Kleber Rodrigues destaca renovação de empréstimos para servidores durante a pandemia


Crédito da Foto: Eduardo Maia

Durante a sessão ordinária da Assembleia Legislativa desta quinta-feira (30), realizada por Sistema de Deliberação Remota (SDR), o deputado Kleber Rodrigues (PL) parabenizou a iniciativa do Banco do Brasil em facilitar a renovação de empréstimos para servidores aposentados e pensionistas do Estado e da prefeitura de Natal. Além disso, destacou a atuação da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) da Casa na aprovação de Projetos de Lei importantes neste período de pandemia.

“Gostaria de comunicar que recebi a informação do superintendente do Banco do Brasil a respeito do compromisso da instituição em disponibilizar, para todos os servidores aposentados e pensionistas do Estado e da prefeitura de Natal, a renovação de seus empréstimos com carência de 180 dias. Então os servidores podem acessar o aplicativo ou ligar para 4004-0001 e buscar a renovação de seus empréstimos nesse momento tão tenso de pandemia, que tem matado, infelizmente, tantas pessoas por todo o mundo”, informou.

Sobre os trabalhos realizados pela CCJ, comissão da qual é presidente, Kleber Rodrigues ressaltou a apreciação de 11 Projetos de Lei durante reuniões extraordinárias na sexta-feira (24) e terça-feira (28). “Nas ocasiões nós analisamos mais de 20 Projetos de Lei muito interessantes, alguns deles tratando da Covid-19, e boa parte foi aprovada por unanimidade”, detalhou, agradecendo o empenho de todos os membros da comissão.

Por fim, o deputado lembrou a todos sobre a próxima reunião da referida equipe parlamentar. “Então, na próxima terça-feira (5), daremos continuidade a essa Comissão, que é a maior da Casa, para podermos dar celeridade a todos os projetos que são protocolados por cada deputado nesse momento de pandemia de coronavírus. E eu quero reforçar minha torcida para que tudo isso passe logo, pois, além dos prejuízos econômicos, o mais importante e lamentável está sendo a perda de tantas pessoas no Brasil e no mundo”, concluiu Kleber.

Compartilhar