Assembleia Geral: Servidores da saúde aprovam paralisação de atividades no próximo dia 10, com apagão de 24h no Hospital Walfredo Gurgel

Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (Foto/Reprodução).

Sindsaúde enviará ofício ao Governo, relatando a situação dos servidores

Na manhã desta sexta-feira, 4, ocorreu a assembleia geral de servidores no auditório do Sinpol/RN, para discutir a situação de atraso nos salários e atividades de mobilização, além de informes gerais.

Ao longo da reunião, os trabalhadores e trabalhadoras relataram os problemas que estão enfrentando sem o pagamento dos salários. Alguns, por exemplo, não têm se quer o dinheiro do transporte para ir ao trabalho.

Entre os encaminhamentos definidos na assembleia, os servidores aprovaram uma paralisação de advertência para o próximo dia 10 de janeiro, com apagão de 24 horas no Hospital Walfredo Gurgel, e, no mesmo dia, também será realizado uma assembleia com indicativo de greve para o dia 15 de janeiro.

Na ocasião, foi aprovado o envio de um ofício para o secretário de saúde do Estado e para o Ministério Publico, para comunicar sobre a situação dos servidores.

Foi aprovada também moção de repúdio contra o caso de agressão ao casal Vanessa Macambira e Glícia Brandão, motivado por LGBTfobia no dia 27 de dezembro. As mulheres foram agredidas por um jovem de dezessete anos, após defender o filho de nove anos que também estava sendo perturbado pelo rapaz, o caso foi relato por uma das vítimas durante a assembleia.

Autor: Comunicação Sindsaúde

Compartilhar