RN reduz 5.927 vagas de emprego nos primeiros quatro meses de 2019

Foto: Divulgação

O Rio Grande do Norte reduziu 5.927 vagas de emprego de janeiro até abril de 2019. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), que foram divulgados nesta sexta-feira (24) pelo Ministério do Trabalho.

Neste período, foram registradas 46.517 contratações e 52.444 demissões. No mês de abril, a redução registrada no estado foi de 501 vagas – um total de 11.328 contratações para 11.829 demissões.

O setor que mais fechou empregos foi o da agropecuária nestes primeiros quatro meses do ano: menos 5.229 vagas (1.458 contratados e 6.687 demitidos). Apenas no mês de abril, foram menos 383 postos de emprego no setor. Depois dele, as piores reduções foram no setor de comércio (-1.542) e de indústria e transformação (1.086).

Tiveram saldo positivo, o setor de serviços (2.323 vagas a mais) e de serviços industriais de utilidade pública (84).

Apesar da redução de janeiro a abril deste ano, nos últimos 12 meses o saldo é positivo, com o aumento de 4.394 empregos formais, resultado de 146.803 admissões e 142.409 demissões.

Saldo de emprego de janeiro a abril por setor

Extrativa Mineral: -200
Indústria de Transformação: – 1.086
Serviços Industriais de Utilidade Pública: 84
Construção Civil: – 249
Comércio: – 1.542
Serviços: 2.323
Administração Pública: – 28
Agropecuária: – 5.229
Total: – 5.927

Municípios

A diminuição nos postos de trabalho foi maior no município de Mossoró, com menos 1.887 postos de janeiro até abril deste ano. Logo atrás no ranking de maior redução está o município de Apodi, com menos 1.073 vagas de trabalho.

As outras cidades do Rio Grande do Norte que mais fecharam postos de emprego foram São Gonçalo do Amarante (-254) e a capital Natal (-201).

Por outro lado, o município de Parnamirim foi quem teve maior saldo positivo, com 517 contratações a mais que o número de demissões. A cidade de Assú está logo na sequência com 125 postos a mais de trabalho.

Com base apenas no mês de abril, Natal foi a cidade com maior redução, com menos 223 vagas, seguido por Mossoró, com menos 127. Assú aparece como 95 postos a mais, o melhor saldo positivo.

G1 RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *