Dispersão de aglomeração em rua e interdição de bar na zona Sul marcam terça-feira (16) de Carnaval

Após quatro dias de trabalho intenso da força tarefa entre Prefeitura e Governo do Estado para coibir aglomerações e fazer valer as medidas de combate ao coronavírus em Natal, a terça-feira (16) de Carnaval foi mais tranquila comparada aos outros dias de operação. Foram registradas menos aglomerações, alguns equipamentos de som foram apreendidos, um bar foi interditado no bairro de Candelária e um quiosque da Praia do Meio autuado. As fiscalizações ainda seguem durante toda esta quarta-feira (17) de cinzas.

De acordo com informações do supervisor de plantão da secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), Iang Chaves, o dia foi relativamente tranquilo, pois a população percebeu que a força tarefa estava na rua para coibir as irregularidades. Os agentes percorreram os principais pontos onde já havia registro de aglomeração nos outros dias e atenderam mais denúncias da população feitas via 190.

“Não houve grandes aglomerações em nenhum dos pontos de maior concentração de pessoas visitados anteriormente, como Rocas, Redinha e deck da Praia de Ponta Negra, onde apenas uma caixa de som portátil foi apreendida. Somente em Mãe Luiza, as forças de segurança foram atender denúncia de possível festa na rua Camaragibe. No local, havia uma tenda com som montado, mas as pessoas evadiram e nenhum responsável pelo equipamento com várias caixas amplificadas apareceu, o material foi apreendido”, relata Chaves.

Na Praia do Meio um quiosque foi autuado por ausência de licença para música ao vivo e uso irregular de espaço público. Por isso, foi feita a apreensão de equipamento sonoro. E em de Candelária, um bar foi interditado por descumprir o decreto municipal 12.135/2020, que determina as normas de combate a Covid-19 pelo distanciamento entre mesas e cadeiras.

“Os bares do Ponto Sete interditados na segunda (15) cumpriram as interdições e os demais estavam cumprindo os decretos. Na Avenida das Alagoas e na Airton Sena os bares fechados e conveniências que já tinham sido situadas e/ou interditadas estavam sem aglomerações”, acrescenta o supervisor da Semurb.

A operação integrada entre a Semurb com o apoio dos efetivos da Guarda Municipal e da Polícia Militar atende as ocorrências denunciadas pela população informadas diretamente ao Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) pelo número 190. E conta também com a participação das secretarias de Serviços Urbanos (Semsur), Mobilidade Urbana (STTU), PROCON e Defesa Social (Semdes).

“O sucesso dessa operação se deu pela cooperação entre Estado e Município, trabalhando em prol do bem da população. Com ajuda e mobilização das secretarias municipais e da Polícia Militar. Mas é muito importante a conscientização de todos. A pandemia ainda não acabou”, finaliza Chaves.

Assecom – Prefeitura do Natal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *