Categoria: Polícia

Foto: Reprodução

O homem suspeito de matar a ex-namorada, Renata Ranyelle Almeida, de 23 anos, em São Miguel, no interior do RN, foi transferido para Natal na noite desta quinta-feira (19). Ele foi preso no dia 11 de dezembro, em Guarulhos, no estado de São Paulo.

Segundo a Polícia Civil, o suspeito foi levado para a Central de Flagrantes em Cidade da Esperança, Zona Oeste da capital potiguar. Nesta sexta-feira (20) ele irá ao Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep-RN) para fazer exames e será encaminhado ao sistema penitenciário.

Renata foi baleada no rosto dentro da loja em que trabalhava como vendedora durante um assalto forjado pelo homem no dia 23 de novembro. Ela foi internada e morreu no dia 29.

De acordo com a Polícia Civil do Rio Grande do Norte, os investigadores potiguares repassaram informações sobre o suspeito, que acabou detido pelo grupo Garra (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos), da Polícia Civil de São Paulo. Ele estava escondido em um depósito que pertence a um amigo.

A Polícia Civil ainda afirmou que o homem deixou São Miguel de carro, viajando pelo interior do país. De acordo com os investigadores, é ele quem aparece de capacete nas imagens gravadas pela câmera de segurança da loja onde Renata trabalhava e onde o crime aconteceu. Ele teria tentado simular um assalto.

G1 RN

Delegacia de Macaíba é responsável pelas investigações do caso (arquivo) — Foto: Acson Freitas/Inter TV Cabugi

G1 RN – Uma mulher de 46 anos foi presa em Natal, na manhã desta quinta-feira (19), suspeita de mandar matar o seu companheiro em 2009 no município de Macaíba, região metropolitana da capital potiguar. Segundo a Polícia Civil, ela estava foragida há 10 anos e foi detida ao chegar ao seu local de trabalho, no bairro Candelária, Zona Sul da cidade.

Contra a mulher, havia um mandado de prisão preventiva pelos crimes de homicídio qualificado e ocultação de cadáver, praticados contra seu companheiro, Gilson Belo Pereira. As investigações e a prisão foram comandadas pela Delegacia de Macaíba.

De acordo com a polícia, a mulher tentou matar o companheiro usando veneno para rato. Como a vítima sobreviveu, ela teria contratado Júlio César Santos de Paiva, conhecido como Julinho, para matá-lo. Com a ajuda de sua sobrinha, Katiene Pereira da Silva, a suspeita teria desovado o corpo em um poço, na pedreira localizada próximo à residência do casal, no Loteamento Esperança. Mas o corpo emergiu e foi descoberto.

O executor do crime e a sobrinha já foram julgados e condenados pela Justiça. Agora, a suspeita de ser mandante foi conduzida à delegacia e encaminhada ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.

Tenente da PM Plínio Sales foi morto em troca de tiros com bandidos durante assalto. Foto: Redes Sociais

Policiais civis da Delegacia de Macaíba, na região Metropolitana da capital potiguar, prenderam na manhã desta quinta-feira, 19, um homem suspeito de participar do assalto e da morte do tenente da PM da reserva Plínio Sales, crime ocorrido em julho deste ano. A prisão aconteceu em São José de Mipibu, também na Grande Natal.

O assalto aconteceu no dia 3 de julho, próximo ao condomínio Village de Prata, no bairro Planalto, na Zona Oeste de Natal. Após ser baleado, o militar ainda foi socorro ao hospital, mas não resistiu.

O PM seguia com três familiares em seu carro pela Rua Fabrício Pedroza, uma estrada de terra, quando foi interceptado pelos criminosos, que estavam em outro veículo.

O homem detido nesta quinta-feira é o segundo suspeito preso apontado como participante na morte do tenente da reserva. A primeira prisão aconteceu em São Gonçalo do Amarante, um dia depois do latrocínio.

Agora RN

Foto: Foto: Sérgio Henrique Santos

Uma família foi feita de refém durante um arrastão no Distrito Guanduba em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal, na noite desta quarta-feira (18). Quatro criminosos renderam um comerciante, de 50 anos, enquanto ele aguava um terreno na frente de casa, anunciaram o assalto, entraram no local e levaram pertences da família.

De acordo com a vítima, ele foi rendido pelos criminosos que anunciaram o assalto, entraram no imóvel e mantiveram ele, a mulher e a filha do casal, de seis anos, sob a mira de uma arma. O comerciante contou que os criminosos revistaram a casa em busca de objetos de valor.

A vítima disse que os criminosos levaram uma televisão, três celulares, joias e outros objetos de valor. Ainda de acordo com o relato do homem, os criminosos trancaram a família em um dos quartos e ele só saiu do local quando percebeu que estava em segurança. “Fico chateado. A gente trabalha tanto e chegam uns caras desses e levam tudo”, desabafou.

Do G1RN

Perícia feita no Itep constatou que a criança morreu envenenada. FOTO: José Aldenir

O homem suspeito de ter matado o próprio enteado envenenado – crime ocorrido na zona Sul de Natal no final de semana – foi solto após audiência de custódia realizada nesta segunda, 16. João Victor Soares de Brito tinha 5 anos.

O padrasto havia sido preso no sábado, 14, dia em que o caso foi registrado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil.

Segundo o delegado Ernani Leite, que conduziu o caso, o homem foi preso sob a acusação de homicídio qualificado. O crime aconteceu em Candelária, bairro da zona sul de Natal. Para o juiz responsável pela audiência de custódia, não houve elementos de flagrante que sustentassem a prisão do suspeito.

No entanto, o padrasto da criança será processado judicialmente e terá que cumprir uma série de medidas cautelares. Entre elas, a proibição de permanecer na casa da vítima e se ausentar de Natal por mais de 8 dias sem autorização da Justiça potiguar. Além disso, ele deverá manter distância mínima da mãe da criança.

O caso

De acordo com as investigações, a criança passou mal quando estava em casa acompanhada apenas do padrasto. Ela foi levada ao hospital, acompanhada da mãe, onde a equipe médica levantou a suspeita de envenenamento e sugeriu que a polícia fosse acionada.

“Nós fomos até a casa, encontramos alguns objetos suspeitos e fizemos a prisão”, contou o delegado Ernani Leite.

Na residência onde moravam o padrasto, a mãe e a vítima, os agentes encontraram um copo com uma substância espumante.

Mais tarde, o Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) constatou a morte da criança por envenenamento, que ingeriu um raticida. O menino foi sepultado na manhã de segunda-feira, 17, em Jardim de Piranhas, região Seridó do estado.

Do Agora RN

A Polícia Rodoviária Federal realizou, nesta segunda-feira (16), na BR 101, em São José de Mipibu, uma fiscalização voltada para os veículos de transporte de cargas. A ação já é parte da Operação Rodovida 2019 – 2020.

Durante a operação, foram fiscalizados 158 caminhões e extraídos 440 autos de infração. Sete veículos foram removidos para o pátio e foram realizados 143 testes de alcoolemia.

O excesso de peso verificado e transbordado foi de mais 45 toneladas. Além disso, 18.000 kg de concreto, 4.800 kg de farelo de trigo e 4.800 kg de sal mineral estavam sendo transportados sem nota fiscal.

O excesso de peso, além de pôr em risco a segurança de todos que trafegam pelas BRs, ainda contribui para danificar o pavimento das rodovias e estradas.

Agência PRF/RN

PC/ASSECOM – Policiais civis da Delegacia Municipal de Macaíba deram continuidade à 5ª Fase da Operação “Espectros”, nesta segunda-feira (16). Durante a ação, foram presos Josuel Nunes da Silva, 26 anos, e Francisco Barbosa dos Santos, 42 anos, conhecido como “Galego”.

Josuel Nunes foi preso no bairro das Quintas, Zona Oeste de Natal, em cumprimento a mandados de prisão preventiva e por sentença condenatória, pelos crimes de roubo e receptação. Ele foi condenado a uma pena de 6 anos e 4 meses. Francisco Barbosa foi preso na cidade de Macaíba, em razão de um mandado de prisão decorrente de sentença condenatória, pela prática de crime de roubo.

O nome da operação, “Espectros”, faz alusão ao modo de vida adotado pelos suspeitos, que possuíam mandados de prisão em aberto e agiam como “fantasmas” na sociedade. O objetivo era não chamar a atenção da polícia, diante da existência das ordens de prisão em desfavor deles.

A operação continua e a Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.

Policiais civis da 1ª Delegacia de Plantão Zona Sul de Natal prenderam em flagrante, neste sábado (14), um homem pela prática do crime de homicídio contra uma criança de cinco anos, no bairro Nova Descoberta, na Zona Sul de Natal.

De acordo com as investigações, o suspeito é padrasto da vítima e teria envenenado a criança com um raticida, quando a mãe saiu de casa. Ao retornar, a mãe percebeu que algo estava errado com o filho e o socorreu imediatamente para o hospital. A criança não resistiu e foi a óbito, tendo sido solicitado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) o exame pericial ao ITEP.

Diante do resultado preliminar indicando o envenenamento, e com base nos depoimentos, foi realizada a prisão em flagrante do suspeito. O homem foi encaminhado para o sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça. A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181.

Foto: Reprodução/TV TEM

Um homem de 33 anos foi preso em flagrante por estuprar um idoso cego, surdo e mudo de 71 anos, na comunidade Carnaubinha, em Nísia Floresta, na Grande Natal, na manhã deste domingo (15). Segundo a Polícia Civil, o suspeito que também mora na comunidade teria sido encontrado sem calção junto com a vítima que estava nua.

Informações repassadas pela Polícia Civil afirmam que o neto do idoso, de seis anos, avisou à mãe que o avô estava trancado no quarto com um homem. Ainda segundo a Polícia, a família entrou no local e se deparou com a vítima nua e o homem sem calção, que foi contido até a chegada dos policiais.

De acordo com a corporação, a vítima e o estuprador foram levados ao Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP-RN) para um exame de ato libidinoso, cujo resultado deu negativo. Mas o suspeito permaneceu preso por ter sido flagrado por testemunhas.

Segundo informações da Polícia Civil, o suspeito já tem registro de violência doméstica por uma tentativa de matar a irmã. A assessoria de comunicação da corporação informou que ele foi encaminhado ao Penitenciária Estadual de Parnamirim (PEP).

G1 RN

Foto: Crédito: Tribuna do Norte/Adriano Abreu

Do G1 RN – O vaqueiro Eldis Trajano da Silva ficou preso por engano, no lugar do irmão, durante dois anos e oito meses no sistema carcerário do Rio Grande do Norte. Esse irmão, de nome semelhante, Eudes Trajano da Silva, é o verdadeiro culpado pelos crimes de roubo, furto e falsidade ideológica pelo qual ele acabou respondendo.

Eldis, o inocente, foi solto na última segunda-feira (9). De acordo com a advogada Marilene Batista de Oliveira, ele estava encarcerado desde abril de 2017, quando foi levado pela polícia do seu trabalho, no município de Pedro Velho. Eldis da Silva tem 36 anos e nasceu e se criou em Piriti, na zona rural de Canguaretama.

De acordo com a advogada, Eldis estava na propriedade do patrão, onde trabalhava de vaqueiro, quando uma guarnição policial o prendeu. Os policiais estavam atrás de Eudes, com “u” no início e “e” no final, irmão dele. Mesmo assim, o levaram. Os nomes parecidos teriam induzido ao erro. “Eles não pediram sequer uma identificação antes de prendê-lo”, reforça a advogada.

Eudes, o irmão procurado da Justiça, cumpria pena em regime semiaberto. Nesse tipo de regime, o presidiário passa o dia fora da cadeia e retorna para dormir. Ele não havia voltado para a unidade em que estava lotado, portanto, foi considerado foragido e a polícia foi até o endereço indicado para prendê-lo. Ler mais…

Foto: Sérgio Henrique Santos

G1 RN – Uma mulher matou o companheiro dela com uma facada na tarde desta quinta-feira (12) em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal. Arthur Andrelino Nunes Gonçalves tinha 24 anos e morreu na calçada da casa em que morava com a mulher. Segundo a própria suspeita, o homem tentou impedi-la de cometer suicídio e ela o assassinou.

A mulher disse à polícia que sofre de depressão e, inclusive, toma remédios controlados. Ainda de acordo com ela, desde ontem havia falado ao companheiro que tiraria a própria vida. Nesta quinta, voltou a dizê-lo e pegou uma faca para concretizar o ato. Os dois estavam dentro de casa, no conjunto Plaza Garden.

Arthur Gonçalves teria tentado impedir o suicídio e, nesse momento, ela o esfaqueou, no pescoço. A facada atingiu a veia jugular e Arthur perdeu muito sangue, caindo morto na calçada. Depois de perceber que o companheiro estava morto, a mulher fugiu para a casa de uma irmã.

Lá, foi convencida pela parente de se entregar à polícia. Após ser detida, contou aos policiais o que havia acontecido.

PC/ASSECOM – Policiais civis da Delegacia Especializada em Narcóticos (DENARC) de Mossoró prenderam, nesta quarta-feira (11), Alexandro da Silva Melo, conhecido como “Tiota”, 38 anos. A prisão aconteceu no bairro Alto Sumaré, localizado na cidade de Mossoró.

Em desfavor de Alexandro da Silva havia dois mandados de prisão, decorrentes de sentença condenatória, pela prática dos crimes de tráfico de drogas e posse de arma de fogo. A pena a ser cumprida é de 23 anos. Ele estava foragido da Justiça. Na residência dele, foram encontrados dois RG´s, sendo um falso e outro verdadeiro.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181

Foto: Sérgio Henrique Santos

G1 RN – Criminosos que fizeram arrastões no Distrito de Traíras, Zona Rural de Macaíba, na Grande Natal, bateram de frente com um carro no centro da cidade enquanto eram perseguidos pela polícia na noite desta terça-feira (10). Eles tomaram outro veículo e conseguiram fugir.

De acordo com o Sargento Nunes, da Polícia Militar, os quatro bandidos estavam armados e assaltaram várias casas no Distrito. “Segundo populares, os criminosos invadiram residências, levaram televisões, ventiladores e celulares”, relatou.

No outro veículo envolvido no acidente, estavam um ajudante de caminhão e o sobrinho dele, de dois anos. Eles não tiveram ferimentos. “Não deu pra ver, foi rápido demais”, contou o motorista que não se identificou.

De acordo com a Polícia Militar, o carro em que os criminosos estavam era roubado. Segundo a PM, dentro do veículo estavam objetos que teriam sido roubados durante os arrastões na Zona Rural de Macaíba.

Os criminosos tomaram outro veículo e fugiram do local. Policiais fizeram buscas na região mas nenhum suspeito foi encontrado.

Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

G1 RN – Um homem foi morto com um tiro enquanto lanchava na noite desta segunda-feira (9) no centro de Macaíba, na Grande Natal. Wallyson Nunes da Silva, de 21 anos, era ajudante de boiadeiro e trabalhava em vaquejadas para ter uma fonte de renda.

De acordo com familiares, o rapaz não tinha inimigos, não usava drogas e nem era envolvido em crimes. Segundo testemunhas, a vítima foi perseguida por um homem de cabelos grisalhos e que aparentava ter 50 anos.

Ferido, Wallyson correu em direção a uma praça próxima ao local do crime e deixou parte do lanche cair no chão. Ainda segundo testemunhas, o suspeito circulava na região em um Palio vinho. Uma irmã da vítima, que não quis se identificar, acredita que ele foi morto por engano.

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) vai investigar o caso. De acordo com um delegado que esteve no local do crime, uma das linhas de investigação é de que a morte pode ter sido por engano. O Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep-RN) foi ao local e levou o corpo para a sede do Instituto.