Trajetória de Vida

Auri Simplício – vice-prefeito de Macaíba 

Nasci em Macaíba, passei minha infância e adolescência na comunidade de Peri-Peri, ao lado dos meus pais Jerônimo Simplício e Maria Luíza Simplício e mais oito irmãos. Meu pai, semialfabetizado e minha mãe, com o primeiro grau incompleto, nos ensinaram que para vencermos na vida, só existia uma alternativa, a dedicação aos estudos. A escola mais próxima a nossa comunidade encontrava-se a 6 km, com acesso por estrada carroçável. Este trajeto era feito em uma carroça de tração animal, que transportava nossa pequena produção de leite e que nos servia de transporte escolar. Ao chegar a Macaíba, eu e mais dois irmãos, entregava o leite de porta em porta, em residências de fregueses já previamente selecionados. Após a entrega do leite, o carroceiro Sr. Manuel Aquino “in memorio” nos deixava na Escola Auta de Souza e em seguida retornava a Peri-Peri. Ao meio dia a sineta tocava anunciando o término das aulas, com o nosso retorno a Peri-Peri, dando-se literalmente a pé, e ao chegar, logo após o almoço, já íamos nos dedicar às atividades do campo. À noite, a luz de lamparina, era o momento de revisarmos os deveres escolares. Esta era a nossa rotina diária.

Concluído o ensino fundamental, e aqui quero abrir um parêntese para registrar nosso reconhecimento, às memorias das nossas queridas professoras; Anita Mesquita, Maria Paiva, Francisquinha Gomes, Maria Alice e Neta Peixoto e a nossa Diretora Dona Enedina, todas merecedoras do nosso respeito e que foram fundamentais em nossa formação.

Após concluí o ensino fundamental, nos submetemos ao rigoroso exame de seleção do Colégio Agrícola de Jundiaí, obtendo aprovação, proporcionando aos nossos pais momentos de grande alegria, e a mim em particular, por deixar a lida do campo, ao ir estudar em sistema de internato, além da elevação de status junto às meninas de Macaíba por estudar no CAJ.

Concluído o primeiro e o segundo grau no Colégio Agrícola de Jundiaí, comunicamos aos nossos pais, que iriamos tentar o vestibular para o curso de Engenharia Agronômica na UFRPE, aprovado, residi até a conclusão do curso, na casa do estudante do bairro Dois Irmãos – Recife/PE.

Após conclusão do curso de engenharia agronômica, fiz concurso para pesquisador do IPA – Instituto de Pesquisa Agronômica de Pernambuco, aprovado, trabalhamos durante oito meses. Neste período me submeti ao processo de seleção da EMBRAPA – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, aprovado, assinamos contrato e em seguida fomos selecionado para o curso de Pós-Graduação na ESALQ – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiróz – Piracicaba/SP, na área de Fitopatologia, dois anos após, concluímos o curso e a defesa de tese.

Concluída a Pós-Graduação, retornarmos ao RN, sendo designado para trabalhar na Embrapa/Emparn – Unidade de Pesquisa de Caicó/RN, onde trabalhamos por quatro anos, neste período tivemos um trabalho reconhecido pela Embrapa e fomos distinguidos com uma viagem de estudo ao Continente Africano – IITA-Ibadan/Nigéria.

Em Caicó conheci minha esposa, com dois dos meus três filhos, sendo naturais de Caicó. Para meu orgulho e dos meus familiares, fui distinguido pela Câmara Municipal de Vereadores de Caicó, com o Título de Cidadão Caicoense, distinção que muito nos orgulh. Após quatro anos em Caicó, retornamos a Natal para assumir a Unidade de Pesquisa de Natal e quatro anos após a Diretoria Técnica da Embrapa/Emparn.

Em 2008 a Embrapa lançou o programa de demissão incentivada, neste período, já militando na politica macaibense, aproveitamos a oportunidade para requerer nossa aposentadoria, deixando para trás uma história de vida e de dedicação a Embrapa, empresa que orgulha a todos nós brasileiros, por assumir o protagonismo transformador da pesquisa agropecuária nacional.

Este é mais um registo da nossa trajetória de vida, em um momento em que nos lançamos como pré-candidato a Prefeito de nossa querida Macaíba, considero oportuno, expor nossa biografia aos nossos conterrâneos, iniciada com o artigo “Prestando Contas”, para que sirva como ponto de reflexão, no momento que antecede, a escolha daquele que vai ser o nosso próximo gestor municipal.

Compartilhar