Polícia Civil deflagra Operação “Mulher” e prende condenado por homicídio em Macaíba

Delegacia de Macaíba – Foto: Carlos Azevedo/NOVO Notícias

Policiais civis da Delegacia Municipal de Macaíba deflagraram, nesta quarta-feira (30), a 2a fase da Operação “Mulher”, que tem como objetivo combater a violência contra a mulher nas suas formas mais diversas (física, psicológica, moral, sexual e patrimonial) e garantir o cumprimento das medidas judiciais referentes à proteção das vítimas. Na ação, um homem foi preso, no bairro Felipe Camarão, em Natal.

Durante as diligências, os policiais prenderam Manoel Batista de Pontes, 60 anos, em razão de um mandado de prisão decorrente de sentença condenatória pelo crime de homicídio qualificado praticado contra sua então namorada, ocorrido no ano de 1998, em Macaíba. De acordo com investigações, ele teria efetuado um disparo de arma de fogo contra a cabeça da vítima. Manoel Batista negou a prática do crime, alegando que Valderges Alves teria se suicidado. Ele foi condenado a uma pena de 12 anos de prisão.

Também foram divulgadas pela Delegacia de Macaíba imagens para tentar localizar e prender os irmãos Agnaldo Canela dos Santos, 56 anos, e Reginaldo Canela dos Santos, 53 anos. Reginaldo Canela teria tentado matar três mulheres e assinado uma quarta, entre os de 2000 e 2007. Ele já havia sido preso no ano de 2007, na cidade de Campina Grande (PB), após ter sua imagem veiculada em um programa policial televisivo de abrangência nacional. Na ocasião, ele confessou o assassinato, mas negou as tentativas de homicídio. Ele foi solto, sendo preso novamente pela Polícia Civil em 2015, mas recebeu o direito à liberdade e e atualmente está foragido.

Já Agnaldo Canela foi condenado pela prática de homicídio qualificado contra a ex-companheira. O crime aconteceu em 20 de julho de 2001, no Loteamento Liberdade, em Macaíba, quando ele efetuou três disparos de arma de fogo contra a vítima, que foi a óbito em setembro do mesmo ano, após agravamento das lesões sofridas. Ele foi condenado pela Justiça a uma pena de 15 anos e se encontra foragido.

A Polícia Civil solicita que a população envie informações de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181, que possam ajudar na localização e prisão dos irmãos Agnaldo Canela e Reginaldo Canela.

Operação Mulher

A primeira fase da operação foi deflagrada em novembro de 2020, na cidade de Macaíba, quando três homens foram presos por descumprimento de medidas protetivas de urgência, concedidas pela Justiça às vítimas com base na Lei Maria da Penha. O nome da operação remete à música de Erasmo Carlos, “Mulher Sexo Frágil”, que exalta a força feminina.

PC/Assecom

Spread the love