História da jogadora do Cruzeiro de Macaíba é contada em reportagem da Tribuna do Norte

Lá vem a bola. A menina de cabelo preso logo recebe e domina com a perna direita, a sua de preferência. Logo se vê cercada por outras colegas de profissão, mas não se intimida: se desvencilha da jogada e encontra uma companheira. É o começo de uma rotina que se repete três vezes por semana. O fundamento serve para que as jogadoras entendam melhor o espaço em que se encontram e saibam ser objetivas e eficazes com a posse da pelota. A menina em questão é Clara Salviano, camisa 10 do Cruzeiro de Macaíba, que carrega no rosto a simplicidade e as marcas de uma mulher que escolheu o futebol e o esporte como profissão.

Confira reportagem na íntegra no www.tribunadonorte.com.br

Compartilhar