Delatores da OAS apontam R$ 16 milhões para Rosalba Ciarlini em propina

Uma reportagem do jornal carioca O Globo desta quarta-feira (27), relata detalhes de um relatório da Procuradoria Geral da República (PGR) sobre suspeitas de caixa dois, mesadas e propinas para 21 políticos que totalizaram R$ 121 milhões narrados por executivos da OAS.

Na lista dos delatados pelos executivos da empresa consta o nome da ex-governadora e atual prefeita da cidade de Mossoró Rosalba Ciarlini. Ela é acusada de caixa dois proveniente da construção da Arena das Dunas, o documento enviado ao Supremo Tribunal Federal aponta que R$ 16 milhões teria beneficiado a ex-governadora por meio da “Controladoria de Projetos Estruturados” da OAS, setor dedicado a pagamentos ilegais da empresa.

Segundo a reportagem de O Globo, o caixa dois fazia parte da contabilidade da empresa, organizado e calculado em planilhas. “A demanda de caixa dois já era incluída nas propostas que iam para licitação das obras, quando havia demanda” diz um trecho do documento obtido pelo jornal.

Rosalba Ciarlini negou envolvimento com atividades ilegais ao O Globo. Ainda estão na lista de supostos beneficiados pela rede de propina da OAS, o deputado federal por Minas Gerais, Aécio Neves; o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, e o atual senador pela Bahia Jaques Wagner.

Do portal Potiguar Notícias 

Compartilhar