Deputado registra boletim contra Cid Gomes e diz que tiros contra o senador foram ‘legítima defesa’

Do G1 CE

O deputado federal Capitão Wagner (Pros-CE) registrou boletim de ocorrência contra o senador licenciado Cid Gomes alegando “tentativa de homicídio” de policiais quando Cid usou uma retroescavadeira para tentar entrar em uma batalhão ocupado por militares amotinados em Sobral, no interior do Ceará. Durante a confusão, o senador foi baleado duas vezes no peito.

Cid Gomes sofreu dois tiros durante a confusão. Para Capitão Wagner, os disparos foram uma ação de “legítima defesa” dos policiais que “corriam risco” de serem atropelados.

“Não houve ação dos policiais, houve uma reação dos policiais. Foi legítima defesa, qualquer jurista consultado vai dar essa reposta. A gente tem consciência de que o causador foi ele [Cid Gomes]”, afirma o deputado.

Capitão Wagner registrou o boletim de ocorrência no 34º Distrito Policial, em Fortaleza, ao lado de deputados que defendem a pauta de policiais militares no Congresso Capitão Alberto Neto (Republicanos AM) e Major Fabiana (PSL-RJ).

Saiba mais AQUI

Compartilhar