Ministro Fábio Faria chama governadora Fátima de “cara de pau” durante visita de Bolsonaro ao RN

Foto: Reprodução/TV Brasil

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, atacou a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), durante a visita do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) ao Estado potiguar nesta quinta-feira 24.

“Foi muito importante trazer o presidente aqui. Porque aqui tem uma governadora que, se chover no Rio Grande do Norte, ela diz que foi ela quem trouxe a chuva”, disse Fábio durante pronunciamento em Jucurutu, onde foi liberado recursos para a Barragem de Oiticica.

“Entrem no site oficial do Governo do Estado, vocês vão ver lá a governadora cara de pau dizendo que toda a semana adquire 50 mil vacinas para o RN. Ela não adquire nenhuma, porque todas as vacinas foram compradas pelo presidente Jair Messias Bolsonaro”, disse o ministro.

Agenda presidencial

O presidente está em Jucurutu, no RN, para liberar um repasse de mais R$ 38,2 milhões para a conclusão das obras da Barragem de Oiticica.

“Essa recepção [em Jucurutu] eu devo a muitos que estão do meu lado no poder executivo, bem como nossos colegas do poder legislativo”, comentou o presidente, em referência aos ministros potiguares Rogério Marinho e Fábio Faria, além dos deputados federais da base governista.

A barragem, que vai receber as águas do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco, tem, até o momento, 90,81% de execução e deve estar totalmente concluída até dezembro de 2021. As obras são de responsabilidade do estado, com apoio financeiro da União. O investimento total é de R$ 657,2 milhões, sendo R$ 638,2 milhões do Governo Federal. Desde 2019, foram repassados R$ 291,6 milhões para o empreendimento – cerca de 45,7% do valor de repasse.

Quando concluída, a barragem vai atender 330 mil pessoas de oito cidades potiguares: Jucuturu, Caicó, Timbaúba dos Batistas, São Fernando, Jardins de Piranha, Cruzeta, São José do Seridó e São José do Sabugi. A Barragem de Oiticica também vai contribuir com o controle das cheias na região e permitir uma ampliação de até 10 mil hectares da área irrigada da Bacia Piranhas-Açu, além da geração de energia de 3,52 MW, o suficiente para atender uma cidade de 140 mil habitantes.

Agora RN

Spread the love