Projeto da Escola Agrícola da UFRN realiza programa em web rádio


Coordenado pelas docentes Viviane Medeiros e Karina Ribeiro, o projeto de extensão História da EAJ apresentada através da Web Rádio – um novo/velho meio de comunicação realiza o programa EAJ-UFRN falando para um mói de gente, que tem como foco divulgar temas relacionados com a comunidade universitária e de interesse público. O projeto conta com a participação de membros externos e discentes dos cursos técnicos e de graduação da Escola Agrícola de Jundiaí.

A idealização do projeto surgiu durante reuniões de colegiado, com a colaboração do professor Fábio Magno. Segundo Viviane, durante essas reuniões sempre foi demonstrado o interesse em utilizar o rádio como forma de divulgação das aulas, e neste período de isolamento social a ideia voltou à tona e o projeto de extensão foi pensado. “Com a chegada da pandemia, eu pensei que a web rádio seria uma boa forma de divulgação do início das nossas aulas. No mês de Julho, conversando com o ex-aluno Jarleson Câmara, para divulgar o início do período de aulas remotas da EAJ na Web Rádio Formigão, da cidade de Barcelona/RN, perguntei se poderíamos fazer um programa semanal da EAJ. Rapidamente, ele perguntou aos administradores da rádio e surgiu a oportunidade do programa”, explica. “A partir daí, convidei a professora Karina, que aceitou, e juntas estamos fazendo desde a redação até as entrevistas. Contamos ainda com Laércio Medeiros, como colaborador na edição dos programas”, complementa. A partir desse mês, o professor Fábio também fará parte da coordenação do projeto, juntamente com Viviane e Karina.

Os discentes membros do projeto participam como voluntários e fazem parte do processo de produção das chamadas e da gravação de áudios. Os alunos também falam acerca da trajetória na escola e compartilham as próprias experiências, falando sobre conquistas e sonhos que possuem.

Ramon Nascimento, estudante de Jornalismo e ex-aluno da EAJ-UFRN, é o novo membro do programa desenvolvido e fala sobre a importância da realização do projeto, destacando o alcance das atividades feitas. “Acho que o projeto vem como uma nova plataforma da EAJ para se comunicar ainda mais com o mundo afora e também traz o real objetivo de um projeto de extensão: chegar na comunidade. É incrível ver que o projeto, basicamente, vem com essa função de chegar até as comunidades e ser produtivo na vida de cada pessoa a qual ele atinge”, comenta. O estudante ingressou no projeto há pouco tempo, mas já desempenha algumas atividades, como edição e produção do texto-base. Além disso, participou da produção de gravação, fazendo parte das vozes que compõem o EAJ-UFRN falando para um mói de gente. Acerca do desenvolvimento e do futuro do projeto, o aluno vê potencial e espera que haja um crescimento, além de achar importante para discentes que pretendem seguir na área da comunicação. “Eu espero que o projeto cresça muito. Sinto que o potencial dele, como um todo, é imenso e pode chegar em lugares que nem imaginamos. E também acho que seria uma ótima oportunidade para os estudantes da EAJ, que pretendem seguir na área da comunicação, terem suas primeiras experiências, mesmo estando em uma escola voltada às Ciências Agrárias. E, claro, também espero que o projeto obtenha a popularidade que merece com a comunidade acadêmica e com as comunidades atingidas pelos projetos realizados na escola”, finaliza.

O EAJ-UFRN falando para um mói de gente, que vai ao ar toda sexta-feira, às 12h, no site formigaofm.webradiosite.com, já trouxe diversos temas e convidados durante os programas, dentre eles: História de Jundiaí, com entrevista de Ivan Max de Lacerda (Diretor da EAJ-UFRN), Aniversário do Curso Técnico em Aquicultura, com participação de David Araújo Borges (Coordenador do Curso de Aquicultura) e David Souza (Subsecretário da Pesca e Aquicultura da Secretaria de Agricultura do RN), Setembro Amarelo, com entrevista de Clariana Morais (Psicóloga da EAJ-UFRN) e uma pauta sobre os ex-alunos com relatos discentes que estudaram na Escola Agrícola e entrevista com César José de Oliveira (Diretor da EMATER-RN e ex-aluno da Escola). O programa também já teve como convidado Francisco Cavalcanti, presidente do Conselho Federal de Medicina Veterinária. E na última semana, o programa recebeu Maria do Desterro, pedagoga da Secretaria de Inclusão e Acessibilidade (SIA), que falou sobre surdez e deficiência auditiva.

O projeto divulga temas de interesse da comunidade e atividades que acontecem na Escola Agrícola, promovendo a aproximação da instituição com os membros das comunidades. Os temas trazidos pelo programa são sempre atuais e informativos, que possam levar a realidade da academia para a população, além de informar através de temáticas importantes. E a coordenação tem mais planos para o futuro do projeto. “Estamos convidando nossos colegas para divulgarem suas ações, pesquisas e temas da escola. Se tudo der certo, quem sabe no futuro teremos nossa própria web rádio?!”, comenta.

Por Matheus Henrique – Comunicação EAJ

Compartilhar