Mais de mil táxis devem passar por vistoria no IPEM/RN


A verificação do taxímetro é obrigatória, deve ser feita anualmente e tem como objetivo garantir o perfeito funcionamento do equipamento e evitar prejuízos ao consumidor

A vistoria de mais de mil taxímetros que circulam por Natal e da Região Metropolitana está sendo realizada até o mês de outubro, de acordo com o final da placa do táxi, pelo Instituto de Pesos e Medidas do Rio Grande do Norte, órgão delegado do Inmetro.

Em janeiro, foram vistoriados os carros com placas terminadas em 1, em fevereiro a vistoria será para placas com final 2, em março final 3, abril, final 4, maio final 5, junho final 6, julho final 7, agosto final 8, setembro final 9 e outubro final 0. A vistoria é obrigatória e deve ser feita anualmente.

Para fazer a verificação o taxista deve comparecer à sede do órgão na Rua Olinto Meira, 1036 – Barro Vermelho, de segunda à sexta-feira, das 7h às 13h, portando o certificado do taxímetro do ano anterior e o certificado de registro e licenciamento de veículo para gerar o boleto da taxa de verificação no valor de R$ 52,18.

Após o pagamento, os motoristas devem comparecer a Unidade Móvel do IPEM/RN, que fica estacionada na rotatória do cruzamento da Avenida Prefeito O’mar Ogrady com a Avenida dos Xavantes (próximo a UPA Cidade Satélite), para realizar a aferição do taxímetro.

Se o instrumento for aprovado o motorista receberá o certificado atualizado, o lacre e o selo de verificação do Inmetro. Caso o instrumento seja reprovado, o reparo do taxímetro deverá ser feito por uma oficina credenciada pelo IPEM/RN. Os taxistas que trafegarem com o taxímetro irregular poderão ser multados.

Fique atento

Para identificar se o taxímetro está regularizado e foi verificado pelo IPEM/RN, o consumidor deve observar a presença do lacre, que impede o acesso à regulagem do aparelho, e do Selo do Inmetro com a informação “verificado até 2021”. Caso o lacre esteja rompido, o consumidor não deve aceitar a corrida, pois o aparelho pode apresentar medição incorreta. Em alguns casos poderão ser encontrados taxímetros com a etiqueta “verificado até 2020”, pois, a validade da verificação do instrumento pode ainda estar vigente de acordo com o cronograma de vistorias.

O valor da bandeira é determinado pela prefeitura de cada município, mas é importante ficar atento ao horário em que as bandeiras ‘um’ e ‘dois’ podem ser utilizadas, para não pagar mais caro pela corrida.

O consumidor que desconfiar de alguma irregularidade pode realizar denúncia na Ouvidoria do IPEM/RN pelos seguintes contatos: 0800-281-4054, com ligação gratuita; pelo e-mail ouvidoriaipem.rn@gmail.com ou pelo whats app 84 98147-9433.

Compartilhar