Polícia Civil apreende adolescente apontado como executor do latrocínio de tratorista em Macaíba

Tratorista Leonardo Alves Gomes tinha 42 anos – Foto: reprodução

Polícia Civil apreenderam nesta quinta-feira 3 o segundo adolescente suspeito de envolvimento no latrocínio (roubo seguido de morte) do tratorista Leonardo Alves Gomes, de 42 anos — crime ocorrido no dia 23 de julho, em Macaíba, na Grande Natal.

Segundo o delegado Cidórgeton Pinheiro, este segundo suspeito é apontado como o executor do latrocínio. “Ele foi pego com drogas e, ao ser apresentado, foi apreendido pelo ato infracional análogo ao crime de latrocínio”, acrescentou.

O caso

O primeiro adolescente suspeito de participação no crime foi apreendido no dia 31 de julho, uma semana após a morte do tratorista. Logo no dia 24, Judson Martins da Silva, de 20 anos, já havia sido preso pela suspeita de ser o autor intelectual do latrocínio.

No momento do latrocínio, Leonardo estava com dois amigos em uma casa no distrito de Riacho de Sangue, na zona rural de Macaíba, quando dois suspeitos, a pé, anunciaram o assalto. Eles pediram as chaves dos veículos das vítimas. Os amigos correram, mas o tratorista reagiu e entrou em luta corporal com os dois suspeitos. Segundo o exame preliminar realizado pelo Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep/RN), foram constatados, no mínimo, cinco disparos contra a vítima.

Os suspeitos conseguiram levar a moto de Leonardo Alves e um carro modelo Uno, de um dos amigos que estava com ele na casa. O carro e a moto foram localizados.

Segundo o delegado Cidórgeton Pinheiro, titular da delegacia de Macaíba, o objetivo do grupo era roubar um carro para poder praticar novos crimes, mas houve a reação por parte da vítima. Judson Martins da Silva seria o autor intelectual do crime e outros dois homens fizeram os disparos, justamente os dois menores apreendidos.

Agora RN

Compartilhar