IPEM/RN fiscaliza cerca de dois mil instrumentos em setembro em várias regiões do RN


As fiscalizações ocorreram em 43 municípios do RN e verificaram instrumentos como bombas de combustível, balanças comerciais e esfigmomanômetros.

As equipes de fiscalização do Instituto de Pesos e Medidas (IPEM/RN) verificaram, no período de 01 a 30 de setembro, 1340 balanças comerciais, 502 bombas de combustíveis, 102 esfigmomanômetros (medidores de pressão arterial) em 43 cidades do Rio Grande do Norte.

Durante as verificações, que são periódicas e devem ser realizadas anualmente em cada um dos instrumentos, cerca de 5% apresentaram alguma inconsistência. Em alguns casos, em que a irregularidade possa gerar prejuízo ao consumidor ou ao comerciante, os instrumentos foram retirados de uso até passarem por reparo.

“Dando continuidade a retomada das fiscalizações, as equipes do IPEM novamente focaram na fiscalização de bombas de combustíveis e balanças comerciais por vários municípios do Rio Grande do Norte. Com o objetivo de defender uma relação de consumo justa e segura tanto para o consumidor como para o comerciante”, explica o diretor-geral do IPEM/RN, Theodorico Bezerra Netto.

As principais irregularidades encontradas foram: Nas bombas de combustível – vazão abaixo do permitido (quando é entregue um volume menor de combustível ao consumidor em relação ao apresentado na bomba), erro no interloque (sistema de bloqueio responsável por zerar os indicadores de volume e preço a pagar da bomba de combustível a cada novo fornecimento) e mau estado de conservação. Nas balanças – erros em relação a pesagem, em favor e contra ao consumidor, e marca de selagem rompida.

As fiscalizações ocorreram nos estabelecimentos comerciais e postos de combustíveis dos seguintes municípios: Natal, Mossoró, Lajes, Fernando Pedroza, Angicos, Santa Maria, Riachuelo, Caiçara do Rio dos Ventos, Pedra Preta, Santana do Matos, Bodó, Tenente Laurentino Cruz, Passa e Fica, Monte das Gameleiras, Serra de São Bento, Lagoa D’anta, Lagoa de Pedras, Lagoa Salgada, Areia Branca, Grossos, Porto do Mangue, José da Penha, Alexandria, Marcelino Vieira, Pilões, Jardim de Piranhas, Tenente Ananias, Rafael Fernandes, Riacho de Santana, Paraná, Major Sales, Luís Gomes, Tibau do Sul, Senador Georgino Avelino, Brejinho, Santo Antônio, Lagoa Salgada, Água Nova, João Dias, São Miguel, Coronel João Pessoa, Encanto e Doutor Severiano.

Dicas para o consumidor

Bombas de combustível:

Desça do veículo e acompanhe o trabalho do frentista;
Antes de iniciar o abastecimento verifique se o mostrador está “zerado” para a quantidade de litros e para o total a pagar;
Confira o valor do preço por litro e o valor do total a pagar multiplicando o preço por litro pela quantidade de litros fornecida pela bomba;
Observe a existência do lacre na bomba medidora de combustíveis e a presença do Selo de Verificação com a marca do Inmetro.

Balanças comerciais:

Verifique se elas estão bem niveladas,
Observe a presença do Selo de Verificação do Inmetro, da placa de identificação com informações sobre o fabricante e carga máxima e mínima, que são itens obrigatórios.

Esfigmomanômetros:

Averigue a presença do símbolo do Inmetro;
Verifique se a mangueira não está desgastada, se a válvula de insuflar não está vazando e se as braçadeiras estão com os fechos.

O cidadão que desconfiar de alguma irregularidade nos instrumentos citados acima pode informar a Ouvidoria do IPEM/RN pelo e-mail ouvidoriaipem.rn@gmail.com ou pelo whats app 84 98147-9433.

Compartilhar