Forças de segurança do Estado e de Natal definem estratégias de fiscalização para a volta do toque de recolher


A Secretaria da Segurança Pública, sob a gestão do coronel Araújo Silva e do delegado Osmir Monte, e a Secretaria de Gestão de Metas e Projetos, coordenada pelo secretário Fernando Mineiro, realizaram uma reunião virtual conjunta no final da manhã com o propósito de discutir as ações integradas de fiscalização a serem realizadas pelo programa Pacto Pela Vida, que retoma nesta segunda (5) o toque de recolher.

Em Natal, ficou definida uma ronda conjunta, com caráter educativo, nos principais corredores e centros comerciais para orientar lojistas, empresários, prestadores de serviço e seus empregados, colaboradores e clientes para o cumprimento das medidas de combate à pandemia, como a necessidade de fechamento dos estabelecimentos não essenciais no período estabelecido pelo novo decreto.

A videoconferência contou com a participação da PM, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros Militar, e equipes de segurança de Natal, como a Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social, Guarda Municipal de Natal, Secretaria Municipal de Serviços Urbanos e Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo. O Procon Estadual e a Defesa Civil do Estado também colaboraram com as discussões.

“O objetivo de realizarmos esta ação pedagógica e educativa com Natal, é para dar exemplo a todas as cidades do Estado da importância de estarmos integrados, unidos em salvar vidas”, reforçou o secretário Fernando Mineiro, coordenador do Pacto Pela Vida no RN.

Durante a reunião, também foi reforçado o compromisso de que as forças de segurança estaduais irão compor as equipes de fiscalização formadas pelo Município, que deverão percorrer todas as regiões da capital para fazer cumprir o que determina o novo decreto estadual.

As novas regras de combate ao coronavírus estabelecem que o comércio considerado não essencial deve suspender o atendimento no período de 20h às 6h do dia seguinte, domingos e feriados. Neste período, também fica proibida a circulação de pessoas em vias públicas.

O consumo de bebidas alcoólicas em bares e restaurantes também está proibido.

Spread the love