Foto: arquivo pessoal/Reprodução

“Estou maravilhosa, estou aqui para o que der e vier!”, disse Vitalina Ferreira dos Santos, de 91 anos, após se recuperar do novo coronavírus. Ela ficou internada por 10 dias e recebeu alta médica neste domingo (5), em Cornélio Procópio, no Paraná.

Dona Vitalina é mãe de 10 filhos, tem 21 netos, 19 bisnetos e cinco tataranetos. Não à toa, ela disse que não vê a hora de abraçar todo mundo.

“Foi uma notícia agradável. O médico chegou batendo palminha para mim, comemorando a minha vitória”, disse sobre o momento que recebeu alta.

De acordo com Vitalina, apesar de saber da gravidade da doença, ela não ficou preocupada porque tinha fé de que ficaria bem.

“Não esquentei com nada. Não precisa ter medo, porque onde existe Deus, existe cura. Se você tem fé em Deus você tem tudo, porque Deus é amor.”

Em entrevista ao G1, Vitalina fez questão de agradecer a equipe médica que cuidou dela, pois disse que todos a trataram com amor enquanto estava internada.

“Tem uma meninada lá que trabalha com amor. Eu falava: ‘é isso mesmo queridos, a gente tá aqui doente e tem gente que tá sofrendo. Quando existe amor assim, parece que a gente sara mais depressa’.”

Recuperada, Vitalina contou que espera poder voltar para a fazenda dela para trabalhar. Ela explicou que morar em meio à natureza a ajuda a ter uma boa saúde.

Fonte: G1

A Administração da Central de Abastecimento do Rio Grande do Norte (Ceasa-RN) realizou, neste domingo (05), a limpeza e desinfecção dos mercados e áreas externas como um das medidas de prevenção ao novo coronavírus (COVID-19). Durante a manhã uma equipe, com cerca de 15 pessoas, participou da ação que contou com o auxílio de um caminhão-pipa com água clorada utilizada para higienizar os mercados, vias externas e banheiros.

Segundo o diretor técnico da Ceasa-RN, Manoel Batista, a ação de higienização foi organizada com o intuito de auxiliar nas medidas de prevenção que estão sendo executadas pela Ceasa-RN. “Estamos trabalhando diariamente para cumprir todas as medidas sanitárias de contenção ao coronavírus e a limpeza dos nossos mercados e a desinfecção de todos os ambientes, desde os banheiros aos corredores, é muito importante para manter uma Ceasa higienizada e segura”, ressalta.

O controle sanitário está sendo executado diariamente e começa pela desinfecção dos caminhões e carretas, logo na portaria, e segue com outras medidas como o fechamento de bares, lanchonetes e restaurantes, permitido apenas a venda para consumo fora do estabelecimento, instalação de pias, uso de máscaras e álcool 70% para limpeza das mãos e higienização dos espaços comuns.

O diretor-presidente da Ceasa-RN, Flávio Morais reforça que as medidas visam prevenir a disseminação do coronavírus e proteger permissionários, colaboradores e clientes. “Estamos cumprindo todas as medidas sanitárias estabelecidas pelos decretos do Governo do RN visando manter o funcionamento da Ceasa para garantir o abastecimento de hortifrutigranjeiro para todo o Estado.”, pontua.

A Ceasa-RN é o principal polo de comercialização de hortifrutigranjeiros do Estado. São mais de 300 lojas que comercializam frutas, legumes, verduras, carnes, ovos, derivados do leite, entre outros. A Ceasa-RN funciona de segunda a sábado, na Av Capitão-Mor Gouveia, 3005, Lagoa Nova, Natal, nos seguintes horários: Acesso de caminhões e carretas para carga e descarga:

00h às 03h;
Entrada do público externo:
das 03h às 12h;
Fechamento total:
às 20h.

O Rio Grande do Norte possui 242 casos confirmados até às 13h deste domingo (5). Ao todo, são 2.354 casos suspeitos, 675 descartados e 7 óbitos confirmados – Mossoró (3), Natal (2), Taipu (1) e Tenente Ananias (1).

A Sesap reforça a importância da população potiguar seguir todas as orientações recomendadas diariamente e que fique em casa se não precisar realizar alguma atividade essencial.

Sesap RN

Leia a nota:

A Secretaria Municipal de Saúde de Natal, SMS-NATAL, informa que neste domingo (05) veio a óbito a segunda vítima diagnosticada pelo Covid-19 na capital potiguar. A paciente é uma mulher de 71 anos, com histórico de hipertensão, que esteve em viagem para os Estados Unidos no período de 07.03 a 18.03.

Ao chegar em Natal iniciou os sintomas no dia 21.03, onde buscou um hospital da rede privada no dia 23 de março apresentando dificuldade de respirar e dores no corpo, dor de cabeça e permaneceu internada.

A Prefeitura de Natal se solidariza com familiares e amigos da vítima.

Os decretos e as medidas de restrição à circulação de pessoas isolamento social, em decorrência do novo coronavírus apresentam um impacto negativo no equilíbrio financeiro e ameaçam a sobrevivência dos pequenos negócios instalados no Rio Grande do Norte. De acordo com pesquisa divulgada pelo Sebrae semana passada, 88% dos empreendimentos de pequeno porte do Estado já verificam uma queda no faturamento em função da crise gerada pela pandemia.

E o mais grave, 29% dos donos de empresas do RN dizem que não terão condições de manter o funcionamento e precisarão fechar o negócio permanentemente em um mês caso as restrições adotadas até agora permanecerem por mais tempo. Os pequenos negócios representam aproximadamente 95% de todos os empreendimentos do Estado, somando pelo menos 181 mil negócios.

Fonte: portal Tribuna do Norte

Saiba mais AQUI

Foto: Reprodução 

Na manhã de hoje (04), a advogada Andressa Galvão confirmou sua pré-candidatura a vereadora pelo Partido Liberal, que tem como pré-candidato a prefeito, o vereador Emídio Jr.

“O meu pensamento e ideal de Justiça serão fundamentais para o compromisso que assumo desde já, com toda a População Macaibense.

Ao lado de Emídio Júnior, seguiremos de mãos dadas, resgatando os valores usurpados pela atual e catastrófica gestão”. Disse a pré-candidata ao Senadinho.

A 1ª Delegacia de Polícia (DP) de Natal autuou, nesta sexta-feira (03), um homem de 64 anos, suspeito de infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa, e de expor a vida ou a saúde de outrem a perigo direto e iminente.

As diligências foram iniciadas após recebimento de denúncias anônimas informando que o suspeito, que é dono de uma lanchonete localizada no bairro Cidade Alta, estaria comercializando comidas e bebidas para consumo no local.

A conduta é vedada pelo Decreto Estadual nº 29.583, de 1º de abril de 2020, que determina a suspensão do funcionamento de lanchonetes, bares e similares, salvo para entrega em domicílio via delivery ou como ponto de coleta, sendo vedada a disponibilização de mesas e cadeiras.

No decorrer da ação, foi constatado também que o estabelecimento colocava a saúde dos clientes em risco, visto que não cumpria os padrões básicos de higiene estabelecidos pela vigilância sanitária.O homem foi conduzido à delegacia, onde foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e, em seguida, foi liberado.

O crime de infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa, está previsto no artigo 268, do Código Penal, sendo estipulada pena de seis meses a um ano, e multa Já o artigo 132, também do Código Penal, prevê pena de três meses a um ano, para o crime de expor a vida ou a saúde de outrem a perigo direto e iminente.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181.

A Polícia Rodoviária Federal recuperou, no final da tarde deste sábado (04), na rodovia que dá acesso à comunidade de Pium, em Parnamirim/RN, uma caminhonete Hilux ano 2016, que havia sido tomada de assalto, momentos antes, na cidade de Canguaretama.

Por volta das 17h30, policiais faziam patrulhamento na rodovia, quando foram informados sobre o assalto. Instantes depois, visualizaram a caminhonete nas proximidades do km 116 da BR 101, em São José do Mipibu. Foi dada ordem de parada, mas os ocupantes não atenderam.

A partir desse momento, houve o acompanhamento e, depois de alguns quilômetros, os ocupantes perderam o controle da direção do veículo, colidiram no muro de uma granja, abandonaram o carro e fugiram pelo matagal. Os três assaltantes em fuga, ainda fizeram disparos contra os policiais.

Equipes da PRF com apoio de equipes da PM, fizeram diligências na região e depois de algum tempo, Policiais Militares conseguiram prender dois assaltantes. Com eles foram encontrados um revólver calibre 38 com sete munições, além de produto do roubo, como relógios e dinheiro em espécie.

A ocorrência foi encaminhada à Central de Flagrantes de Natal.

Agência PRF/RN

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

As operadoras de telecomunicação repassarão informações sobre a circulação de pessoas para que o governo faça avaliações e desenvolva estratégias de prevenção e combate à epidemia do novo coronavírus. A parceria vai durar o período da calamidade pública da covid-19 e envolve as empresas Vivo, Claro, Oi, Tim e Algar.

De acordo com o sindicato das empresas do setor (Sinditelebrasil), serão repassados dados agregados e anonimizados da circulação dos seus clientes. Os dados permitirão visualizar “manchas de calor” da concentração de pessoas em localidades de todo o país, auxiliando o governo a localizar onde estão ocorrendo aglomerações.

Quando uma pessoa liga um celular, o aparelho se conecta a uma antena, chamada no linguajar técnico de Estação Rádio-Base (ERB). Segundo o presidente executivo do Sinditelebrasil, Marcos Ferrari, a informação repassada ao governo será de quando e onde ocorreram essas conexões entre usuário e redes das operadoras.

“O que nós estamos disponibilizando para o governo é este dado estatístico agregado. Não vamos falar em número de linha nem em nome da pessoa. Em tal dia estavam conectadas tantas linhas em tal antena. Isso é um mapa. Olha por cima do país e enxerga como se dá a concentração de pessoas, deslocamento delas por meio deste mecanismo estatístico”, disse Ferrari.

Os dados serão consolidados no fim do dia e repassados a um servidor da empresa estadunidense Microsoft, de onde poderão ser acessados pelo governo. Assim, o “mapa” mostrará a situação sempre do dia anterior. As cinco operadoras possuem uma grande base de dados, somando 214 milhões de chips (embora vários clientes tenham mais de um chip).

“A forma como o governo vai usar esse dado pode ser de diversas maneiras. A gente não vai interferir nisso, pois é uma decisão do governo. Pode ser uma universidade que pode fazer esse uso dos dados, ou empresa terceirizada que lide com inteligência artificial. Para isso governo está botando a governança dele para aplicar de maneira eficiente estes dados”, comenta o executivo do Sinditelebrasil. Ele acrescenta que os princípios de proteção previstos na Lei Geral de Proteção de Dados e do Marco Civil da Internet serão respeitados.

Transparência

Na avaliação do conselheiro do Laboratório de Políticas Públicas e Internet da Universidade de Brasília (Lapin) Thiago Moraes, é importante que o governo se certifique que os dados disponibilizados na “nuvem” da Microsoft não sejam usados para outras finalidades. Mesmo não estando em vigor a Lei Geral de Proteção de Dados, ele defende que seus princípios e diretrizes sejam respeitados.

“O Art. 6º atenta para que o tratamento seja limitado ao mínimo necessário, e se evite o uso excessivo dos dados. Isto significa, entre outras coisas, que uma vez superada a crise, os dados coletados devem ser eliminados. É importante também que tão logo uma política pública seja definida, sua finalidade seja transparecida à população [o princípio da transparência previsto no art. 6º]”, destaca o pesquisador.

A Lei Geral de Proteção de Dados instituiu as normas para coleta e tratamento de dados. Aprovada em 2018, ela entraria em vigor em agosto, mas o Senado adiou o início da vigência para o início do ano que vem. Contudo, o Marco Civil da Internet (Lei 12.965 de 2014) também prevê a garantia da privacidade dos dados dos internautas.

Para a coordenadora do Coletivo Intervozes Marina Pita, a falta de uma legislação cria um vácuo preocupante e seria importante ter mais informações sobre como os dados da grande maioria da população serão tratados.

“Princípios como proporcionalidade, necessidade e finalidade, incluindo o descarte após atingida a finalidade, por exemplo, estão sendo observados? Deveria haver mais detalhes inclusive em relação aos procedimentos de anonimização e agregação utilizados porque há vários exemplos de reidentificação de dados anonimizados. Um sistema como esse não pode perdurar e deveria haver formas de auditar e fiscalizar o seu uso”, defende.

Agência Brasil

O Governo do Estado, em articulação da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, vai garantir a proteção da população potiguar fornecendo máscaras para reduzir a disseminação do vírus Covid-19. Em reunião realizada por meio de videoconferência nesta sexta-feira (3), o secretário Jaime Calado (Sedec) conversou com o diretor industrial da Guararapes, Jairo Amorim, com o diretor industrial da Hering, Marcelo Toledo, e representantes do setor produtivo do estado para viabilizar a produção e distribuição de 7 milhões de itens para uso exclusivo da população.

Para dar conta do volume de produção, serão acionadas as 78 oficinas de costura que fazem parte do programa Pró-sertão. Cada oficina poderá produzir 8.400 peças por dia. Diferente do modelo N95 de TNT, utilizadas por profissionais da saúde, as máscaras produzidas pelas oficinas serão feitas de malha, seguindo orientações do próprio Ministério da Saúde e serão destinadas à população em geral. O objetivo é dar maior agilidade na produção e o melhor aproveitamento de materiais disponíveis no mercado que podem ser destinados a pessoas que não trabalham no setor. Com isso, o Estado garante que as máscaras homologadas pela Anvisa (N95) , já em circulação, cheguem aos médicos e enfermeiros, expostos a uma carga viral bem maior, e ao mesmo tempo fornece uma opção viável para a população.

Segundo o secretário Jaime Calado, que também é médico sanitarista, “o importante é que a máscara cubra a região da boca e do nariz, sem deixar espaços nas laterais, e seja dupla, para impedir com eficiência a penetração do vírus”. O secretário ainda lembrou que as máscaras de tecido podem ser higienizadas e reaproveitadas pelos usuários.

A produção das peças terá ainda um efeito colateral benéfico na economia da região Seridó e municípios onde se localizam as oficinas de costura vinculadas ao Pró-sertão. Jairo Amorim, representante da Guararapes que é a empresa âncora do programa, disse que “é um projeto que une o útil ao agradável: primeiro pela questão da utilização deste parque fabril no interior que está parado e que deixa tão vulnerável milhares de famílias que dependem dessa operação; segundo que o produto que ora se propõe a fazer é um produto que responde a uma ação humanitária”. O secretário Jaime Calado pontuou que serão adotadas medidas de segurança e limpeza, e respeitadas as orientações de afastamento dos trabalhadores dentro das oficinas. Ler mais…

O Rio Grande do Norte possui 215 casos confirmados até às 15h deste sábado (4). Destes, 210 são residentes em 19 cidades do Estado e 5 são de pessoas residentes em outros estados que foram atendidas no RN.

Ao todo, são 2.261 casos suspeitos, 648 descartados e 6 óbitos confirmados. Os dois novos óbitos são de duas mulheres: uma idosa de 90 anos, residente na cidade de Taipu, com histórico de doença cardíaca crônica e que veio a óbito no dia 3 de abril, e uma idosa de 93 anos, residente na cidade de Tenente Ananias, que faleceu no dia 29 de março.

A Sesap reforça a importância da população potiguar seguir todas as orientações recomendadas diariamente e que fique em casa se não precisar realizar alguma atividade essencial.

Sesap RN

Do G1

O balanço dos casos de Covid-19 divulgados pelo Ministério da Saúde neste sábado (4) aponta:

431 mortes
10.278 casos confirmados
4,2% é a taxa de letalidade

Nesta sexta-feira (3), havia 9.056 casos confirmados e 359 mortes. Em relação ao balanço anterior, foram acrescentadas 72 mortes (aumento de 20%) e 1.222 casos confirmados (aumento de 13%).

Confira na íntegra AQUI


Imagem: reprodução

A quinta morte causada pelo coronavírus no Rio Grande do Norte foi no município de Taipu (54 Km de Natal).

A prefeitura da cidade divulgou no próprio site um boletim epidemiológico no qual contabiliza um óbito, até as 22h do dia 3 de abril.

O boletim foi publicado na página da prefeitura neste sábado, 4.

É o quinto caso de óbito pela Covid-19 no RN, os demais foram em Mossoró (3) e Natal (1).

Fonte: Blog do BG