Escola Agrícola de Jundiaí participa da 57ª edição da Festa do Boi

A Escola Agrícola de Jundiaí participou da 57ª edição da Festa do Boi, no Parque Aristófanes Fernandes, em Parnamirim-RN. A Escola levou estandes para apresentar aos visitantes os cursos técnicos em Agropecuária, Agroindústria e Aquicultura, e os cursos de graduação em Engenharia Agronômica, Engenharia Florestal e Zootecnia, ofertados pela EAJ.

Durante todos os dias do evento, que começou no dia 12, a Escola Agrícola apresentou, além dos cursos, as atividades feitas em cada área, o trabalho dos profissionais, os conteúdos estudados nos cursos, as atividades realizadas, os trabalhos feitos e os projetos de pesquisa e extensão. Com coordenação dos professores, os estudantes eram os responsáveis pelos estandes e pela apresentação das ações.

O curso de graduação em Engenharia Florestal mostrou os trabalhos feitos pelos docentes e discentes, como a cadeia de produção de taninos. Além disso, levaram mudas de plantas, como a carnaúba – que também foram comercializadas -, amostras de madeira, sementes e produtos florestais não-madeireiros. As áreas de atuação, o trabalho do profissional em Engenharia Florestal e os diferentes âmbitos do curso foram informações dadas aos visitantes e mostradas através dos banners.

Durante o evento ocorreu também a Feira de Aquarismo do Rio Grande do Norte (FEAQUARN). O estande apresentou o aquarismo, informou sobre a atividade e o mercado local, além de apoiar lojistas e associados da região. A Feira foi realizada no espaço Sebrae Terroir e contou com campeonatos nacionais de várias espécies de peixes ornamentais. A iniciativa faz parte do projeto de extensão da UFRN Cardume Potiguar, por meio da Escola Agrícola de Jundiaí.

A FEAQUARN trouxe diversas espécies de peixes ornamentais, que são os peixes de aquário. O peixe palhaço, kinguio, camarão ornamental, acará bandeira disco e acará do congo são alguns dos vários peixes que o estande da Feira de Aquarismo mostrou. Muitos dos peixes que estavam sendo exibidos no estande são produzidos pela EAJ. O estudante Airton Dias fala sobre o peixe flowerhorn, que foi um dos mais vistos pelos visitantes, e sobre a participação das pessoas no estande. “A sensação aqui é o flowerhorn, que é um peixe bem domesticável. Você brinca com ele, ele sente sua falta. É um peixe que você vai ter um apreço maior com ele, vai ter uma afeição maior com ele do que com qualquer outro peixe. As pessoas gostam muito de ver os peixes ornamentais e várias delas falam que eles são bonitos. Para muitos, é uma coisa bem diferente”, comenta.

O estande de Zootecnia trouxe banners, materiais e trabalhos feitos pelos discentes de docentes como forma de divulgação do curso para quem fosse visitar o local. A “Ação Zoolidária”, atividade que faz parte de um projeto extensão, também foi apresentada ao público.

Os cursos técnicos também levaram materiais e falaram sobre as atividades práticas feitas pelos estudantes.

Durante toda a semana, os estandes da Escola Agrícola receberam um grande público do evento que é o maior no âmbito agropecuário do RN. A Festa do Boi atrai milhares de pessoas todos os anos, gerando grande movimentação nos negócios e consequentemente para a economia do Estado. Entre as outras atrações que sempre marcam presença estão os parques de diversão, arvorismo, tirolesa, arena de shows com grandes atrações nacionais, bem como leilões e julgamentos de caprinos, ovinos e bovinos, além de exposição e degustação de produtos locais. Um total de 400 expositores espalhados pelo parque Aristófanes Fernandes.

Por Matheus Henrique – Com supervisão da Comunicação EAJ

Compartilhar