Natal: 1260 professores e auxiliares foram demitidos e 15% das escolas privadas vão fechar as portas. Inadimplência é de quase 40%

A crise econômica na rede particular de ensino vive um momento em precedentes. O diagnóstico é do presidente do Sindicato das Escolas Particulares de Natal, Alexandre Marinho, em entrevista ao Repórter 98 desta segunda-feira (14). Segundo ele há inadimplência de 39% de fevereiro para cá, ocorreram 1.260 demissões de professores e auxiliares e 15% da rede não retorna em 2021 pois via fechar as portas.

O retorno das aulas nas escolas privadas de Natal foi autorizado pelo prefeito Álvaro Dias no último dia 10. Na rede pública municipal não há previsão de retomada. Tanto o Governo do Estado quanto a Prefeitura de Natal admitiram que rede pública e privada são realidades diferentes. Por isso, terão tratamentos diferentes.

Fonte: Portal Grande Ponto

Compartilhar