Jornal repercute nomeação de chefe de gabinete da prefeita de Pedro Velho que vem dando o que falar

A prefeita Dejerlane Macedo fez a nomeação mesmo sabendo das acusações contra Antônio Lisboa Gameleira

O ato da prefeita Dejerlane Macedo, que ao assumir a Prefeitura de Pedro Velho no Agreste Potiguar, nomeou como seu Chefe de Gabinete, Antônio Lisboa Gameleira, ex-secretário de Administração de Extremoz, na época do ex-prefeito Klauss Rego vem repercutindo mal no Estado. Hoje o Jornal Agora RN destaca que Antônio Lisboa Gameleira teve seus bens sequestrados e bloqueados. A decisão judicial foi tomada após um pedido do Ministério Público do Rio Grande do Norte.

O MPRN denunciou Antônio Gameleira e outros por crimes de fraude em licitação, peculato, corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro. De acordo com as investigações do MPRN, em 2012, o ex-prefeito Klauss Rego, em comunhão de vontades e conjugação de esforços com Antônio Gameleira, ex-secretário Municipal de Planejamento, Administração e Finanças de Extremoz, Helton Luiz da Silva Dias, na condição de ex-pregoeiro e ex-presidente da Comissão Permanente de Licitação e um contador já falecido, fraudaram e frustraram o caráter competitivo de um pregão presencial com o intuito de obter vantagem para a empresa do contador. No período compreendido entre os anos de 2014 e 2016, Antônio Lisboa Gameleira e Domingos Gameleira do Rego Neto, para que a vigência do contrato celebrado com o contador já falecido fosse prorrogado, receberam propinas em razão do cargo de secretário de Planejamento, Administração e Finanças de Extremoz ocupado por Antônio Gameleira.

Compartilhar