EAJ-UFRN aprova aluno para segunda fase da Olimpíada Brasileira de Informática

Foto: Arquivo pessoal/reprodução

O estudante Miller Matheus Lima Anacleto Rocha, do 2º ano do curso técnico de Informática, foi aprovado na primeira fase da Olimpíada Brasileira de Informática. Nesta etapa, chamada de fase escolar, em que são classificados 15% das maiores notas. Com a classificação, Miller segue para a etapa estadual da competição, representando a Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ-UFRN).

É a segunda vez que ele participa da competição e considera muito divertido todo o processo de participação e a pressão na hora da prova. E foi isso que o fez querer participar outra vez da Olimpíada. A preparação contou com o auxílio do professor Adelino Avelino, seja resolvendo questões de anos anteriores ou questões avulsas. “A estratégia agora é aprender novas ferramentas com o professor e como aplicá-las”, disse Miller.

Sobre os seus anseios para o futuro na área, o estudante afirma: “Eu quero continuar aprendendo cada vez mais sobre programação, pois é uma área com diversos assuntos que me interessam bastante. Eu não me vejo trabalhando com algo que não envolva programação no futuro, mesmo que talvez eu não siga na área de TI”.

O professor Adelino considera um passo muito importante a conquista de Miller para a segunda fase da Olimpíada e espera que isso motive outros estudantes. “É um mérito importante e serve para motivar mais alunos a participarem. Por meio de olimpíadas, muitas empresas como Google, Microsoft, Facebook, Oracle, entre outras procuram profissionais promissores na área”. Adelino destaca ainda que a partir de Setembro, todas as terças-feiras, às 14h, os professores estarão realizando treinamento para os alunos que desejam participar da Olimpíada no ano que vem. O treinamento será feito via Google meet, em parceria com o Prof. Clayton Maciel, do IFRN de Mossoró.

Competição

A Olimpíada Brasileira de Informática tem o objetivo de despertar nos alunos o interesse por uma ciência importante na formação básica hoje em dia, através de uma atividade que envolve desafio engenhosidade e uma saudável dose de competição. A OBI é dividida em duas modalidades, Iniciação ou Programação. Na primeira, as tarefas das provas são sobre problemas de lógica e problemas computação, sem fazer o uso do computador. Já na modalidade de Programação, o estudante precisa resolver problemas de programação, com o uso do computador.

Comunicação EAJ

Compartilhar