Deputado quer explicações do Governo sobre os números da antecipação dos royalties

O deputado estadual Kelps Lima (SDD) solicitou ao Governo do Estado, em pronunciamento na sessão ordinária desta terça-feira (19), que preste esclarecimentos à Assembleia Legislativa sobre os números da operação de antecipação dos royalties do petróleo. Segundo o parlamentar, os números que estão sendo publicados pela imprensa, carecem de mais explicações.

“Esta conta não está batendo”, afirmou Kelps, lembrando que a Secretaria de Planejamento previu uma arrecadação com a operação, de R$ 395 milhões, onde R$ 80 milhões ficariam com o banco responsável pela operação, e R$ 315 milhões seriam destinados ao pagamento dos salários em atraso dos aposentados e pensionistas. “Essa conta se daria com a média mensal prevista pelo Governo, que seria de R$ 12 milhões, mas esse mês a arrecadação em royalties chegou a R$ 17 milhões”, questionou Kelps.

Segundo o deputado, se o Estado arrecada R$ 12 milhões em royalties por mês, a previsão é que, em 44 meses, período previsto pela operação, sejam arrecadados R$ 540 milhões. “Tirando os R$ 80 milhões do banco e os R$ 315 milhões previstos pelo Governo, sobram quase R$ 145 milhões, aí eu pergunto se essa operação era necessária”, disse o deputado, ressaltando que entende a necessidade da antecipação para quitar os salários em atraso com os funcionários, mas afirmando que o Estado arrecadará mais do que a operação prevê, e esse dinheiro a mais deverá ficar com o banco.

Em aparte, o deputado Francisco do PT levantou a possibilidade de Kelps não estar levando em consideração o repasse de royalties para os municípios. O deputado Kelps Lima afirmou que as contas apresentadas pelo Governo já incluíam o desconto que beneficia alguns municípios. “Os servidores com salários atrasados não têm como esperar, muitos estão com depressão, mas o Governo vai criar uma operação que o servidor é quem vai pagar lá na frente”, encerrou Kelps.

Compartilhar