Cosern reforça importância da revisão nas instalações elétricas nas residências como medida de segurança e de economia

O clima do final do ano sempre resgata uma tradição muito forte entre os potiguares: pintar, revitalizar ou reformar a casa. Todos, afinal, querem comemorar esse momento importante do calendário com a família e os amigos num espaço cheio de boas energias. Mas para isso, é necessário um bom planejamento, com pelo menos dois meses de antecedência.

Além da reforma e da pintura dos imóveis, a Cosern, empresa da Neoenergia, lembra que uma boa revisão das instalações elétricas das residências também deve fazer parte do check-list de todo consumidor. Afinal, além de garantir a segurança da família, esse gesto pode representar uma economia média final de até 10% na conta de energia.

É importante lembrar que, à medida que a tecnologia evolui e novos equipamentos são adquiridos e instalados nas nossas residências, muda também a forma de consumirmos energia elétrica. As instalações elétricas de uma casa projetada há vinte anos não levavam em consideração o uso de tantos aparelhos eletrônicos simultaneamente.

Por isso, a Cosern ressalta que é necessário fazer periodicamente uma revisão nas instalações elétricas dos imóveis com o objetivo de identificar e prevenir possíveis problemas. Geralmente, nessas investigações, é constatada a necessidade de substituição de circuitos, cabeamentos, quadros elétricos, tomadas e outros elementos que estejam danificados ou são incompatíveis com as novas demandas de consumo.

Em cidades próximas ao litoral, especialmente na Costa Branca, essa revisão deve ser mais frequente por causa da ação da maresia e da salinidade nas estruturas internas das residências.

Para além do bom funcionamento do fornecimento de energia elétrica das residências, uma revisão periódica previne acidentes domésticos causados por sobrecargas e curtos-circuitos e proporciona economia na conta de luz que pode chegar até 10%, uma vez que instalações elétricas modernas e eficientes reduzem as perdas de energia e reforçam a confiabilidade das instalações.

Outra orientação importante da Cosern é aproveitar a revisão elétrica da residência para substituir eletrodomésticos ineficientes por outros que vão consumir menos, tais como as lâmpadas fluorescentes compactas que podem ser trocadas por novas de LED, mais eficientes, econômicas e com vida útil estimada em 10 anos (25 mil horas).

Etapas da Revisão Elétrica

Com a ajuda de um profissional capacitado, deve-se:

Analisar o quadro de distribuição, com o objetivo de verificar a quantidade de circuitos e se estão dimensionados de forma adequada à demanda, além de verificar os terminais e possíveis falhas;

Inspecionar todos os pontos de conexão elétrica (cabos, tomadas e interruptores), para certificar que todos se encontram em perfeitas condições de uso;

Identificar os produtos a serem trocados, caso os mesmos apresentem falhas e depreciações, realizar os reparos necessários;

Testar todas as instalações e se certificar de que tudo se encontra de acordo com as normas ABNT NBR 5410 e ABNT NBR 14039, que regulam as ligações de baixa (até 1.000V) e média tensão (de 1.000V até 36.200V).

Compartilhar