Em quatro dias, 16 pessoas foram salvas do suicídio na Ponte Newton Navarro

Desde sábado (20), dia em que o Portal No Ar noticiou o resgate de um rapaz, impedido de pular da Ponte Newton Navarro, arrancado do parapeito por policiais militares, um grupo de membros da igreja evangélica Assembleia de Deus Milagres montou acampamento, se organizou em turnos e, usando radio comunicadores, já conseguiram salvar 16 pessoas do suicídio na ponte.

“Um a gente não conseguiu salvar, pois ele pulou quando saímos pra comer”, contou o desempregado Wellington Inácio de Melo Filho, que está na ponte desde sábado, fazendo o trabalho de vigília.

Despois deste suicídio, mais membros da igreja se somaram à vigília e, e desde então, cerca de seis pessoas, sendo três de cada lado, ficam no alto da ponte atentas a qualquer um que chegue por lá em atitude suspeita. “A gente chega junto, oferece ajuda, conversa, ora e acompanhamos a pessoa até lá embaixo, onde um de nós ou mesmo a polícia, que passa muito por aqui, dá uma carona pra casa e entrega à família”, acrescenta Wellington.

No pé da ponte, pelo lado da Redinha, o grupo de fiéis do Pastor Rubens, idealizador da virgília, improvisou um acampamento, com tenda para refeições e barracas para repouso dos voluntários e até das pessoas que foram impedidas por eles de tentar contra a própria vida delas.

Confira na íntegra no Portal no Ar

Compartilhar