A magia de aprender matemática

Imagine aprender matemática brincando. Um sonho, não é verdade? Pois este é o projeto “Matemagia: a mágica dos números na matemática”, desenvolvido pelo Centro de Ensino Rural Alfredo Mesquita (CERU) de Traíras. A orientação do projeto é dos professores de Matemática e Ciências da escola e as atividades fazem parte do projeto “O universo circense na Educação: cultura, arte e literatura, aliadas por uma escola melhor”, promovido pela Secretaria Municipal de Educação (SME) em 2019.

No Matemagia, os estudantes do 6º ao 9º do ensino fundamental realizam uma serie de jogos lúdicos de adivinhação com base na álgebra simples e nas quatro operações básicas, adição, subtração, multiplicação e divisão. Tabela mágica, dominó mágico e até leitura de mente fazem parte da dinâmica que diverte alunos, professores, coordenadores e a comunidade.

A apresentação principal do projeto foi realizada nesta sexta-feira (20), na sede da escola com uma peça teatral. As atividades continuarão neste semestre, de acordo com o professor de matemática Itamar Carvalho. “Usamos os números para aprender a magia do circo, revelar segredos, coisas ocultas. Um incentivo para que eles olhem para a matemática de uma forma diferente e que tem melhorado o desempenho deles”, afirmou o professor.

É o que afirma a estudante Mariana dos Santos, de 12 anos de idade, do 6º ano. “Está sendo legal porque estou aprendendo matemática de forma divertida, praticando com os familiares. O professor também tem uma forma bem legal de trabalhar e está melhorando o desempenho na disciplina. Antes achava uma matéria difícil. É uma forma de termos um futuro melhor lá na frente”, disse a estudante.

Laissa de Moura, 32 anos, professora, é uma das moradoras que prestigiaram o Matemagia. Mãe do aluno Geldeson, do 6º ano, ela afirma estar orgulhosa da participação do filho e elogia a iniciativa. “Achei muito bom. É um atrativo a mais para ele na sala. Precisa de uns ajustes, mas está muito bom. Vi que ele está mais desinibido e fiquei muito feliz por vê-lo apresentando no teatro”, declarou.

Texto: Tadeu de Oliveira

Foto: Márcio Lucas

Assecom-PMM

Compartilhar