Categoria: Polícia

Uma das motos roubadas na madrugada desta sexta (17) foi encontrada por policiais militares na Zona Norte da capital potiguar — Foto: Geraldo Jerônimo

Foram pelo menos dois registros de roubo de motocicletas na Zona Norte de Natal na madrugada desta sexta-feira (17). Segundo a Polícia Civil, os crimes aconteceram no mesmo local da BR-101, no caminho para Extremoz, na Grande Natal, e foram registrados na Delegacia de Plantão da Zona Norte da capital potiguar.

O primeiro caso registrado é o de um casal que estava em uma moto e passava por uma rotatória que dá acesso a Extremoz. Segundo a Polícia Civil, um criminoso saiu de um matagal armado e fez vários disparos em direção.

O motociclista perdeu o controle do veículo e caiu no chão. Ele e a esposa saíram correndo. O criminoso roubou a moto e saiu em direção ao conjunto Nova Natal, Zona Norte da cidade. Ninguém ficou ferido.

Segundo a Polícia Civil, outro motociclista que passava pelo local também foi vítima. No depoimento, a vítima disse que tentou reagir e foi agredida pelos criminosos que também roubaram a moto da vítima e fugiram em seguida.

Os casos foram registrados na Delegacia de Plantão da Zona Norte de Natal. Policiais Militares encontraram uma das motos roubadas na manhã desta sexta. O veículo estava abandonado no loteamento Vale Dourado, na Zona Norte da capital potiguar. Ninguém foi preso.

G1 RN

PM/ASSECOM/REPÓRTER: CB GLAUCIA

Na noite dessa quarta-feira (15), a Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte, através de suas unidades operacionais, efetuou a apreensão de duas armas de fogo e cerca de 1kg de drogas em Natal e Região Metropolitana.

De acordo com informações do Centro Integrados de Operações de Segurança Pública (CIOSP), por volta das 18h, policiais militares do 3º BPM receberam uma denúncia sobre uma ocorrência de tráfico de drogas na comunidade de Currais, em Nísia Floresta.

Com as informações sobre o local, os militares realizaram o patrulhamento na região localizando três suspeitos. Durante a abordagem, os militares encontraram com os três homens um revólver calibre .38, com seis munições, além de cerca de 350 gramas de drogas.

Já em Natal, por volta das 19h30min, policiais militares do 4° BPM realizavam o patrulhamento ostensivo no bairro Potengi, quando suspeitaram de um jovem de 19 anos. Ao realizar a abordagem pessoal, os militares encontraram 42 porções e uma pedra maior de substância análoga à maconha e duas pedras de substância análoga à crack, além de uma balança de precisão, somando cerca de 600 gramas de drogas.

Em Macaíba, por volta das 21h, policiais do 11° BPM efetuaram a prisão de três suspeitos no interior de um transporte público. De acordo com informações do CIOSP, os policiais foram acionados após suspeita de que os homens iriam tentar assaltar o ônibus que transitava pelo Centro de Macaíba. Ao realizarem a abordagem nos suspeitos, os militares encontraram uma arma de fogo de fabricação artesanal calibre .12 e uma munição do mesmo calibre.

Todo material apreendido nas ações policiais foi apresentado à autoridade de Polícia Judiciária para a realização dos procedimentos legais e a confecção do Auto de Prisão em Flagrante pelos respectivos ilícitos penais.

Natal/RN – Em cumprimento a ordens judiciais expedidas pela 2ª Vara Federal da Seção Judiciária do Rio Grande do Norte, a Polícia Federal deflagrou nesta manhã, 14/01, a Operação NÍQUEL, com objetivo de desarticular uma organização criminosa armada, que se vale da participação de policiais militares para a prática de contrabando de cigarros e outras mercadorias estrangeiras, ação proibida pela lei brasileira. Após investigação criminal, a PF identificou uma associação criminosa formada por mais de 4 (quatro) pessoas, estruturalmente ordenada e caracterizada pela divisão de tarefas, com atuação no RN, estados vizinhos e no exterior, desde o ano de 2001.

O objetivo do grupo é obter vantagem econômica, por meio da prática de contrabando, que é a importação clandestina de produtos estrangeiros, em especial cigarros.

De acordo com os indícios colhidos, a organização criminosa desafiava a ordem pública, pois dentre as ações criminosas valia-se de policiais militares para escolta de cargas ilegais de cigarros no território nacional.

Após representação policial, a Justiça Federal, com parecer favorável do Ministério Público Federal no RN, deferiu várias ordens judiciais, dentre elas as de prisão preventiva e sequestro de cerca de 16 milhões em bens dos investigados.

Todo material colhido na investigação será compartilhado com a polícia civil e militar, bem como com o Ministério Público Estadual, para providências de competência dessas instituições, considerando a verificação de indícios de prática de outros crimes durante as investigações.

A operação conta com a participação de 130 policiais federais, para fins de cumprimento de 07 mandados de prisão e 16 mandados de busca e apreensão, nas cidades de Natal/RN, São Paulo/SP e Abaetetuba/PA.

Durante o cumprimento de um dos mandados de busca e apreensão, foram encontradas dezenas de caixas cigarros e um dos investigados foi preso em flagrante delito.

Os crimes envolvidos estão previstos no art. 2º, §2º, §3º, §4º, inciso II e V, da Lei 12.850/2013 (organização criminosa) e art. 334-A (contrabando) e art. 317 (corrupção) do Código Penal.

Não haverá entrevista coletiva.

(*) O nome da operação faz dupla referência. A primeira se deve ao componente cancerígeno do cigarro. A segunda ao aspecto rentável da atividade ilícita.

Combater o contrabando e a ação de organizações criminosas é atribuição da Polícia Federal e objetivo estratégico do órgão.

PM/ASSECOM – Policiais Militares do 4° Batalhão, detiveram seis adultos, apreendem um adolescenter, localizam drogas e retiram das ruas três armas de fogo em menos de 08 horas, na zona Norte de Natal.

A primeira ocorrência aconteceu na noite da sexta-feira (10), viaturas interceptaram um Chevrolet Prisma, que havia sido tomado de assalto, durante a tentativa de abordagem um dos suspeitos, que é presidiário do semiaberto, efetuou disparos contra os policiais, sendo necessário o revide. O acusado foi alvejado, socorrido e se encontra internado em observação. O comparsa foi preso. Com os suspeitos foram encontradas duas armas de fogo, sendo um revólver calibre 38 e outro calibre 32.

Logo em seguida, os polícias militares da Força Tática do 4° BPM – FT4, intensificaram o patrulhamento na região do Jardim Progresso, onde os suspeitos da primeira ocorrência residiam. Durante uma abordagem a suspeitos, os policias localizaram várias porções de drogas, dinheiro fracionado e celulares com dois dois homens adultos e um adolescente.

A última prisão ocorreu por volta das 5h da manhã deste sábado (11), logo após os policiais, receberem a informação que um veículo Gol Preto, havia sido tomado de assalto. Ao chegarem no local da ocorrência se deparou com os suspeitos no veículo roubado e após um breve acompanhamento, o veículo foi interceptado. Com os dois suspeitos foram encontradas um revólver calibre .38 e pertences levados da vítima, proprietário do gol.

As duas primeiras ocorrências foram apresentadas na Delegacia de Plantão da Zona Norte e a última na Central de Flagrantes.

Foto: Divulgação/Polícia Militar

G1 RN – A Polícia prendeu na noite deste domingo (12) no bairro Nordeste, Zona Norte de Natal, um homem de 22 anos que, segundo a corporação, é suspeito de envolvimento na morte do coronel da Polícia Militar Francildo de Souza Nunes. Segundo militares, o homem foi pego por policiais que faziam uma ronda na região após roubar uma moto na Avenida Felizardo Moura, Zona Norte da capital potiguar, e bater em um ônibus durante a fuga.

De acordo com a PM, Clodoaldo dos Santos de Lima, conhecido como “Urêia”, roubou a moto de um homem que estava parado em um semáforo da Avenida Felizardo Moura, na Zona Norte da cidade. Militares que faziam uma ronda na região receberam uma denúncia do roubo e que ele tinha batido em um ônibus durante a fuga.

“Foi passada a informação de que ele estava armado. Chegamos lá e constatamos que ele realmente estava armado”, disse um cabo do 9º Batalhão da Polícia Militar que participou da ação que prendeu o suspeito.

Ele ficou ferido no acidente e foi levado pelos policiais ao Hospital Walfredo Gurgel, na Zona Sul de Natal. Segundo militares, o ele ainda tentou fugir do local. Depois de ser recapturado, foi levado à Central de Flagrantes da Polícia Civil. Ainda de acordo com informações da Polícia Militar, Clodoaldo tem extensa ficha criminal.

Foto: Divulgação/Polícia Militar do RN

A Polícia Militar do Rio Grande do Norte confirmou por meio de sua assessoria de imprensa, nesta sexta-feira (9) que deixou de divulgar nomes e fotos de suspeitos e presos. Até a manhã, a Polícia Civil ainda publicava a identidade de suspeitos e divulgava fotos nos casos de pessoas presas ou procuradas com mandado da Justiça. Mas uma possível mudança deve ser analisada em reunião que será realizada ao longo do dia.

As mudanças ocorrem após entrar em vigor a lei de abuso de autoridade, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro no final de 2019. Em outros estados do país, desde o dia 3 de janeiro algumas polícias já deixaram de divulgar a identidade de suspeitos.

Segundo a Polícia Militar, a medida já vinha sendo adotada, mas nenhum documento oficializou a mudança na divulgação das informações até esta sexta. “Teremos uma reunião e possivelmente enviaremos uma nota à imprensa informando a respeito”, afirmou o porta-voz da corporação, tenente-coronel Eduardo Franco.

Já de acordo com a delegada Dulcinea Costa, responsável pela comunicação da Polícia Civil, possíveis mudanças serão definidas, mas ainda não houve mudança trabalho da corporação. Ela afirmou que em todos os casos, os presos são identificados como suspeitos e as imagens não são usadas em todas as publicações, apenas naqueles em que há decisão condenatória ou mandado, por exemplo.

A lei, criticada por juristas e magistrados quando foi sancionada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), em 2019, define cerca de 30 situações que configuram abuso e é alvo de questionamentos de organizações que defendem agentes públicos no Supremo Tribunal Federal (STF). Ler mais…

Policiais civis da Delegacia Municipal de Macaíba deflagraram, nesta quarta-feira (8) e deram continuidade nesta quinta-feira (9), a 8ª fase da Operação “Espectros”. Durante a ação, foram cumpridos mandados de prisão e um mandado de busca e apreensão por ato infracional. O nome da operação, “Espectros”, faz alusão ao modo de vida adotado pelos suspeitos, que possuíam mandados de prisão em aberto e agiam como “fantasmas” na sociedade. O objetivo era não chamar a atenção da polícia, diante da existência das ordens de prisão em desfavor deles.

Felipe de Souza Morais, 20 anos, foi apreendido pela suspeita da prática de conduta análoga ao crime de Homicídio Qualificado. Em desfavor dele foi cumprido, na quarta-feira (8), em Pium, no município de Parnamirim, um mandado de busca e apreensão para execução de medida sócio-educativa. O homicídio, cometido por Felipe de Souza, foi praticado em 2016, no município de Macaíba. Ainda quando adolescente, o apreendido foi apontado como suspeito pela autoria do homicídio, com a ajuda de outro adolescente e de um homem. O homem suspeito de ter participado do crime está preso e o outro adolescente ainda é procurado.

Em desfavor de Maria das Graças Bernardo da Silva Lima, 48 anos, foram cumpridos dois mandados de prisão, decorrentes de sentenças condenatórias, pela prática do crime de tráfico de drogas. Ela foi presa nesta quinta-feira (9), no bairro Alta da Raiz, no município de Macaíba. O crime aconteceu em 2006, quando Maria das Graças foi flagrada tentando entrar com drogas no Presídio de Parnamirim, sendo processada e condenada a uma pena de seis anos e cinco meses de reclusão. Em seguida, no ano de 2012, ela foi mais uma vez presa, processa e condenada, a uma pena de quatro anos e dois meses, por ter sido flagrada traficando no município de Macaíba.

Em desfavor de Maria Aparecida Dias Pereira, 43 anos, foi cumprido um mandado de prisão, decorrente de sentença condenatória, pela prática do crime de tráfico de drogas. Ela foi presa, também nesta quinta-feira (9), na comunidade Paço da Pátria, na Zona Leste de Natal. O crime foi cometido no ano de 2012, quando Maria Aparecida foi flagrada transportando, em um veículo, 30kg de maconha, sendo presa, processada e condenada a uma pena de seis anos e três meses de prisão. Ela estava foragida da Justiça desde o ano de 2018. Ler mais…

A Polícia Rodoviária Federal recuperou, no Km 294 da BR 304, em Macaíba/RN, às 15h10 desta quinta-feira (9), uma carreta 25.370, que havia sido furtada em Bom Jesus/PI.

O condutor, um homem de 42 anos, foi levado para a Central de Flagrantes da Polícia Civil, em Natal/RN, para os esclarecimentos dos fatos.

O veículo havia sido furtado no dia 12 de novembro de 2019, no município de Bom Jesus, estado do Piauí.

Agência PRF/RN

PC/ASSECOM – Policiais civis da 2ª Delegacia de Polícia (DP) de Parnamirim prenderam em flagrante, nesta quarta-feira (08), José Lucemário Araújo, 22 anos, e Gabriel Victor Lopes Coringa, 19 anos, pela prática dos crimes de tráfico de drogas, corrupção de menores e associação para o tráfico. Eles foram presos na comunidade Toca da raposa, no bairro Nova Parnamirim, no município de Parnamirim.

Durante as diligências, foram apreendidas com os suspeitos: porções de cocaína, porções de maconha, duas balanças de precisão, além de materiais para embalagem das drogas e outros apetrechos utilizados para o tráfico de entorpecentes. Com os dois homens, estavam também dois adolescentes que foram apreendidos.

Todos foram conduzidos para até a 2ª DP de Parnamirim, sendo os dois homens autuados em flagrante delito, conduzidos ao sistema prisional, onde ficarão à disposição da Justiça, e os adolescentes responderam a um Boletim de Ocorrência Circunstanciado (BOC) e foram liberados em seguida.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.

A Operação Fora do Caixa, um desdobramento da Operação Lava Jato, foi deflagrada nesta quinta-feira (9) pela Polícia Federal (PF), a fim de apurar o pagamento de R$ 1,5 milhão, por meio de caixa dois, para o então candidato ao governo do Pará Helder Barbalho, nas eleições de 2014. Segundo a PF, o governador não é investigado na operação. O ex-senador Luiz Otávio Campos é um dos presos. Foi também preso em Palmas, no Tocantins, Álvaro Cesar Silva da Rin, suspeito de ter participado da intermediação da doação ilegal.

De acordo com a PF, durante as investigações foram encontrados indícios de que, pelo menos, um dos pagamentos ocorreu em um endereço ligado a parentes do ex-senador. As investigações são baseadas em depoimentos de colaboração premiada feitos por executivos da Odebrecht.

Nos depoimentos, os executivos disseram que foram realizadas três entregas, nos valores de R$ 500 mil reais cada, nos meses de setembro e outubro de 2014, sendo que o recebimento foi intermediado por um ex-senador da República, vinculado ao então candidato ao governo do estado do Pará”.

Os policiais federais cumprem desde as primeiras horas da manhã de hoje dois mandados de prisão temporária nas cidades de Belém, no Pará; Palmas, no Tocantins; e Brasília, no Distrito Federal. Estão sendo cumpridos também mandados de buscas e apreensões. As medidas judiciais foram autorizadas pela 1ª Vara da Justiça Eleitoral da capital paraense. Ler mais…

PM/ASSECOM – Nesta terça-feira (07), a Polícia Militar, através da Força Tática do 3º BPM, apreendeu um homem portando uma arma de fogo no bairro de Nova Parnamirim, Parnamirim, Região Metropolitana de Natal.

Durante patrulhamento na comunidade Toca da Raposa, os policiais militares visualizaram um veículo tipo Honda Civic em atitude suspeita. Ao ser feita a abordagem, foi constatado que o condutor portava ilegalmente uma Pistola Cal.765 municiada.

A guarnição fez a condução do indivíduo à Delegacia de Polícia Civil, para realização dos procedimentos cabíveis.

Foto/Divulgação

No primeiro fim de semana da Operação Verão, foram abordados 1.795 veículos na região de Pium e Pirangi, onde acontecem grandes shows com artistas nacionais. Entretanto, apenas 12 condutores foram autuados por se recusarem a realizar o teste de etilômetro.

Segundo o capitão da Polícia Militar Isaac Paiva, coordenador da Operação Lei Seca no RN, os dados são positivos, pois refletem um nível de conscientização crescente entre os frequentadores dos eventos e moradores locais.

Nos anos iniciais da fiscalização, em uma única operação eram autuados 80, 90 ou até mais condutores, para o mesmo número de abordados.

Essa diminuição na incidência de alcoolemia reflete o trabalho contínuo feito na região, que é intensificado nesta época do ano.

Além disso, outros 76 autos por infrações diversas foram lavrados. EsTES autos refletem infrações menos graves, como veículos não licenciados, condutores sem habilitação e excesso de passageiros.

A primeira blitz ocorreu na estrada de Pium, na madrugada do sábado para o domingo, enquanto a segunda ocorreu em frente ao Restaurante Barramares, na madrugada de domingo para esta segunda-feira.

Durante todo o veraneio as operações irão se manter e a Lei Seca estará presente em todos os grandes eventos na região.

Do Agora RN

G1 RN – Uma jovem de 19 anos foi presa na noite deste sábado (4) em Caicó, após matar o companheiro dela a tiros e, em seguida, ligar para a polícia. O caso aconteceu na Zona Norte da cidade.

De acordo com a versão contada pela suspeita à polícia, o crime teria sido motivado pela violência do homem contra ela.

Segundo a Polícia Civil, Ailton Arthur Dantas Santos, de 25 anos, tinha uma arma de fogo registrada. Durante uma briga, a mulher teria alcançado a pistola e atirado contra ele.

Após ligar para a polícia, ela permaneceu no local e foi levada à delegacia de plantão, onde permanecia detida na manhã deste domingo (5).

O caso ainda será investigado pela Polícia Civil.

Foto: Hugo Andrade

Um menino de 6 anos de idade foi baleado na cabeça e em uma das pernas após um atentado contra o pai dele, que aconteceu nesta sexta-feira (4) em Mossoró, Oeste potiguar. O garoto foi socorrido ao Hospital Regional Tarcísio de Vasconcelos Maia, onde segue internado. O pai também foi atingido e hospitalizado, porém com ferimentos mais leves.

De acordo com a polícia, tanto o homem, quanto a criança estavam na casa em que moram, na Rua Raimundo Uchoa, bairro Dom Jaime Câmara, quando foram baleados. Duas pessoas se aproximaram do imóvel a pé e começaram a atirar.

Ainda segundo a polícia, o local funciona como uma boca de fumo. Os disparos foram na direção do pai do garoto, porém o menino estava por trás da cortina e também foi alvejado. Os dois foram socorridos por pessoas da comunidade para a Unidade de Pronto Atendimento do Alto de São Manoel e, em seguida, encaminhados ao Hospital Tarcísio Maia.

G1 RN