Sessão da Câmara, que deve eleger o novo presidente da Casa, poderá ser presencial


Na contramão do que estabelece o decreto governamental, que determina que as reuniões de colegiados devem se dar se forma remota, a fim de se evitar aglomerações e proliferação do novo coronavírus, a sessão de amanhã deverá ser no Pax Club e de forma presencial.

Vale salientar que alguns vereadores são do grupo de risco e estão extremamente incomodados com essa possibilidade.

Sem contar que, conforme laudo do instituto médico legal, a causa morte do então Presidente, Vereador Gerson Lima, foi em virtude do Covid19.

Diante de tudo isso e considerando que a maioria dos vereadores estiveram com o saudoso Gerson Lima um dia antes de sua morte, era para todos estarem em isolamento e buscando ser testados.

Ja temos notícias que um grupo de vereadores já entrou em contato com a Vigilância Sanitária, cobrando as providências que o caso requer.

Aguardemos o desenrolar desse caso, que de forma indireta interfere em toda a população macaibense.

O presidente interino foi contactado pelos vereadores, mas não retornou as ligações e mensagens.

Com a palavra o Vereador Antônio França.

Compartilhar