS-UFRN), do Centro de Biociências (CB-UFRN) e do Instituto de Medicina Tropical (IMT-UFRN).

Com a aquisição de mais de 100 mil testes, a diretora do IMT-UFRN, Selma Jerônimo, avalia que a capacidade de diagnóstico no estado vai crescer bastante. “Com a compra desses novos testes, vamos ajudar nos exames dos profissionais do estado que atuam em serviços essenciais, como saúde e segurança”, para a cientista será possível ainda ampliar os resultados em vários municípios do RN, fornecendo um diagnóstico mais rápido e, consequentemente, evitando que as pessoas infectadas circulem propagando o vírus.

Quantidade de testes

A UFRN adquiriu com recurso próprio 3 mil testes e, nos próximos dias, estarão disponíveis mais 10 mil testes doados à instituição de ensino. Nessa perspectiva, de 26 de março a 4 de abril, já foram realizados, no IMT, um total de 913 testes da Covid-19, sendo 738 negativos e 175 positivos para o vírus, o que representa 80.8% e 19.2%, respectivamente.

Crédito extraordinário

O MEC destinou recurso específico para o combate à pandemia do novo coronavírus, por meio da Medida Provisória 942, publicada na última quinta-feira, 2 de abril, no Diário Oficial da União (DOU). O documento autorizou o repasse direto de R$ 127,8 milhões para 32 instituições de ensino, como universidades e institutos federais, além de hospitais universitários.

Entre as universidades federais contempladas, as que receberam maior verba extraordinária de combate à Covid-19 foram a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com R$ 21.547.648, a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com R$ 20.781.964, e a UFRN, que recebeu R$18.122.734.

Para o secretário de Educação Superior do MEC, “as universidades têm o conhecimento técnico e o governo viabilizou os recursos para estudos e outras ações. Na prática, com esses repasses as instituições federais de ensino superior poderão atuar de forma mais direta no enfrentamento dessa pandemia”.

Com informações da UFRN
Via Blog do BG


Foto/ Reprodução 

O Governo do RN estuda uma forma de cortar as gratificações e salários dos servidores estaduais como os de periculosidade, insalubridade, auxílio transporte e adicional noturno, além das horas suplementares dos professores.

A governadora ignora que os trabalhadores não estão em seus locais de trabalho por uma questão sanitária, que envolve a saúde não só de si próprio, mas de toda uma sociedade que se volta à luta contra a pandemia do novo coronavírus.

Não deixam de ir ao trabalho porque não querem, e isso é um fato. A recomendação do Ministério da Saúde é clara: ficar em casa. Só o isolamento pode impedir que o vírus se propague em alta velocidade, o que poderia fazer o sistema de saúde entrar em colapso.
É um absurdo que os trabalhadores percam qualquer direito em meio ao cenário de caos na saúde. Os servidores não estão indo ao trabalho por uma questão de saúde e por por recomendação médica.

O Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Direta do Rio Grande do Norte continua em alerta aos movimentos do executivo estadual e permanece firma na luta para que nenhum direito dos trabalhadores seja retirado ou suspenso.

Por Sinsp RN

Foto: Divulgação/UERN

Os alunos do curso de medicina da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), que já cumpriram 93,39% do internato, serão autorizados a concluírem os estudos da graduação. A antecipação da colação de grau é uma medida do Governo do RN para reforçar o combate ao novo coronavírus (Covid-19).

A determinação será publicada em edição extraordinária do Diário Oficial do Estado (DOE) na forma de de decreto, nesta segunda-feira (6) e atinge 28 concluintes, que estão no 22º período de um total de 24 do internato. O internato é a segunda fase do curso que acontece após os primeiros quatro anos básicos.

“Esta é mais uma ação do nosso governo para dotar a saúde pública do Estado de condições de enfrentamento ao coronavírus. Vamos poder contar com profissionais capacitados e já com experiência prática da medicina no internato, que muito irão contribuir neste esforço para promover um atendimento adequado àqueles que precisarem”, afirmou a governadora Fátima Bezerra.

De acordo com a reitora da UERN, Fátima Raquel, a antecipação atende requisitos da legislação federal, do Conselho Estadual de Educação e da coordenação do curso de medicina. “Os formandos de enfermagem já haviam concluído o curso e aguardavam apenas a colação de grau, que agora será feita de forma virtual. Os profissionais estão todos capacitados”, explicou a reitora.

G1 RN

A Administração da Central de Abastecimento do Rio Grande do Norte (Ceasa-RN) realizou, neste domingo (05), a limpeza e desinfecção dos mercados e áreas externas como um das medidas de prevenção ao novo coronavírus (COVID-19). Durante a manhã uma equipe, com cerca de 15 pessoas, participou da ação que contou com o auxílio de um caminhão-pipa com água clorada utilizada para higienizar os mercados, vias externas e banheiros.

Segundo o diretor técnico da Ceasa-RN, Manoel Batista, a ação de higienização foi organizada com o intuito de auxiliar nas medidas de prevenção que estão sendo executadas pela Ceasa-RN. “Estamos trabalhando diariamente para cumprir todas as medidas sanitárias de contenção ao coronavírus e a limpeza dos nossos mercados e a desinfecção de todos os ambientes, desde os banheiros aos corredores, é muito importante para manter uma Ceasa higienizada e segura”, ressalta.

O controle sanitário está sendo executado diariamente e começa pela desinfecção dos caminhões e carretas, logo na portaria, e segue com outras medidas como o fechamento de bares, lanchonetes e restaurantes, permitido apenas a venda para consumo fora do estabelecimento, instalação de pias, uso de máscaras e álcool 70% para limpeza das mãos e higienização dos espaços comuns.

O diretor-presidente da Ceasa-RN, Flávio Morais reforça que as medidas visam prevenir a disseminação do coronavírus e proteger permissionários, colaboradores e clientes. “Estamos cumprindo todas as medidas sanitárias estabelecidas pelos decretos do Governo do RN visando manter o funcionamento da Ceasa para garantir o abastecimento de hortifrutigranjeiro para todo o Estado.”, pontua.

A Ceasa-RN é o principal polo de comercialização de hortifrutigranjeiros do Estado. São mais de 300 lojas que comercializam frutas, legumes, verduras, carnes, ovos, derivados do leite, entre outros. A Ceasa-RN funciona de segunda a sábado, na Av Capitão-Mor Gouveia, 3005, Lagoa Nova, Natal, nos seguintes horários: Acesso de caminhões e carretas para carga e descarga:

00h às 03h;
Entrada do público externo:
das 03h às 12h;
Fechamento total:
às 20h.

O Rio Grande do Norte possui 242 casos confirmados até às 13h deste domingo (5). Ao todo, são 2.354 casos suspeitos, 675 descartados e 7 óbitos confirmados – Mossoró (3), Natal (2), Taipu (1) e Tenente Ananias (1).

A Sesap reforça a importância da população potiguar seguir todas as orientações recomendadas diariamente e que fique em casa se não precisar realizar alguma atividade essencial.

Sesap RN