Professores ocupam a prefeitura de São Gonçalo do Amarante


O Prefeito de São Gonçalo tomou por decisão extinguir os contratos de 186 professores do processo seletivo e cortar parte dos salários dos professores fixos durante o período de pandemia. A classe de professores de São Gonçalo considera um desrespeito para os profissionais da educação do município, e estão nesse momento ocupando a prefeitura para cobrar respostas a respeito das medidas adotadas.

“Justo nesse momento de crise as autoridades estão deixando os professores na mão, em vez de dar o devido suporte para os profissionais da educação sustentarem suas famílias e cumprir com suas obrigações, esperávamos um suporte ou auxilio nesse momento no lugar dos cortes no salário” afirmou a professora Pryscila Araujo, os professores estão ocupados na prefeitura de São Gonçalo aguardando o prefeito Paulo Emídio.

Em diversos municípios do Rio Grande do Norte os prefeitos vem fazendo cortes nas contas públicos devido a crise durante a pandemia e a queda nas arrecadações, ficando a vontade do gestor ver que áreas são prioridades. No caso de São Gonçalo do Amarante foram os professores penalizados.

Compartilhar