Polícias Civil e Militar prendem suspeito e apreendem adolescente por estupros


Policiais civis da Delegacia Municipal de São José do Campestre, com apoio da Polícia Militar, deram cumprimento, nesta segunda-feira (07), a um mandado de prisão temporária (30 dias) em desfavor de Gênesis José Pereira Dias, 25 anos, e a um mandado de internação provisória (45 dias) em desfavor de um adolescente de 17 anos, suspeitos de diversos estupros na Zona Rural de São José de Campestre. Segundo as investigações, a prática dos estupros estava acontecendo há mais de um ano.

De acordo com relatos das vítimas, os suspeitos realizavam as abordagens dentro de estradas carroçáveis e ordenavam que elas entrassem na área de matagal, como se fosse praticar o crime de roubo, declarando portar arma de fogo, e praticavam o crime de estupro; além disso, roubavam ainda os aparelhos celulares das mulheres. Em alguns casos, a vítima era estuprada pelos dois suspeitos, na mesma ocasião.

Segundo as denúncias, os suspeitos apresentavam as seguintes características: Gênesis José como sendo alto, forte/gordo, negro, sempre vestindo camisa preta de sol e bermuda jeans, utilizando como veículo uma moto preta e capacete preto; já o adolescente foi retratado como estatura média, magro, branco, não falava muito e seguia as ordens do mais velho. Uma das mulheres declarou que o suspeito estava utilizando no rosto uma máscara de proteção com o símbolo de determinado time de futebol.

Ainda de acordo com as investigações, em dez dias, os dois suspeitos estupraram duas vítimas no distrito “Volta do Rio”. Para que a prisão fosse realizada, foram realizadas campanas pela Polícia Militar, no local onde havia o registro de ocorrência do crime. Nesta segunda-feira (07), a Polícia Militar encontrou os suspeitos com as mesmas características; uma moto encontrada na região foi ligada com a chave que estava com o adolescente, a máscara do time relatado pela vítima estava com Gênesis José. Na delegacia, os dois suspeitos foram reconhecidos pelas mulheres e confessaram a autoria dos crimes.

Em razão disso, o delegado responsável pela ocorrência solicitou ao plantão judiciário a decretação da prisão temporária e internação provisória dos suspeitos, que foram concedidas pela Justiça e cumpridas pelos policiais ainda na segunda-feira (07). Logo após a prisão deles, mais quatro vítimas procuraram a delegacia para efetuar a denúncia e reconhecer os suspeitos. Durante a prática do crime, segundo as denúncias, o suspeito ameaçava ainda que, caso efetuassem denúncia, ele disseminaria as fotos íntimas, registradas durante o crime, na internet.

Gênesis José foi conduzido até a delegacia e encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça; o adolescente foi internado no Centro de Recuperação de Adolescentes, para a aplicação de medidas socioeducativas.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.

Compartilhar