Governo Fátima não cumpre promessa de destinar recursos extras aos atrasados

A governadora Fátima Bezerra mudou de tom, mais uma vez, ao falar do pagamento dos salários atrasados. Na audiência realizada nesta terça-feira (27), entre Fórum dos Servidores e a gestão estadual, não foi assegurado que os recursos extras, advindos da recente venda da folha salarial ao Banco do Brasil, serão destinados ao pagamento dos salários em atraso. No início do ano, Fátima havia se comprometido a destinar os recursos extras para essa finalidade.

Enquanto isso, a quitação dessas dívidas segue na promessa, uma vez que que não há qualquer previsão para divulgação de um calendário dos atrasados, mesmo com a cobrança insistente do SINSP.

Entenda o retrospecto das promessas:

Em janeiro, o discurso da governadora Fátima Bezerra era de que a antecipação dos royalties do petróleo dos próximos 04 anos (2019, 2020, 2021 e 2022), uma arrecadação de R$ 500 milhões, seria usada para pagar pensionistas e aposentados e para atualizar os salários em aberto.

A governadora do Estado também acredita na receita extra proveniente da cessão onerosa do pré-sal. De acordo com a previsão estadual, a cota será de R$ 400 milhões e contribuirá para os pagamentos.

Em outro plano para quitação de dívidas, o governo diz esperar obter recursos financeiros do Governo Federal através do Programa de Equilíbrio Fiscal (PEF). A expectativa é de que o governo potiguar consiga R$ 1,1 bilhão em ajuda financeira.

Em diversas entrevistas, a governadora Fátima Bezerra garantiu o pagamento dos atrasados até dezembro. Agora, os servidores públicos esperam ações concretas, como a elaboração de um calendário com prazos para quitação dessas dívidas.

O executivo, que assumiu o compromisso de pagar as folhas atrasadas, já está no oitavo mês de gestão sem dar resposta aos trabalhadores e trabalhadoras. É preciso que os servidores públicos e toda a sociedade se mobilize para cobrar do Estado o direito a receber com urgência as três folhas de salário ainda em atraso. O servidor público não aguenta mais só promessas.

Folhas em atraso

A governadora Fátima Bezerra quitou a dívida do 13º salário de 2017. Agora, restam parte dos salários de novembro de 2018, além das folhas de dezembro e 13º.

Por Sinsp RN

Compartilhar