Ministério Público pode agir no ato do chefe de Gabinete da prefeita de Pedro Velho que responde por fraudes, peculato e corrupção


A promotora de Justiça de Pedro Velho, Fernanda Lacerda de Miranda Arenhart é séria e já soube da repercussão que deu no caso da nomeação do Chefe de Gabinete da prefeita, Dejerlane Macedo. No Agreste Potiguar ninguém fala em outra coisa se não em Antônio Lisboa Gameleira, ex-secretário de Administração de Extremoz, na época do ex-prefeito Klauss Rego.

Além de ter seus bens sequestrados e bloqueados, Antônio Lisboa Gameleira teve foi denunciado Antônio Gameleira por crimes de fraude em licitação, peculato, corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro. A decisão judicial foi tomada após um pedido do Ministério Público do Rio Grande do Norte. Por isso, a promotora Fernanda Lacerda de Miranda Arenhart está de olho.

Compartilhar