Polícia Civil prende foragida da Justiça na 3ª Fase da Operação “Forasteiros

Policiais Civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR), com o apoio de policiais civis da Delegacia de Furtos e Roubos (DEPATRI/DRF) de Pernambuco, prenderam, neste domingo (24), a foragida da Justiça Andria Wanessa Alves Moreira, na 3ª Fase da Operação “Forasteiros”. Andria foi presa na cidade de Paulista-PE e é integrante de uma organização criminosa especializada em violação de caixas eletrônicos da rede 24 horas e de agências bancárias na cidade de Natal e no Estado da Paraíba.

Entenda o caso

No dia 13 de fevereiro deste ano, a 1ª fase da Operação “Forasteiros” foi deflagrada com o objetivo de desarticular a organização criminosa. Ainda no dia 13 de fevereiro, foram cumpridos mandados de busca e apreensão em diversos endereços de Natal, além de um mandado de prisão preventiva em desfavor de Jorge Henrique Evaristo Fernandes da Costa.

No dia 12 de março, após uma vigilância, policiais civis realizaram a 2ª Fase da operação e identificaram a entrada de um dos integrantes da organização criminosa em um condomínio na grande Natal. O suspeito Victor Hugo Valério Santos Silva, natural de Cuiabá/MT, de 30 anos, possuía um mandado de prisão preventiva em aberto. Ao chegarem no local, os policiais constataram que Victor Hugo portava um documento falso e outro ideologicamente falso. Diante disto, ele foi preso em flagrante delito.

Na mesma residência, foi preso em flagrante Edvar Wenderson Alves e Silva, 37 anos, pela prática dos crimes de estelionato, falsidade de documento público, falsidade ideológica, uso de documento falso e associação criminosa. Além disso, o paraense Edvar Wenderson responde a processos por tráfico e roubos na região Norte do país. Na ação, a própria Andria Wanessa Alves Moreira, 22 anos, natural de Mato Grosso, também foi autuada por associação criminosa. Ainda na residência de Victor Hugo, foram encontradas ferramentas usadas nos cortes dos caixas, rádios HT, munições dos calibres 38 e 380, uma certa quantidade de maconha, dois veículos e um vasto material furtado das farmácias. Após a prisão desses quatro envolvidos, os policiais tomaram conhecimento de que Alcimar Cosso Dias participava da organização criminosa e tinha fugido para o Mato Grosso, localizando e prendendo o homem no dia 15 de março.

Na audiência de custódia, Andria Wanessa foi solta e se deslocou para o Estado de Pernambuco. No Inquérito Policial, ficou comprovada a participação dela na organização criminosa, sendo então decretada sua prisão preventiva. Após algumas informações, os policiais da DEICOR, em parceria com os policiais da DEPATRI/DRF-PE, localizaram e prenderam a mulher foragida.

PC/ASSECOM

Compartilhar