Uma surra de fraldas

Foi pura traquinagem dos Meninos e com requintes de crueldade. Jamais nos anais da história política de Macaíba houve uma surra de votos tão grande quanto a aplicada por Emídio Júnior e Netinho França, à candidata da atual gestão macaibense.


Foram quase 13 mil votos de diferença que comprovaram a repulsa da população macaibense ao atual modelo administrativo e sua achacosa tática eleitoral. O grupo familiar que surgiu grande na vida pública da velha Pisa na Fulô sairá pequenininho e escorraçado pelo povo da terra de Henrique Castriciano. Expulsão é o nome que se dá a isso.

O placar foi a foto fiel de um fim anunciado há algum tempo. A eleição de 2018 foi um prenúncio do que estava por acontecer. O resultado do último pleito local ressoou nos quatro cantos do Rio Grande do Norte. Para quem não tinha conhecimento de Macaíba, foi, de certa forma, espantoso.

Inquestionávelmente, um placar humilhante e devastador. Para quem se vangloriava e se achava o suprassumo da estratégia política, caiu de joelhos para alguns Meninos e levando uma verdadeira porrada de fraldas.

Alguns senhores esqueceram que a democracia (povo) consagra, mas também demite. No caso de Macaíba, a democracia exonerou aquele que foi o rei das exonerações. Sairá sem deixar saudades. O único resquício a ficar será a coça levada pelo povo livre de Macaíba que devolveu sua cidade à sua gente!

Sérgio Nascimento
Jornalista

Compartilhar